Andrés e construtoras criticam promoção de ingressos do São Paulo

O ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, responsável pelas obras do Itaquerão fez crítica à promoção do São Paulo para baratear seus ingressos durante a campanha do Brasileiro. Seus ataques tiveram o apoio do gestor da Odebrecht para estádio, Dênio Cidreira. As posições foram expostas no seminário Business FC, em São Paulo, em debate sobre arenas.

Ameaçado pelo rebaixamento, o São Paulo reduziu seus bilhetes básicos a R$ 10, preços que podem ser ainda menores dependendo dos descontos para estudandes e sócios-torcedores. Houve uma polêmica em relação a essa promoção. No debate, foi questionado se o clube ganhou no Morumbi com a venda de produtos, apesar da renda baixa com bilhetes.

“Vocês acreditam neles? Venderam cem caixas de refrigerantes. O que o São Paulo fez foi mal, péssimo para o futebol brasileiro inteiro. Botar um espetáculo a R$ 5 a R$ 10”, atacou. Foi apoiado por Cidreira: “Foi um mal para o futebol brasileiro.”

O diretor da OAS, Carlos Eduardo Paes Barreto, que atua no Grêmio e na Bahia, também afirmou que tem de ser feita uma boa avaliação para se chegar a um preço para cada setor. “É natural reclamar do valor. Se perceber em todas as arenas, existem setores com tickets baixos. A maioria de ingressos praticados é antigo. Há tickets mais elevados nos camarotes”.

O dirigente afirmou que não foi ao jogo, tendo assistido pela televisão. Anteriormente, Andrés contou que os preços têm que ser determinados pela lei de oferta e procura, e discursou contra gratuidades para idosos e descontos para estudantes. “Se botar R$ 200, e ninguém for, ai para R$ 150. Nenhum administrador de arena vai botar o preço caro. O que fico indignado são essas pessoas todas entrando sem pagar. A média de ticket é de R$ 50 para baixo.”

Outras críticas de Andres foram feitas em relação ao modelo de construção de arenas. Afirmou que é um absurdo o fato de o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) não poder emprestar dinheiro direto para o clube. “É um pacote que foi mal vendido.”

Ao falar sobre a construção de arenas no exterior, em comparação com o Brasil, Andres chamou Barcelona e Real Madrid de “drogas”.  “A maioria dos clubes que todo mundo diz que investe, Barcelona e Real Madrid, essas drogas ai, é tudo com dinheiro público. E a dívida é maior do que os clubes brasileiros”, comentou.

 

Fonte: Uol

Nota do PP: cada dia mais me convenço que o “cara de areia mijada” é um são-paulino enrustido. Ele só se preocupa com o Soberano. É incríuvel!

9 comentários em “Andrés e construtoras criticam promoção de ingressos do São Paulo

  1. Visão míope da gestão de negócios, acredito que até a administração tricolor se surpreendeu com o resultado.
    O sujeito é tão bronco que vai até “caixa de refrigerantes” daí em diante tudo deve ficar nebuloso.
    O que está pegando é o tamanho da conta e a ausência do padrinho, que na hora H nunca sabe de nada.
    A administração das “arenas” na mão de construtoras e investidores vai provocar choques, principalmente após a copa, a briga vai ser feia.
    Apesar dos pesares, pelo menos a administração tricolor atual conseguiu criar uma zona de atrito muito interessante.
    Vamos aguardar o que virá por aí, as vespas já começaram a ficar zangadas.

  2. Ahahaha!!! Que é Andres Sanches para criticar o uso de dinheiro público, o estádio dos gambás está sendo construido usando dinheiro do povo, graças ao ex-presidente e a Ricardo Teixeira, o qual Andres chamou de gângster só que ele esqueceu de se incluir. Mas o problema maior é a inveja.

