Advogado do “caso Cinira”, da era Aidar, terá de pagar R$ 900 mil ao SP

José  Cortez, advogado que ganhou notoriedade por seu envolvimento no “caso Cinira”, perdeu uma ação na Justiça e terá de ressarcir R$ 900 mil ao São Paulo. Na época em que surgiram as denúncias contra a então namorada do presidente Carlos Miguel Aidar, um documento do escritório de Cortez fez referência a um pagamento de comissão à empresária. A descoberta do caso, entre outros envolvendo a parceira do cartola, ajudaram a tirá-lo do clube.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.