Estamos colecionando derrotas previsíveis e desaprendendo a ganhar

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, perdemos de novo. Mais uma derrota previsível. Assim como foi contra Flamengo, Crueiro, Atlético-PR. E vamos nos acostumando com isso, desaprendendo a ganhar.

Rogério Ceni foi embora, segunda-feira passada, Dorival Jr. contratado. Mas não se apresentou por problemas particulares. Coincidência ou não, pegará o time com uma sequência de Atlético-GO, no Morumbi, Chapecoense fora, Vasco e Grêmio no Morumbi, depois Botafogo fora, Coritiba no Morumbi e Bahia fora. Convenhamos que temos obrigação de ganhar 17 pontos nessa sequência, que é muito mais tranquila do que tivemos até agora.

O que me preocupa, no entanto, não é o risco de rebaixamento, pois me recuso a admitir pensar nessa hipótese, pois estamos apenas na décima-segunda rodada do Campeonato Brasileiro, e se estamos em penúltimo lugar, também é verdade que estamos a apenas seis pontos do sexto colocado, ou seja, duas vitórias e, claro, duas derrotas de quem está ali na frente. O que me preocupa é a falta de poder de reação e a sucessão de fatalidades que nos tem feito perder as partidas. Falta confiança no time, que está se abatendo muito facilmente com o revés.

Vejamos o jogo deste domingo, contra o Santos. O time vinha bem, teve algumas oportunidades, principalmente em contra-ataques, Arboleda fazia uma partida perfeita, Renan tinha feito duas boas defesas, tudo estava encaixado, jogo equilibrado. Aí, 45 minutos, um chute fraco, Renan falha e sofremos o gol. Mas é bom lembrar que isso só ocorreu porque o chute veio do bico da grande área e Junior Tavares, que estava ali, apenas olhou tudo acontecer, não deu combate, como, aliás, nunca dá. Portanto a falha começa em Junior Tavares e termina em Renan.

Isso aniquilou psicologicamente o time. Foi nítido que a volta para o segundo tempo foi de um time derrotado, já ciente que nada poderia ser feito. Aí mais um erro de Junior Tavares, que perde a bola no meio de campo, dá o contra-ataque para o Santos, vai tentar recuperar a bola toma no meio das pernas, e não há o que fazer. Logo em seguida foi a vez de Buffarini tomar uma bola por entre as pernas e sai o terceiro gol.

A sucessão de azar e de fatalidades continuava. Pênalti para o São Paulo e Pratto chuta na trave. Não dá nem para crucificá-lo, apesar de ser inadmissível isso, porque como alguém alguma vez já disse: “até Pelé já perdeu pênalti”. Então tá.

Mas por incrível que pareça o time mostrou uma reação. Chegou aos 3 a 2, mas era demais para jogadores derrotados, entregues à própria sorte.

Ficou muito claro que a deficiência técnica se prende a vendas de David Neres e Luis Araujo e compras de Marcinho e Denilson para esses setores. A diferença é de milhões de léguas e nós estamos pagando o preço. Optamos por um time mais econômico, tipo assim, deixe-me ver, São Bernardo e Avaí. Então nossa opção fica sendo a centralização, onde o funil é maior e dificilmente alguma coisa acontece. O pênalti até foi assim por luta pessoal de Pratto. Mas esquema tático continua inexistindo no São Paulo.

A surpresa positiva ficou por conta da estreia de Arboleda. Quando surgiu a notícia da negociação com esse jogador, puxei alguns vídeos para ver seu desempenho. Liguei para um colega de imprensa no Equador e busquei informações. Foram todas muito positivas. E acho que essa foi uma dentro. Aliás, longe aqui de eu querer defender a diretoria, que merece, sim, todas as críticas, mas quando acerta também temos que reconhecer. E esse zagueiro, pelo que demonstrou, vai ser xerife da nossa zaga em pouco tempo, e com muita competência.

E assim seguimos, esperando o dia da retomada. Que seja nesta segunda-feira, com o início do trabalho de Dorival Jr e reflita na quinta, com uma vitória previsível, necessária e obrigatória.

19 comentários em “Estamos colecionando derrotas previsíveis e desaprendendo a ganhar

  1. 180 milhões em vendas de jogadores…
    -60 milhões eram pra fechar a conta do orçamento…
    -20 milhões Pratto
    -15 milhões Petros+Arboleda+Gomez
    – 5 milhões multa do Rogerio Ceni

    Tem 80 milhões dando sopa e estamos em penúltimo lugar no campeonato… tem algo de estranho na terra do OutLeco…

  2. Pelo dinheiro que entra no São Paulo com vendas, era para ter um elenco equiparado ao do Palmeiras. No entanto, temos um elenco limitadíssimo, na quantidade e na qualidade.

