Alan Kardec já escolheu: prefere enfrentar o Corinthians na Libertadores

A possibilidade de enfrentar o Corinthians na fase de grupos da Copa Liberadores da América de 2015 não assustar o atacante Alan Kardec, do São Paulo. Em entrevista à Rede Globo nesta quarta-feira, o camisa 14 disse que gostaria de enfrentar um clássico paulista na competição, até pelas questões de logística.

“Acho que seria bom um clássico dentro da cidade. Isso para uma cidade, até um país. Todos estarão de olho. Não tem que ficar escolhendo”, disse Kardec, que foi além.

“Se tivesse que optar por um, acho que o Corinthians seria melhor em todos os aspectos. É um campo próximo, dentro da cidade. É um clássico que pode parar o país. Acho que essa seria minha escolha”, completou.

O São Paulo está no Grupo 2 da competição, ao lado de San Lorenzo (Argentina), Danubio (Uruguai) e do vencedor de um confronto da pré-Libertadores, envolvendo um time da Colômbia e um do Brasil. O time brasileiro será Corinthians ou Internacional, dependendo da classificação do Campeonato Brasileiro.

Além da possibilidade de enfrentar Corinthians ou Internacional na chave, o São Paulo ainda enfrentará o San Lorenzo, atual campeão da Libertadores. Para Alan Kardec, o confronto será bom para analisar o potencial do São Paulo para o torneio.

“É um grupo muito forte, de qualidade. E é bom que já começa nivelando por alto. Temos uma equipe de qualidade, vamos nos preparar para que não que vem possamos fazer coisas maravilhosas, até melhores que este ano”, disse o atacante.

“Você não tem que ficar escolhendo adversário. Às vezes, é muito difícil fazer uma dobradinha, ganhar um título num ano e conquistar no outro. Mas você sabe que a equipe que vem campeã vem motivada, vem com um elenco de qualidade. Eles se preparam para isso também”, completou.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.