Final melancólico de um campeonato que poderia ter terminado em festa

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, o final de Campeonato Brasileiro do São Paulo foi completamente melancólico. Perdeu da Chapecoense jogando o mesmo futebol patético que jogou contra Vasco, Sport e até o Cruzeiro. Ganhou dos mineiros, mas não mereceu.

Indago: não há um pinguinho de vergonha nesse time do São Paulo? Será que eles tem essa mesma má vontade quando vão ao banco sacar o salário?

Lembem-se que no primeiro turno, o que chamava a atenção e era o diferencial do time eram garra, vontade, determinação, que chamávamos de raça uruguaia que Aguirre tinha implantado no time. Se na técnica não ia, resolvíamos na vontade. Enchia os olhos ver como Jucilei e Hudson se acabavam na frente da zaga, Militão e Reinaldo se desdobravam nas laterais, Rojas e Everton eram um inferno pelas pontas, Nenê dava combate e armava com maestria para Diego Souza completar.

Hoje temos um time apático, que entra em campo pouco se lixando com o resultado. E não me venham falar que perdeu com gol roubado, porque o cara da Chapecoense estava impedido. Não fosse esse, sairia outro. O São Paulo não fez por merecer nada melhor do que a derrota. Não conseguimos chutar a gol. Nenê tentou duas vezes: um “recuo” para o goleiro e outro que foi parar  na bandeira de escanteio. E foi só.

Outra desculpa que poderia ser dada: o time ficou sabendo do gol do Grêmio. Um motivo a mais para ir para cima e tentar ganhar, pois se surgisse o empate em Porto Alegre, a vitória nos colocaria no G4. Não. Fizeram nada. Sangue de barata.

O pior é olhar para a frente e ver o que nos espera em 2019. Tenho falado constantemente que precisamos voltar a ser protagonistas. Entrar nos campeonatos como mero coadjuvantes não serve para o peso da camisa do São Paulo. Mas não vejo nada que possa me alegrar.

Vão me chamar de incoerente, pois sempre disse que lá atrás pensávamos que lutaríamos para não cair; depois para brigar por uma vaga na Sul-Americana; então passamos a sonhar com a Libertadores; veio a liderança e o sonho do título. Voltamos à nossa realidade. E só não ficamos pior porque Aguirre tirou leite de pedra e fez um primeiro turno perfeito com o time. O segundo turno, provavelmente, tenha sido a nossa realidade. Se esse quadro real tivesse perdurado o campeonato, talvez hoje estaríamos aqui lamentando uma vergonha maior ainda.

Leco, que vai muito bem na administração do clube, vai muito mal na parte esportiva. Por mais que tenha montado uma diretoria de respeito no futebol, parece que não deu liga. Alguma coisa tem que ser feita, de maneira urgente. Raí e Lugano continuarão. Ricardo Rocha vai sair. Por que não trazer Muricy Ramalho para assumir a gerência de futebol? Por que não trazer Carlinhos Neves para ser nosso preparador físico? Por que não pensar em Turíbio Leite e Luis Rosan para o Reffis? Por que não remontar essa comissão técnica que foi amplamente vitoriosa na década passada?

Chega de achar que os senhores são maiores que o clube. Ninguém, absolutamente ninguém é maior que a instituição São Paulo. E essa instituição está pedindo socorro há anos. Salvem enquanto é tempo.

14 comentários em “Final melancólico de um campeonato que poderia ter terminado em festa

  1. No basquetebol iniciaram contratando um técnico de renome, com indiscutível experiência e uma longa lista de títulos conquistados – Claudio Mortari.

    Por que no futebol profissional, locomotiva que move a instituição, nosso Presidente decide apostar em um iniciante para a função?

    O Presidente Carlos Augusto De Barros e Silva, sócio do E.C. Pinheiros foi buscar o profissional que estruturou o projeto de basquetebol do clube da capital, pois testemunhou que um bom planejamento e um comando respeitado geram resultados. O Pinheiros há anos disputa a NBB e Campeonato Sul Americano com destaque.

    Por que o Presidente do São Paulo Futebol Clube decide trilhar o caminho oposto no futebol?