  3. Torço para que o Dorival faça um bom trabalho, mas tenho medo dele querer apostar em Wesley e no Lucão, que ele queria levar para o Santos, e também começar a encostar os estrangeiros, de fati que o Buffarini está merecendo, agora o time tem a obrigação de ganhar do rival de rebaixamento A. Goianiense, a que ponto chegamos.
    Com a saída de R. Caio e Cuevas, a diretoria tem a obrigação de trazer um reforço de peso, Ricardo Goulart seria um ótimo nome.

  4. Não adianta Outleco e Pinotti dizerem que repuseram as perdas com jogadores melhores. Isso custou a montagem do time, o entrosamento, as jogadas ensaiadas. Pratto, Jucilei, Petros e Arboleda de fato são titulares indiscutíveis e vêm para melhorar. Quero ver mais Gomez antes de dar um veredito, mas a impressão inicial é boa. Dorival vai passar segurança. Individualmente, tudo é aceitável. Mas não há conjunto. Logo, não há time. Esse é o preço que pagamos pela liquidação do Outleco. Tomara que não fique mais caro. Porque pode ficar.

  5. Vamos pagar um preço alto por fazer uma pré-temporada com o campeonato em andamento. Esses 17 pontos mencionados pelo Paulo não virão. Inútil sonhar.

  6. Renan, Buffarini e JT foram muito mal ontem. Eu desconfio bastante da qualidade do Renan, principalmente na bola aérea. Apenas reparem nisso nas próximas partidas.

  7. Previsível é uma boa palavra. A diretoria do Outleco planejou esses resultados quando vendeu 40% do time e trocou o técnico. Por isso, não podemos falar de crise, algo imprevisto, que dá errado. Não, tudo que foi feito só poderia nos levar aonde estamos. Não há crise. Há Outleco. Ele ainda vai tentar vender Shaylon e Lucas Fernandes nessa janela. Anotem aí.

  8. Paulo, no primeiro gol, teve falha do Rodrigo Caio que estava marcando e não acompanhou o Copete….
    Se tivesse acompanhado, ele não teria feito o gol….

  9. P mim vai ser rebaixado pq aqueles times do meio da tabela estao de alguma forma somando pontos.
    Junior tavares nao tem reserva, se ele estourar ja viu…
    Buffarini, wesley,….meu Deus!!!!
    Dorival minha sugestão: seleciones aqueles q podem realmente contribuir como lucas prato, jucilei,petros
    …..e nas demais posições coloque oa meninos de cotia.

  10. A proporção de erros e acertos da diretoria é 30 por 1?

    O que está acontecendo no São Paulo é um verdadeiro mistério. Só em 2017, quase 250 milhões de reais entrando no clube, se for contar as vendas de Cueva e Rodrigo Caio.

    A venda do Rodrigo Caio foi a melhor coisa que aconteceu no São Paulo em 2017, uma verdadeira enganação.

    250 milhões de reais, e o São Paulo contrata reserva do Avaí e atacante do São Bernardo. Aposto que o São Paulo continuará com os mesmos problemas financeiros nos próximos anos, o dinheiro irá “desaparecer” e não contratarão reforços condizentes com a grandeza do clube.

    Não consigo entender de onde surge tanta dívida, lembro bem que o João Paulo “veja bem” de Jesus Lopes disse que dos 80 milhões que o clube tinha direito pela venda do Lucas, 60 milhões seriam pra pagar dívidas, agora será a mesma coisa.

    A torcida do time da Marginal faz “visitas” ao gabinete do Presidente do Corinthians, e cobram duramente os jogadores, que chegam temer a torcida, acho que isso explica a liderança deles no campeonato, e vários títulos conquistados nos últimos anos.

    Já a torcida do São Paulo estica faixa em frente ao Morumbi e mais nada, também acho que explica a décima nona posição do São Paulo.

    Infelizmente não há saída para o São Paulo, é mal gerido há anos por este grupo político, e que dificilmente deixarão o comando através do sistema democrático.

  11. O ataque é inofensivo… a diretoria precisa contratar 1 atacante de lado pra resolver o problema do ataque…. com Denilson e Marcinho o time fica sem qualidade nenhuma… a verdade é que vendemos mais de 150 milhões… e ficamos sem time… e pensar que era pra termos Neres, Pratto e Luís Araújo nesse ataque….

