A dois meses da volta, Fabrício avisa volantes: “Vou buscar espaço”

O volante Fabrício completou no domingo quatro meses da cirurgia no joelho esquerdo, realizada em 21 de junho. A previsão é de que esteja totalmente recuperado em dois meses, podendo voltar a atuar na próxima temporada, na qual, ele avisa, colocará pressão sobre Wellington e Denilson, os atuais titulares do meio-campo.

“Uma equipe vitoriosa se faz com uma boa dupla de volantes. Fico feliz de eles estarem jogando bem, de terem se acertado ao longo do ano e dado esse suporte ao nosso time”, elogiou, em entrevista à Rádio Estadão/ESPN. “Vai ser duro (voltar ao time), mas eles também vão ter que se dedicar (risos), porque eu vou dar meu máximo para procurar meu espaço”.

Fabrício foi contratado no início da temporada junto ao Cruzeiro, do qual já trouxe lesão no tornozelo esquerdo. Antes de romper o ligamento cruzado do joelho esquerdo, ele machucou mais uma vez o mesmo tornozelo e ainda acusou contusão na panturrilha direita. Ao todo, foram apenas quatro jogos com a camisa tricolor até o momento.

O longo período de inatividade o chateia bastante, mas ele busca na família o apoio para dar continuidade ao trabalho diário de recuperação com o objetivo de retornar aos gramados o maisrápido possível.

“Tem que ter a cabeça forte neste momento, uma estrutura familiar boa por trás. No meu caso, me apego à minha esposa, meus filhos. Aproveito para fazer as coisas às quais a gente não estou acostumado a fazer, como viajar. Até porque não posso parar, ainda não me dou a esse luxo”, comentou o jogador de 30 anos.

O contrato de Fabrício com o São Paulo se estende até 31 de dezembro de 2014. Esse é um dos pontos positivos na análise de seu futuro dentro do time, uma vez que o empréstimo de Denilson pelo Arsenal, por exemplo, se encerra em 30 de junho do ano que vem.

“Para jogar, vou ter que estar melhor do que os outros dois. Senão não tem o porquê de entrar. Eles estão bem, em evolução muito grande. Torço por eles. São meninos novos e dedicados. Se tiverem a cabeça boa, têm tudo para servir à Seleção Brasileira”, minimiza Fabrício.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*