Aloísio revela surpresa com a grandeza do São Paulo

Acostumado a circular apenas entre o campo e vestiário, Aloísio pegou o elevador e foi até o terceiro e último andar. Depois, ainda teve de subir mais um lance de escadas até chegar ao nível mais alto e se deparar com um Morumbi diferente. Gigante, vermelho e vazio. O atacante do São Paulo ficou sem reação, apenas observando, como se imaginasse o local lotado de torcedores.

Na noite desta quinta-feira, contra o Atlético-MG, às 20h15 (transmissão em tempo real pelo LANCE!Net) não será necessário imaginar. O Morumbi estará lotado com 60 mil são-paulinos. Aloísio deixará a arquibancada para estar onde mais gosta: dentro de campo. Como Luis Fabiano cumpre o último jogo de suspensão, o camisa 19 será titular.

A convite do LANCE!Net, o Boi Bandido visitou o Morumbi que ainda não conhecia. Além da arquibancada, o jogador foi até o memorial e viu de perto as maiores glórias do clube. A quantidade de troféus também o impressionou:

– Gostei de todos, mas a taça da Libertadores é o que mais me enche os olhos neste momento.

Libertadores que é o foco tricolor. A partida contra o Galo abre o duelo das oitavas de final e é decisiva para manter vivo o sonho de ser tetracampeão do torneio.

Aloísio sempre soube da grandeza do clube que passou a defender no início deste ano. Mas admite que o conceito dele mudou nesses cinco meses de trabalho.

– Falo de coração aberto, não tinha nem um pouco a dimensão de tudo que é o São Paulo. Sabia que era um grande clube, de conquistas memoráveis, mas chegando aqui e vendo tudo isso, as coisas mudaram muito. Vendo tudo isso meu pensamento é totalmente diferente do que eu tinha do São Paulo antigamente – declarou o atacante.

A estrutura, o convívio com atletas de ponta, a história, a responsabilidade, a pressão e o apoio da torcida é diferente do que viveu no Grêmio, Figueirense e outros clubes que defendeu na carreira.

Agora que já sabe qual é a sensação que o torcedor tem das arquibancadas, Aloísio promete levar o que viu para dentro de campo.

Confira um Bate-Bola com Aloísio, em entrevista exclusiva ao LANCE!Net, na arquibancada do Morumbi:

O que achou do Morumbi visto daqui de cima? Imaginava isso?
Achei muito legal. É a primeira vez que venho aqui em cima onde todos os torcedores nos apoiam, fica uma sensação muito boa. Pode ter certeza que quando eu estiver lá embaixo, no campo, vou lembrar desse momento e das pessoas que ficam nos ajudando, nos colocando para cima e tentando nos ajudar lá embaixo a conseguir a vitória.

E o estádio em si, vazio e daqui de cima ele parece maior?
Lindo. O Morumbi, para mim, é o estádio mais bonito com certeza aqui no Brasil. Tanto em relação à beleza, tamanho e estrutura. A grandeza do São Paulo merece um estádio como o Morumbi.

Já está se sentindo à vontade jogando aqui pelo São Paulo?
Estou sim. Aqui os torcedores estão apoiando, me sinto na minha própria casa. Pô, no último jogo contra o Atlético, nos apoiaram até o final e encheram o estádio. Para nós foi gratificante entrar no estádio e ver a torcida gritando nossos nomes, isso é muito gratificante.

E o quanto esse apoio de quem está aqui na arquibancada interfere no seu desempenho em campo?
Olha, é muito grande. Pode ter certeza que interfere. Eles apoiando e gritando o tempo todo, como foi no último jogo, pode ter certeza que nos ajudou e nos empolgou. Quando eu entrei em campo e olhei aquela torcida e o estádio lotado, eu corri mais do que eu podia.

A torcida tem pedido mais raça ao time e você mostra muita. Acha que seu comportamento em campo ajuda aos outros jogadores?
Eu procuro fazer isso, e acho que meus companheiros também. Uns têm mais técnica, outros mais habilidade, eu procuro ter raça,  vontade. Espero que contagie eles e o torcedor. Mas tenho certeza que eles também têm raça e vontade.

O fato de ainda não ter marcado no Morumbi incomoda você?
Ainda não está me incomodando. Sou tranquilo nessa questão porque uma hora vai sair. Acho que trabalhando certinho, trabalhando no dia a dia, uma hora esse gol sai e tira esse pequeno peso, que não me incomoda em nenhum momento, com certeza esse gol vai sair. E será com o estádio lotado.

Muitos jogadores ficaram impressionados com a recepção da torcida na chegada ao Morumbi. Foi algo que também te marcou?
Sim. Foram três coisas que me marcaram muito. A nossa chegada com aquela quantidade de torcedores, o que o Rogério falou na nossa reza e a hora que eu entrei em campo, olhei para o estádio, vi que estava lotado e que ia ser uma grande noite para nós por tudo que estava acontecendo. Quando eu entrei ali, pensei nessas três coisas e vão ficar marcadas por muito tempo.

 

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*