Virada no clássico. Time continua crescendo

O São Paulo demonstrou mais uma vez que está atingindo o patamar que todos gostaríamos de ver. Neste sábado de Morumbi vazio, que transformou o palco que joga a nosso favor em campo neutro, conseguiu uma grande vitória, de virada, sobre o Santos, tido como o melhor time do Paulista até então.

O São Paulo, tão criticado por todos, é o único que, com duas rodadas de antecipação, já está matematicamente classificado para a próxima fase. Só não está garantido na primeira posição. Outros grandes,como Palmeiras e Santos, ainda tem que lutar. Corinthians pode ficar de fora da próxima fase. Mas nós não conseguimos ver esse mérito no time.

Os pessimistas vão falar que nossa vitória só aconteceu porque estávamos com 11 contra dez. Mas e daí? Por acaso o animal do time do Santos, tal de Jobson, não merecia expulsão? Para mim teria que ser expulso na primeira entrada sobre Daniel Alves quando tomou o amarelo. Então o problema não é nosso.

Temos que reconhecer, também, a ousadia e coragem do Fernando Diniz. Enquanto muitos manteriam o time daquele jeito, só colocando as peças mais para a frente, ele tirou Bruno Alves e colocou Pablo. Foi, sim, responsável direto pela vitória.

Aliás, em relação à classificação antecipada, só não estamos classificados desde a última rodada, e com o primeiro lugar garantido, graças aos dois roubos que sofremos no Morumbi, contra Novorizontino e Corinthians. Seriam mais quatro pontos que nos dariam essa condição, além de nos permitir ser o melhor time do torneio, tendo todas as vantagens na última fase.

Sei que não temos elenco suficiente para suportar todas as competições deste ano. Mas nas que estamos, por enquanto, não há o que reclamar. Só a derrota contra o Binacional, em razão dos erros e gols perdidos. Mas é inegável que o time está crescendo cada vez mais e se tornando um time confiável. Quem sabe o título paulista os dê essa confiança e diminua nossa “cornetagem”.

Além de Fernando Diniz e Pablo, não posso deixar de destacar Daniel Alves. Assumiu o meio de campo, a maestria do time e, com 36 anos, é incansável. E Antony. Esse, que bom, foi vendido. E muito bem vendido. Porque não vai fazer falta alguma.

Vamos São Paulo, vamos São Paulo. Vamos ser campeões!

11 comentários em “Virada no clássico. Time continua crescendo

  1. A vantagem de jogar com um a mais, quando não vem de erro do árbitro, também é conquistada.

    Quando os adversários tentam abafar e o tricolor sai rapidamente com tabelas curtas, eles precisam apelar para não correr riscos. Alguns árbitros covardes até deixam esse tipo de coisa correr solta, mas quanto mais rápida a saída, mais escandalosa a falta. Além disso, reparem que o Daniel Alves está apanhando muito mais que o Tchê-tchê. Alguma coisa que ele diz ou faz deixa os adversários irados.

    O time jogou bem. O Santos acertou um lance e só.

    Os torcedores com complexo de vira-latas vão sempre diminuir as vitórias e apostar no próximo adversário. Ficam esperando a derrota para poder encher o peito e dizer “esse time nunca me iludiu”. Como disseram outro dia: são pessoas tristes.

  2. Paulo Pontes com comentário que reflete a verdade, elogiando quem merece e acreditando no time. Muito ao contrário dos pessimistas que aqui escrevem e também durante o jogo, extremamente negativos e parecem que não analisaram o que realmente foi o jogo.Vamos vibrar sampaulinos! Estamos saindo da lama dos últimos anos. Viva o tricolor!!!

  3. Se jogar assim de forma desinteressada contra o River não vai ganhar de jeito nenhum
    P mim Igor Gomes, Daniel Alves e tchê tchê são os únicos q jogam com vontade
    Volpi volta logo porque seu reserva não passou confiança

    • Concordo! Viramos o jogo, ganhamos 1 clássico,,até que enfim, mas é nitido que se pouparam após o segundo gol! Será que se fosse o Santos de Sampaoli em plena Vila Belmiro, o SP com 1 jogador a menos, tiraria o pé e se contentaria com o placar 1X 0, 2 X 1??? O time vence mas desculpe Paulo Pontes não é confiável. Vi ontem um jogo, ontem, de 2 times preguiçosos e desinteressados, jogando assim pode até iludir muitos, mas não conquistar a todos!

  4. Critico muito esse tecnico, mas sem duvida algo ele fez que o time, mesmo quando perde joga de uma forma boa.
    Vamos deixa-lo cala minha boca, mas ainda quero ver sesse time numa decisao imporntante.
    Mas em geral, estamos crescendo cada vez mais.

  5. Olá Paulo Pontes e leitores,

    No primeiro tempo finalizamos 10 vezes, cinco no gol, mas nenhuma realmente aguda. Foram bolas muito fáceis para o goleiro santista. A disposição tática do Santos não nos permitia criar jogadas de profundidade. A vitória parcial foi justa apesar do nosso volume.

    No segundo tempo foram 14 finalizações, 7 no gol, sendo 2 gols marcados e pelo menos 4 outras chances reais de gol. Viramos e poderíamos ter feito mais. Ao melhorar a qualidade das finalizações vencemos o jogo.

    Com Antony aberto pela esquerda, Vitor Bueno recuado para a meia e Pablo posicionado como verdadeiro centroavante, ganhamos o meio campo e as chances criadas foram mais agudas. As mudanças feitas por Diniz foram essenciais para a virada.

  6. Coisas que eu acho :
    – falta a famosa ” intensidade ” ao time ;
    – falta uma pegada maior, ” morder ” em todos os lances ;
    – falta concentração e comprometimento de TODOS o tempo inteiro ;
    – falta o que o Atletico/Madri do Simeone tem de sobra ;
    – ok, o Diniz implantou o esqueminha de jogo dele , mas falta ” aquele algo a mais ” que diferencia os campeões do resto ;
    – e isto, o Diniz NUNCA conseguiu incutir em nenhum dos times treinados por ele ;
    – logo, NÃO sinto confiança no trabalho do Diniz ;

  7. Boa noite tricolores,
    Vencemos isso é o mais importante, se o adversário teve um jogador expulso azar deles, nós fizemos o que se espera de um time com um jogador a mais, vencemos, isto é futebol, alguns torcedores parece que preferem a derrota para ter o que resmungar a semana toda, eu me sinto satisfeitíssimo, depois da vitória a pizza com a família toda e vou dormir feliz.

  8. Td bem que a expulsão facilitou e muito, mas quem garante que o time não melhoraria no segundo tempo mesmo estando 11×11, cansamos de reclamar que esse time não ganhava nem na marra, mas hj ganhou assim, não foi bela exibição mas foi 3 pontos num clássico, vale mesmo assim….e mais uma noite triste para os cornetas, que pena!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.