A um ano do fim do contrato, Renan Ribeiro está perto de recorde

Na próxima segunda-feira, contra o Avaí, no Morumbi, pela segunda rodada do Brasileirão, Renan Ribeiro vai completar 12 partidas pelo São Paulo na temporada. É o seu recorde pessoal desde que chegou ao Tricolor, em 2013. É mais um sinal de que ele tem conseguido, enfim, se firmar como titular da equipe. Em 2015, quando Rogério Ceni ainda estava jogando, ele chegou a fazer 11 jogos.

Naquela temporada, Renan completou cinco partidas seguidas. Neste ano, porém, a situação é diferente. Até agora, são oito partidas consecutivas. Embora tenha começado a temporada machucado (sofreu uma contratura muscular na coxa direita na pré-temporada realizada nos Estados Unidos) e como reserva de Sidão e Denis, o goleiro se firmou depois que teve chance e se tornou destaque do sistema defensivo do Tricolor, que ainda procura se encontrar na temporada. Até agora, a equipe levou 32 gols em 27 partidas disputadas.

A primeira oportunidade veio na partida contra o Ituano, realizada no estádio do Morumbi no dia 18 de março. Na ocasião, o time não fez boa partida e amargou um empate por 1 a 1, com um gol marcado por Cueva no final do primeiro tempo. A derrota na ocasião só não aconteceu porque o camisa 30, em sua primeira aparição na equipe, praticou grandes intervenções.

Renan está cheio de moral. Iniciou o Campeonato Brasileiro como titular e, contra o Cruzeiro, fez pelo menos duas boas defesas. No jogo anterior, diante do Defensa y Justicia, brilhou em quatro lances e evitou a derrota, o que seria um vexame ainda maior pelos lados do Morumbi. Nas redes sociais, enquanto todo o time recebia muitas críticas, ele foi absolvido pelos são-paulinos.

O desempenho do camisa 30 chega em bom momento. Afinal, o defensor está a menos de um ano do final do contrato. O vínculo com a equipe do Morumbi acaba em 2 de maio de 2018. O que significa que em setembro ele já poderia assinar um pré-contrato com qualquer equipe. Apesar de não ter sido procurado pela diretoria, o atleta já deixou claro que prioriza a permanência na equipe do Morumbi e que não assinará nenhum compromisso com outro time antes de conversar com os dirigentes. Só que também espera ser reconhecido pelo futebol que vem mostrando.

A chance de o atleta ser procurado com antecedência é grande, já que a diretoria tomou essa atitude para antecipar a renovação de contrato de vários jogadores nos últimos meses: Lucas Fernandes, Cueva, Bruno, Rodrigo Caio, Luiz Araújo, Thiago Mendes e Araruna.

Quem fica sem contrato no final de 2017 é Denis que, embora ainda respaldado pelo técnico Rogério Ceni, não conta com a simpatia do torcedor.

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “A um ano do fim do contrato, Renan Ribeiro está perto de recorde

  1. Há quanto tempo, aqui neste Site, imensa maioria dos comentadores pediam a efetivação do Renan como goleiro titular. Precisou mais de uma temporada inteira para os caras lá de dentro, que convivem diariamente com todos os goleiros, perceberem isto. Aí os responsáveis precisam escolher: ou é muita incompetência ou interesses escusos envolvidos.

  2. É o melhor que temos. Sugiro a imediata dispensa do fraco Dênis e a ascensão do garoto Lucas Perri como terceiro goleiro. Vamos economizar $$$ nos livrando de um problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*