Goleiro Erick salva no fim, e Palmeiras arranca empate diante do São Paulo

O duelo valia apenas mais alguns pontos na classsificação da primeira fase da Liga Paulista, mas São Paulo e Palmeiras jogaram como se fosse uma final. Em confronto emocionante e totalmente imprevisível, os rivais empataram em 3 a 3, na noite desta terça-feira, no ginásio Ciro II, em São Paulo. Marcaram para o Tricolor Johnny, Guerra e Felipinho, com Renan, Waguinho e Pelé Junior anotando para o Alviverde. O time do Morumbi ainda teve a chance da vitória a sete segundos do fim, mas Erick defendeu tiro livre cobrado por Johnny, garantindo o resultado. Após a partida, o camisa 12 admitiu ter se adiantado na cobrança.

– Nessas horas, temos de usar a experiência. Não sei se houve falta no lance, então usei o recurso que tinha para fazer a defesa – afirmou Erick.

Com o empate, as duas equipes ganharam uma posição na classificação. Enquanto o São Paulo aparece em sexto, com nove ponto, o Palmeiras ocupa a oitava colocação, com um ponto a menos. Os dois times voltam a jogar na quinta-feira. O Alviverde encara o São José, às 20h, na Arena Palestra Itália, enquanto o Tricolor pega o São Caetano, fora de casa, às 16h.

São Paulo x Palmeiras, Liga Paulista de Futsal (Foto: Reprodução SporTV)Johnny desperdiçou o que seria o gol da vitória do São Paulo (Foto: Reprodução SporTV)

Início movimentado

O Palmeiras começou o jogo a todo o vapor, conseguindo duas finalizações nos primeiros 30 segundos. A resposta do São Paulo veio instantes depois, em contra-ataque em que Felipinho arrancou sozinho e foi derrubado fora da área por Erick. O árbitro marcou a falta, advertindo o goleiro palmeirense com cartão amarelo. Aos quatro, o Alviverde assustou novamente, em chute diagonal de Pelé Junior. A bola passou rente ao travessão.

O Tricolor só foi criar nova chance aos seis. Após receber na esquerda, Fabinho mandou uma bomba, e Erick foi buscar.  Dois minutos depois, Matheus Gaúcho arriscou de longe para mais uma defesa do goleiro palmeirense. Aos 10, o Palmeiras cometeu a sua quinta falta e ficou pendurado no limite de infrações. Acuado, o time do Palestra Itália se fechou na defesa, passando a sofrer pressão.

Aos 18, o Tricolor esteve perto de abrir o marcador, quando Neto mandou na trave, em finalização rasteira. Quando o placar do primeiro tempo parecia que iria terminar em branco, Johnny aproveitou passe em diagonal e bateu no contra-pé de Érick para fazer 1 a 0. Ainda coube mais um. A dois segundos do fim, Renan cometeu pênalti, e o São Paulo ampliou com Guerra, cobrando a meia altura.

O Palmeiras voltou para o segundo tempo disposto a reverter o resultado. Aos dois minutos, Emerson quase diminuiu em cobrança de falta ensaiada. Um minuto depois, não teve jeito: Renan arriscou da intermediária e fez o primeiro gol do Alviverde. Aos cinco, Waguinho invadiu a área são-paulina e finalizou. O goleiro Wagnão fez defesa milagrosa. Aos oito, Pelé Junior chutou cruzado, e Matheus desviou de cabeça, para fora.

Felipinho desequilibra

O Palmeiras seguiu pressionando, e, aos nove, o pivô Tetê recebeu na área, girou, mas mandou a bola pela linha de fundo. Aos 10, o São Paulo finalizou pela primeira vez na etapa, quando Ferrugem soltou uma bomba no travessão, desperdiçando a chance do terceiro. Um minuto depois, porém, o Tricolor conseguiu balançar a rede. Em jogada individual, Felipinho chutou forte para fazer 3 a 1.

goleiro Eduardo, Palmeiras, Futsal (Foto: Reprodução SporTV)Goleiro palmeirense vibra após a defesa salvadora
a 7 segundos do fim (Foto: Reprodução SporTV)

Após o gol, os palmeirenses continuaram sofrendo com as investidas de Felipinho. Aos 13, ele entrou driblando e serviu Angelo, que finalizou para fora. A cinco minutos do fim, Waguinho cobrou falta por baixo e marcou o segundo do Palmeiras, incendiando os minutos finais. O empate alviverde não demorou muito a sair. Segundos depois da saída de bola, Erick chutou de longe, a bola desviou em Pelé Junior e foi morrer no fundo do gol: 3 a 3.

Aos 18, o time do Palestra teve a chance da virada, mas Wagnão salvou o São Paulo após toque de Jhow dentro da área. A sete segundos do fim, Pelé Junior cometeu falta de ataque, a sexta infração coletiva do Palmeiras. Na cobrança do tiro livre, Erick defendeu o chute de Johnny, garantindo o resultado.

São Paulo: Wagnão, Ferrugem, Guerra, Angelo e Felipinho. Entraram: Fabinho, Matheus Gaúcho, Johnny e Bissoni. Técnico: Fernando Cabral.

Palmeiras: Erick, Jhow, Emerson, Ítalo e Renan. Entraram: Pelé Junior, Tetê, Jhow, Luiz Henrique, Waguinho e Matheus. Técnico: Walmir de Souza.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*