Adalberto critica veto à torcida tricolor e busca responsáveis

O diretor de futebol do São Paulo, Adalberto Baptista, criticou a Ponte Preta, na tarde deste domingo, antes do jogo entre as equipes, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Por conta de obras no setor visitante do estádio Moisés Lucarelli, a Polícia Militar vetou a presença de duas torcidas no estádio e, com isso, somente haverá torcedores do time campineiro.

De acordo com o dirigente tricolor, o São Paulo foi avisado somente na noite de sexta-feira e afirma que o clube buscará os responsáveis para representar os seus torcedores.

– Realmente é uma vergonha o que a gente está vendo, torcedores já haviam comprado ingressos, até torcedores de cidades vizinhas, mas obstados de estarem no jogo, e foram avisados somente no sábado. O São paulo não ficará quieto, buscará os responsáveis, em todas as esferas, social e judicial, que puder para representá-los em defesa da lastimável coisa que vemos aqui. O São Paulo vai lutar por isso – declarou o cartola, à rádio Globo.

A Ponte Preta está mudando o vestiário da equipe visitante de lado, para transferir a entrada dos times de fora para o portões dos fundos. A mudança é um pedido da própria PM para liberar a entrada dos sócios-torcedores pelos portões laterais, próximo à entrada do vestiário visitante. A previsão é que de fique pronto apenas para o segundo jogo da Macaca em casa, mas a ideia era ter a obra faltando ajustes finais para poder receber o jogo contra o São Paulo.

Adalberto Baptista também afirmou que houve uma violação nos direitos do consumidor e espera que a reivindicação seja efetiva no caso.

– Eu espero que dê alguma coisa. É lastimável, primeira partida no campeonato, em que todo o jogo tem a mesma importância, são os mesmos três pontos contra o Corinthians, Flamengo… O visitante tem possibilidade até 10% da carga, além de tudo, o regulamento está sendo infringido, o direito do consumidor. Já havíamos comprado até 350 ingressos a mais com a Ponte. Eu fiquei sabendo sexta à noite, foi lastimável, e os nossos torcedores serem comunicados apenas ontem (sábado) – completou o dirigente.

Fonte: Lance

 

Nota do PP: Menos, Adalberto. O que a diretoria mais quer, nesse momento, é a torcida distante do time. Assim as vaias não chegam ao Juvenal.

4 comentários em “Adalberto critica veto à torcida tricolor e busca responsáveis

  1. ADALBERTO ESTÁ CERTO E O PP ESTÁ ERRADO, SOU SÃOPAULINO HÁ 60 ANOS E NÃO ESTOU CONTRA O JUVENAL, POR APENAS UMA RAZÃO, ELE NÃO ENTRA EM CAMPO, NÃO FICA OLHANDO O JOGO SEM FAZER NADA, POR TUDO QUE ACONTECEU NESTE SEMESTRE OS ÚNICOS CULPADOS SÃO OS JOGADORES QUE SÃO EXPULSOS, TOMAM CARTÕES AMARELO DE GRAÇA, NÃO FAZEM NADA EM CAMPO, ONDE ESTÁ O FUTEBOL DO WELINGTON, DO RODOLFO, DO LUIS FABIANO, QUE FICA EM CAMPO OLHANDO O JOGO? COLOCAR A CULPA NO JUVENAL É MUITO FÁCIL, PORQUE VOCE NÃO SE CANDIDATA E VIRA PRESIDENTE, AÍ VAI VER QUE O NEGÓCIO É BEM DIFERENTE E CRITICAR É MUITO FÁCIL

    • Não viro presidente porque sou jornalista e, com todo o direito, posso criticar ou elogiar, de acordo com o meu ponto de vista. Quem é presidente que trabalhe direito. Assim receberá os elogios. Do contrário, as críticas. Pelo seu ponto de vista não deveria criticar o Luis Fabiano. Por que o senhor não entra lá e marca os gols?

  2. Concordo Paulo Pontes, e duvido que o playboizinho ou alguem da diretoria tomara alguma posicao quanto a isso.

    ps: Ah! lembrei o Morumbi nao estara em obras para a construcao da cobertura, entao ta facil de dar o troco no segundo turno e so inventar algum motivo e nao liberar os ingressos dos visitantes! kkkkkkk Ih Meu DEUS nao tem dinheiro para comecar a obra, e mais um patacoada do JJ e seus miquinhos amestrados .KKKKKKKK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*