  3. Nessa podemos dar a mão palmatória pro JJ. Ele está ‘quebrando a banca’ ao jogar os preços lá em baixo. Se eu fosse ele, jogava o preço mais baixo ainda. Logo, os outros serão pressionados a fazer o mesmo. Claro, que eles não querem o ticket médio baixo para poder pagar o dinheiro investido nas arenas.
    Por isso aquele gambá imbecil que se diz especialista em área financeira do futebol e trabalha na empresa do diretor financeiro da gambazada logo que saiu a promoção saiu falando em um artigo que o São Paulo estava atraindo o mal torcedor. Outro artigo pronto daquele cretino como sempre.
    A dica para o ano que vem está dada JJ. Se eles quebraram o clube dos 13 na negociação da TV, boicotaram o Morumbi à vontade (então não dependiam de renda) e ainda junto com as construtoras colocaram ele fora da copa, vamos dar o troco no preço dos ingressos. Afinal, nosso estádio está pronto e não precisamos do valor dos ingressos para pagá-lo.

    • E complementando, quem deve estar esfregando as mãos, são as empresas de eventos. Eles já devem estar achando que quando todas as arenas ficarem prontas, a tendência do preço dos aluguéis das arenas é de queda. E isso vai acontecer. O São Paulo irá perder receita, com certeza, mas mais dinheiro irão perder as construtoras que querem recuperar o capital investido nessas arenas.
      É por isso a chiadeira de agora.

      • Muito bem dito, Régis. Repare que, diferente de Palmeiras e São Paulo, que montaram equipes ridículas toda vez que precisaram investir no estádio, não faltou dinheiro [público] para as galinhas. Eles fazem os projetos, tomam dinheiro de toda parte e agora esperam o quê? Cooperação da concorrência ?

  4. O que o SAMPAULO fez baixando os ingressos,
    foi senssacional, comprou seu torcedor de volta,
    dando nova alma ao time, aos jogadores, povoou o Morumbi,
    com familiares, gente bonita, colocando seus precos de uma
    maneira economica e racional.
    Deu certo, no meu modo de entender porque ao inves de casa
    semi-vazia sempre estavamos com casa semi-cheia,
    levantamos nossa media de torcedores, por partida, hoje somos
    um dos primeiros no ranking de publico.
    Tivemos um Morumbi bonito de se ver, diferente daquele Morumbi de ingressos
    carissimos,. futebol e coisa de classe media, e classe pobre.
    Ricos vao pros camarotes tomarem seus wiskinhos.
    Com certeza a diferenca da venda de milhares de ingressos a mais,
    cobriu o prejuizo do estadio semi vazio. No meio da semana num jogo
    da Sulamericana, importante, com ingressos caros tinhamos
    22 000 torcedores, e no sabado num horario ridiculo a ingressos
    com promocao tinhamos 51 000 torcedores conta a Lusa,
    ???? Qual e mais interessante, para o clube, jogadores e torcedores ????
    Nao temos duvidas, a promocao, deve continuar, foi benvinda,
    de acordo com as aspiracoes do torcedor, que sente no bolso.
    Esse cara, fala sempre, mas sempre fala contra nossas cores,
    alem de ser um baita dum anarfabeto e tambem um cara mau intencionado.
    Mais uma vez, que continuem as promocoes com precos ainda mais
    economicos nesse paulistinha sem cor, e sem alma.

  5. Eu esperava mesmo uma “nota do PP” ao final da reportagem, rsrsrs.

    Deixemos isso de lado, esse cara não merece nossas considerações, temos questões mais relevantes para debater, ou não, mas isso que ele falou realmente não deve ser ventilado.

    Saudações tricolores.

    Paulo…

  6. Queria entender porque a diretoria do São Paulo ainda dá ouvidos a este cara.
    Estamos falando de um semi-analfabeto que nunca estudou e que de negócio não entende porra nenhuma.
    Entende de fazer politicagem e como ele mesmo disse, ser gângster.
    O dia que este cara for um modelo de administração, eu queimo meus livros.
    Retrucar o que este cara diz só dá ouvidos a algo que deveria ser completamente ignorado.
    Qual modelo de negócio é melhor na história o nosso ou o deles? Fala sério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*