Aguirre entende vaias, mas vê volta de atitude no São Paulo

Depois do 0 a 0 diante do Atlético-PR, torcedores do São Paulo, que enfrentaram uma noite fria no Morumbi, cantaram que o time é “amarelão” e que faltou vontade. Protestos que o técnico Diego Aguirre entende, mas minimiza até a menor presença de pagantes no estádio e vê na atitude da equipe uma esperança para acabar com o jejum de seis jogos sem vencer.

– Queríamos ganhar, não ganhamos, agora vamos tentar vencer os demais. Mas sinto que hoje tivemos uma outra atitude, a equipe brigou, foi intensa, mas faltou jogar mais. Faltou mais calma nas finalizações e pagamos um preço muito caro – falou o uruguaio, que alegou não saber o que significa o termo “amarelão” adotado por alguns dos presentes no Morumbi.

– Não sei o que quer dizer isso, mas é normal que a torcida se expresse, que eles queiram que o time vença. Não é algo que tenha que dar muita importância. Eu entendo. A gente vem de fazer dois jogos ruins. Se voltar a ganhar, eles vem de novo. Não dou importância – afirmou, elogiando seus comandados, apesar de estar em quarto lugar no Brasileiro e a seis pontos do líder Palmeiras, em distância que pode aumentar se o rival vencer o Ceará neste domingo, no Pacaembu.

– Esse elenco já mostrou, mesmo na dificuldade. O problema são as expectativas. Em março, abril, ninguém poderia imaginar que iria brigar por título. Passaram meses, falávamos que éramos candidatos. Acho que não éramos tão fenômenos, nem tão mal como agora. É normal. Vamos continuar lutando para ver em que lugar ficamos.

Confira o que mais Diego Aguirre falou na entrevista coletiva deste sábado:

Briga por título
Vamos ver o que acontece, mas claro que não ganhar deixa mais distante, é uma realidade. Não temos de pensar tanto na tabela, nos outros times, temos de pensar na vitória. Já falamos muito da tabela em todo o campeonato e não foi algo que ajudou.

Mudanças no time
Faz parte do que tenho de fazer, buscar alternativas, variantes, o time está tendo dificuldade e tenho que encontrar alguma solução. Acho normal, tenho de buscar diferentes opções, como hoje com Luan e Carneiro. Acho que fizeram um jogo bom.

Tornar o time mais ofensivo
É uma possibilidade. No momento temos que voltar ao nível que esse time esteve. Para isso, precisamos da vitória, que muda bastante coisa. Temos de continuar, acreditar. Com a atitude de hoje, entrega, espírito, vamos voltar a encontrar as vitórias que tanto precisamos.

Desfalque de Everton
Estou buscando alternativas, faz muitos jogos que o Everton está fora. Sabemos que é um jogador muito importante, estamos buscando variantes. O Reinaldo pode ajudar, como outros, mas lamentavelmente temos uma caída de performance, rendimento de time, mas não é só porque está Everton. Mas claro que sentimos muito.

Gonzalo Carneiro
Para mim jogou bem. A história de Carneiro, vocês têm de lembrar que ele ficou praticamente um ano fora. Por todo o histórico de lesão, mas por sorte hoje ele não tem nenhum problema, para mim ele fez um bom jogo, está mostrando sua intensidade, sua velocidade, mas precisa de uma sequência, para justificar o porquê de estar aqui, penso que pode virar um jogador importante, que a torcida estará feliz com ele.

 

Fonte: Lance

3 comentários em “Aguirre entende vaias, mas vê volta de atitude no São Paulo

  1. Choque de realidade…only! Um elenco tão enxuto, que mesmo espremendo, nçao vai dar nenhum caldo.Recado à diretoria: nós precisamos de jogadores… e qualificados de preferência!

  2. Por partes:
    1 – Mudanças no time – Buscar alternativas? Que alternativas, se a única coisa que ele faz é encher o time de laterais e quer com isto marcar gols. Parece que ele se esquece que, pra ganhar, é preciso marcar gols.
    2 – Tornar o time mais ofensivo – com 2 volantes e 3 laterais esquerdos, como terminou o jogo ontem?
    3 – Desfalque do Éverton – ele nunca entrou com um jogador com as mesmas características nos jogos; sempre entrou com lateral improvisado ou lateral/volante idem;
    4 – Gonzalo Carnero – lógico que estava bem e nunca deveria ter saído; pura burrice do trenero. Teria que ter sacado o Edimar, que só estava fazendo peso sobre a grama, entrado com o Nenê e continuado com o Carnero e o Diego, se é que o que ele desejava era marcar gols. Até disto eu tenho dúvida quanto ao Aguirre: acho que ele está tentando, desesperadamente, não perder e assim, quem sabe, conseguir ficar num sexto lugar para tentar a sorte na liberta;
    5 – Pelo menos nisto eu concordo com ele: de título é melhor nem conversar!!!

  3. Como atitude seu Aguirre, aonde vc vê isso no time nao consegue ganhar no Morumbi com esse segundo turno estariamos brigando para nao cair, demetiria Aguirre com JC, e deixa Jardine ate o fim do ano e deixaria ele usar o máximo da base.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*