Aniversariante, Ceni bate 20 faltas e joga na linha em rachão

Rogério Ceni fez 40 anos nesta terça-feira, mas entrou em campo em Cotia como qualquer outro dia. O aniversariante são-paulino participou do treino tático comandado por Ney Franco, viu Paulo Henrique Ganso entre os reservas, pouco trabalhou e, depois, foi para o rachão, onde tentou por algumas vezes fazer o gol e, em outras, armar as jogadas para seus companheiros no animado coletivo.

Capitão e líder do elenco, Ceni escapou da ovada, mas não deixou os treinamentos de falta e de pênalti de lado. Revezando com Jadson, o camisa 01 bateu 20 faltas, fez quatro gols e acertou outras duas na trave. Ele ainda chegou a ensaiar jogada parada com o meia, que rolava a bola para ele antes da tentativa de gol.

Depois das 20 faltas, ainda foi a vez de mais cinco pênaltis, todos convertidos sem grandes dificuldades. Em quatro deles, a bola foi para um lado e, o goleiro, para o outro.

Sem falar com a imprensa, Rogério foi um dos últimos a deixar o campo no último treino do São Paulo antes do jogo diante do Bolívar, válido pela pré-Libertadores. Ele estava indo para seu quarto no hotel em Cotia, enquanto Ney Franco rasgava elogios a seu capitão.

“Observem o reflexo do profissionalismo deste atleta. Ele está jogando com 40 anos o que ele sempre jogou. Ele está colhendo os frutos de todo o profissionalismo que ele sempre teve na carreira. Sempre é um dos primeiros a chegar para treinar, um dos últimos a sair e nem precisa da nossa cobrança para trabalhar. Ele mesmo se cobra. Ele chega com essa idade num estágio alto, com alto rendimento, tudo por causa do profissionalismo dele. Ele está no ápice”, afirmou o treinador.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*