  2. Concordo com o “sangue de barata”. Em algum momento a pós metade do campeonato o time mudou de atitude. Lembro que no começo falava-se em atletas extenuados saindo de campo, no segundo turno eram jovens com cãibras com 20 minutos de jogo e veteranos tranquilos.
    Muricy e Cia não voltam. O tempo passou. Outra comissão permanente tem que ser formada.

    Além disso, é preciso repensar Cotia.
    É inaceitável que depois de tanto investimento aquele centro tenha rendido tão pouco. Quantos titulares nos últimos três anos? Nenhum.
    Ano passado vi uma matéria sobre atletas revelados por clubes brasileiros atuando na Champions. São Paulo era o décimo ou décimo segundo da lista com apenas dois: Lucas e Casemiro. E na última copa?O São Paulo que sempre era bem representado, quantos atletas selecionados?
    Acho que esses números revelam o verdadeiro problema do São Paulo: corrupção ou desvio de finalidade. Cotia não parece ter critérios técnicos na hora de selecionar e dispensar jovens. Da mesma forma, muitas contratações dos últimos anos foram feitas com base em relacionamento com empresários.

  3. Precisamos de uma chacoalhada, precisamos de um Capitao.
    A base esta corrompida pelo conformismo dos conselheiros, diretoria e tais.
    Enquanto isso nao acontecer, acontecera tudo como esta acontecendo e
    nos envergonhando imensamente. Repugnantemente.
    A culpa nao e nossa porque o poder ta nas maos erradas.

  4. O Resort da Barra Funda segue queimando técnicos e jogadores que demonstrem vontade.
    Falta comando, falta alguém como o Muricy que se indigna com a preguiça de jogadores mimados, pensei que o Lugano fosse esse cara, mas não está sendo.
    Nenê deveria ser dispensado imediatamente junto com os paneleiros vagabundos, eles jogam quando querem, derrubaram 2 técnicos e vão continuar derrubando outros.
    Leco eh um pé de rato, um medíocre que lambida o saco do canalha do Juvenal, está aí sem a menor condição de ser presidente de um clube desse tamanho, mas foi alçado pelos irresponsáveis e vendidos conselheiros que entregaram o clube nas mãos dessa corja!!!

    Não tenho esperança no futuro desse SPFC, precisa morrer o monte de múmias sanguessugas do clube pra ver se melhora, mas o inferno os mantém vivos pra detonar o clube.

  5. Existem um quinto lugar e outro quinto lugar, o primeiro é quando o time inicia mal o campeonato e faz uma campanha de recuperação e superação e chega a um posição honrosa e uma vaga suada na Libertadores, e o segundo que é o nosso caso quando o time que foi líder, campeão do 1ºTurno despenca e transforma o que era esperança em frustração, que transforma boa perspectiva em decepção.., o SP precisa apostar em protagonistas, em jogadores vencedores e não apenas em atletas promissores, e parar com a empáfia de desprezar campeonatos ..

  6. Ótimo texto, Paulo Pontes.
    Descordo de apenas duas coisas.

    A administração Leco é péssima. É uma falácia que as dívidas do São Paulo tem diminuído. As dívidas bancárias diminuíram, mas foram substituídas por outras. As dívidas ainda estão lá. Herança do maldito terceiro mandato de Juvenal Juvêncio.

    Outro ponto é o desespero. Alguma coisa em que ser feita sim, mas não de forma urgente. Decisões imediatas e desesperadas tem sido tomadas no São Paulo nos últimos anos. Demissões, contratações, etc…. O São Paulo precisa ter uma estabilidade na comissão técnica. Não se consegue manter um único técnico por um ano! Assim, não há trabalho que aguente.

    E por último tem que haver uma auditoria nessa administração. Não há explicação racional para contratação de Léo Pelé, que não seja esquema com empresários…. só pode ser isso.