  12. O SPFC não ataca em bloco e não defende em bloco. É um bando de jogador catado em campo, colocado de qualquer forma.

    Alguém fala “Ah! Vamos jogar no 4-2-3-1” , por exemplo. Escolhem as peças, mas isso é relativo. Mesmo que se defina os esquemas, parece que os atletas não sabem como se movimentar em campo.

    Quando os laterais passam da intermediária, não têm com quem construir uma jogada.

    Os meias e volantes não se apresentam, não se aproximam, não buscam o espaço.

    Hoje, o time não fez nenhuma inversão de lado, não construiu uma jogada na base da tabela e aproximação. Nada.

    O Dorival faz bem isso, espero que com a capacidade dele de armar os times e organizá-los taticamente, os jogadores possam crescer, render mais.

    Minha outra observação é que por incrível que pareça, o Wesley é nosso melhor lateral direito. Nunca fui fã do Ricardo Gomes como treinador, mesmo achando que ele é um ser humano admirável. Mas nisso, ele acertou.

  13. Não se anime muito Paulo Pontes , assim que o Arboleda começar a se destacar Leco/ Pinoti a dupla Patati e Patata do Morumbi vende o jogador.

  14. Tudo fruto da irresponsabilidade do sr.Leco em apostar em um estudante, um cara que fez curso de 6 meses e se achou acima de qualquer técnico no mundo, pois nenhum começou de cima,ainda mais em um clube grande e bagunçado como eh o SPFC desde o TRASTE do Juvenal, aquela praga que devastou e desestruturou o clube.
    Agora ao menos depois de anos temos um técnico e um preparador físico, vamos rezar pra que o Dorival consiga fazer alguns pernas de pau jogar, eu se fosse ele apostaria nos garotos, esses parecem não se abater pois já estão acostumados a serem campeões na base, diferente desse monte de fracassado que o Scout trouxe.

  15. Gente , vamos ter calma o sao Paulo estava a seis meses sem treinador .

    Por favor ,amanha nao assitam canal de esporte nao vale apenas vê e ouvir tanta besteira .

  16. Acho que dá pra contabilizar tudo:

    Um técnico inexperiente no começo (mas bem intencionado e que pode se aprimorar muito), um elenco fraco que pensa ser forte e uma administração absolutamente amadora (para não dizer mal intencionada).

    Jogadores fracos que jamais estarão a altura de defender o SPFC: Buffarini, Denilson, Wellington Nem, Denis, Sidão, Douglas, Lucão.

    Jogadores medianos que acreditam ser craques: Junior Tavares, Marcinho, Bruno, Renan Ribeiro.

    Falta de preparo físico. Falta de preparo psicológico. Falta de planejamento do elenco. Falta de planejamento financeiro.

    Para piorar, ainda querem trazer o Centurion de volta (que não tem a menor condição técnica e psicológica de jogar no SPFC).

    Espero que o Dorival consiga dar um jeito de passarmos um pouco menos de vexame, pq o barco tá afundando bem rápido.

    O SPFC nunca esteve tão embaixo na tabela desde o início do sistema de pontos corridos no Campeonato Brasileiro.

    Vão sair mais 2 jogadores: R. Caio e Cueva (ainda têm a falta de vergonha na cara de mentir que isso é pq ele precisa “competir pela vaga”. Não somos trouxas e sabemos que eles estão vendendo o Cueva e por isso, ele não foi escalado, assim como não seria se o R. Ceni não tivesse exigido em sua última partida).

    A falta de transparência também é um problema grave.

  17. Paulo pontes , isso é o sao Paulo do Rogério ceni. Que você tanto defendeu . Time desorganizado mal treinado etc .

    O Maior absurdo foi deixar alguém sem a menor condição de treinar um time 6 meses no cargo .

    0 time do dorival Jr nao vai perde sempre e no joga da voltar ganharemos .

  18. Será que chegamos ao fundo do poço ou pode ficar pior ainda?
    Infelizmente será mais um ano para brigarmos contra o rebaixamento, o que diga-se de passagem é muito pouco para um clube que outrora foi modelo de gestão e hoje é pura esculhambação.
    Estamos em julho e saídas e chegadas de jogadores ao que parece não terminam nunca e o resultado é o que vemos dentro de campo, ou seja, um time desentrosado com jogadores limitados (Buffarini, Marcinho, Denilson).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.