Aidar diz que SP não sabia que Iago Maidana pertencia ao Criciúma

O presidente Carlos Miguel Aidar, do São Paulo, acompanhou o atacante Luis Fabiano no Hospital São Luis após a lesão que tirou o jogador da vitória sobre o Vasco, nesta quarta-feira, e aproveitou para comentar a polêmica contratação de Iago Maidana, na qual a empresa Itaquerão Soccer admite ter participado como investidora – prática proibida pela Fifa desde maio de 2015. De forma surpreendente, Aidar afirmou que o São Paulo não sabia que o jogador pertencia ao Criciúma ao ser questionado sobre o motivo do clube ter negociado com o Monte Cristo, clube que foi usado como ponte e só teve o zagueiro registrado por dois dias.

“Porque o São Paulo não sabia que o jogador pertencia ao criciúma. São Paulo estava negociando com o empresário do atleta, e na hora do fechamento tinha um clube que era dono dos direitos, e o São Paulo tinha que comprar desse clube. Na verdade não sei por que desse barulho todo, até imagino que seja mais uma arte daqueles que querem desestabilizar nossa gestão”, falou Aidar, em entrevista à Rádio Globo.

Segundo Aidar, o São Paulo enviará nesta quinta-feira um ofício à Federação Paulista de Futebol explicando o registro do atleta. O presidente negou ter negociado com o grupo de investidores da Itaquerão Soccer e disse que fez a negociação com o Monte Cristo, clube que comprou o atleta por R$ 800 mil do Criciúma e renvendeu ao São Paulo por R$ 2,4 milhões, em um intervalo de dois dias.
“São Paulo fez um ofício, está lá para eu assinar, amanhã eu assino e mando para a Federação Paulista. A compra nós fizemos de um time. Esse jogador estava registrado, constava no BID que pertencia àquele clube. São Paulo consultou, estava disponível, São Paulo fez a compra”, disse.
Aidar também disse que a operação foi realizada pelo vice de futebol Ataíde Gil Guerreiro e pelo gerente de futebol José Eduardo Chimello.
“O São Paulo vinha negociando com o representante do atleta. Era feito pelo Ataíde e pelo Chimello, não foi feito pela presidente. Empresário fechou as bases,  Na hora H apareceu esse Monte Cristo, e o São Paulo fechou esse contrato”, disse. “O que houve entre Criciúma e Monte Cristo eu não faço a menor ideia. O São Paulo comprou o jogador, consultei agora, o São Paulo vai pagar R$ 2 milhões. Pagou R$ 1 milhão e vai pagar mais R$ 1 milhão”, completou.
Fonte: Uol
Nota do PP: é o perfeito “marido traído”. O presidente do clube é o último a saber. E em 25 de dezembro o Papai Noel vai me dar uma entrevista.

7 comentários em “Aidar diz que SP não sabia que Iago Maidana pertencia ao Criciúma

  1. Presidente F.D.P !! vai catar coquinho !!! não sabia ??? kkkkkkkk
    Ele como advogado que dizem que é não sabe ler ? não leu a documentação do atleta… mais uma vez tentando ludibriar a grande nação tricolor !!! pede pra sair seu gamba enrustido FDP.

  2. Será que esse Aidar sabe que ele preside o tricolor?
    O Aidar é o Lula do SP, não sabe de nada, nunca viu nada e principalmente nunca participou de nada….FORA!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*