  7. Meu Pai e eu que ja fomos socios de carterinha, com cadeira cativa no morumbi na decada de 70, hj estamos descrentes e ele me perguntou ontem pq a torcida nao vai no CT, onde seu Leco e cia estao, fazerem protestos(pacificos logico)com faixas, gritos de ordem cobrando essa diretoria e os jogadores vagabundos desse elenco.
    E disse a meu pai nao sei o que acontece se fosse no corintias, nas pepas torcedores estariam ate quebrando coisas pois nao admitiriam tamanha falta de vontade, falta de amor ao clube, falta de vergonha, como disse o Paulo, na hora de receberem a fortuna que o sao paulo paga nao estao desanimados, sem vontade, e olha que nao é pouco que seu Nene, Diego Souza e cia ganham.
    2019 promete ser tenebroso, pq ninguem acredita ou vê uma luz no fim do tunel de melhoras nesse time para disputa do Paulista, pre libertadores e brasileiro, nao podemos mais ser coadjuvantes, temos que voltar a ser grande, com titulos.
    Alguns ate irao falar que o Curintias quase caiu, que as Sereias quase caiaram, e estao la embaixo na tabela, mas o Curitias foi campeao 2017 e 2015, sereias campeoes paulista, ate Ituano foi campeao recentemente, curintias 2018, 2017, e nos 2005, uma vergonha,.
    Enfim hj nenhum sao paulino de coracao tem vontade de torcer de verdade, investir em socio torcedor desse jeito, e olha que a torcida nao abandonou o time , lotou o morumbi com medias muito altas de publico e a torcida nao merece isso.
    Acorda Sao Paulo esse gigante, adormecido.

  8. Foi um ano para renascer das cinzas… no ano passado rezamos para não cair. Esse ano lutamos pelo título… Muito pouco para um clube com a história do SP, e demais para um clube que iniciou o ano com investimento negativo. Ou seja vendeu muito mais que contratou.

    Espero que Raí nos surpreenda agora, mostre que a escolha de apertar os cintos esse ano tenha sido correta e comece a partir de amanhã a anunciar reforços de peso e promessas para os próximos anos, pois elenco não se monta pra um ano, mas sim para marcar época.

    Alguns pontos importantes, Raí disse que iria montar uma comissão fixa, como foi no passado, agora com a saída do Aguirre e de seus auxiliares é a hora de realizar. Raí disse que buscaria jogadores com personalidade e caráter compatíveis com o SP, temos alguns bons jogadores, mas precisamos de líderes e jogadores que decidam… Hernanes talvez? Estou no aguardo.

  9. Eu era um cara que gostava muito de futebol. O São Paulo de uns tempos pra cá tem me feito distanciar disso. Nem torcer consigo mais porque a derrota é sempre certa. Então, para que acreditar em algo diferente. Resulta um desânimo total, uma descrença absoluta. Resta só a lembrança de que um dia fomos grandes. Seus dirigentes conseguiram. Eles venceram. Destruíram o que um dia me dava orgulho. Uma pena!

  10. Mesmo sem titulos, sem qualquer destaque, a turminha se eterniza no poder, sem deixar marca alguma na historia do clube, legado zero. HOJE no SPFC, se tornou um lugar onde os favores e os conxavos estao acima das glórias do passado e do futuro!

  11. Esses caras(Leco e sua gangue) que sequestraram o SPFC e sabe-se lá com quais finalidades, estão acabando com a alegria do torcedor em acompanhar e participar do SPFC.
    Um time com essa grandeza comandados por um presidente que é a cara da derrota, por uma diretoria de futebol inexperiente que chegou em terra arrasada mas parece já conformada com o atual modus operandi do Leco, e principalmente aonde temos um Conselho omisso, conivente, inócuo e inexpressivo que certamente serão lembrados no futuro como os piores conselheiros da história do SPFC, até então sempre vitoriosa antes destes proxenetas que parasitam nos corredores do Morumbi.
    São uma vergonha.
    Ao Sr Raí à quem dei o voto de confiança pedido por ele, me decepcionou na forma como dispensou o Aguirre e principalmente em como efetivou o Jardine.
    O que espero é que ele comece o mais rápido a contratar jogadores que venham pra agregar e jogar no time , sem as baciadas de apostas , lesionados que levem 6 meses pra se recuperar ,jogadores que nunca venceram nada e fins de
    carreira.
    Apesar de twr terminado o campeonato em 5° , o SPFC hj está da oitava força pra baixo em futebol e conquistas no cenário Nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*