Apesar de tudo, pelas circunstâncias, o empate pode ser comemorado

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, empatar com o Flamengo fora de casa sempre pode ser considerado um bom resultado. Hoje, principalmente, por mais que tivéssemos ficado por duas vezes à frente no marcador, a expulsão de Calleri – para mim injusta – e o pênalti cometido por Maicon aos 48 minutos do segundo tempo, cuja cobrança foi feita para fora por parte do Flamengo, realçam que o empate pode ser considerado um ponto conquistado e não dois perdidos.

O São Paulo, diga-se de passagem, jogou muito mal e foi sempre inferior ao Flamengo. Com o miolo de zaga e a dupla de volantes diferentes dos que vinha atuando, o time teve muita dificuldade na marcação e sobrou espaço para o Flamengo trabalhar. Rodrigo Caio fez uma péssima partida e Arturo volante estreante, sentiu a responsabilidade e ficou pedido sem saber a quem marcar, ou mesmo em que ponto do campo se posicionar. Isso dificultou o trabalho de João Schimidt, que também fez uma má partida.

O Flamengo pressionou muito, obrigando Denis a grandes defesas. Aliás, hoje ele foi o melhor do time, contando até com a sorte no final da partida, com o pênalti desperdiçado pelos cariocas. Mesmo assim foi o São Paulo quem saiu na frente, num contra-ataque, com lançamento perfeito de Ganso para Calleri.

Mas o Flamengo não tardou a empatar, num gol contra de Rodrigo Caio. E continuou na frente. O São Paulo vivia de míseros contra-ataques.

No segundo tempo a situação não mudou. Kelvin mal, Michel Bastos apático, os volantes se complicando e a defesa sobrecarregada. O Flamengo batia todos os escanteios no primeiro pau. Ali a marcação cabe aos laterais. Bruno e Matheus Reis perderam todas as bolas.

Mas de novo foi o São Paulo quem ficou na frente, num belo contra-ataque, lançamento de Ganso para Kelvin e um cruzamento perfeito para Calleri. O jogo estava nas mãos do São Paulo mas, e novo, falha da defesa, escanteio cobrado aberto, entre o primeiro pau e a grande área, e gol do Flamengo.

Era possível tentar a vitória, mas Calleri acabou expulso. Não vi motivo para isso, por mais que ele tivesse insistido na reclamação. Mas achei excesso de rigidez do árbitro. Isso mudou toda a estória. O Flamengo foi para cima e virou, mais do que nunca, um jogo da defesa contra o ataque.

Bauza foi tentando dar mais gás ao time colocando Caramelo – não entendi sua entrada -, Ytalo e Kardec. Mas o São Paulo já se dava por satisfeito com o empate. E na única falha que teve no jogo, Maicon comete um pênalti infantil em Emerson, aos 48 minutos do segundo tempo. Para nossa sorte, o flamenguista chutou para fora.

Por tudo isso, o empate pode ser considerado como altamente positivo. Agora é ganhar do Sport na quinta-eira, no Morumbi, e seguir entre os primeiros do Brasileiro.

3 comentários em “Apesar de tudo, pelas circunstâncias, o empate pode ser comemorado

  1. presta atenção bauza , escuta o beto muda essa postura covarde fora de casa ainda dar tempo , seus fãs não vão aceitar perder a libertadores seu moral vai embora .

    bauza , como você manda o Rogério embora? esse e um erro sem tamanho uma besteira sua . acorda seu xenofonordestista

    melhor em campo : ganso e maicon

    pior em campo : rodrigo caio e Michel basto

    falar do Osório depois do 7×0 e muito fácil, queria vê e alguém antes do jogo aposta sua casa contra o time dele .

    pra sempre soberano

  2. Olá PP. Boa noite. Estive no Mané Garrincha para acompanhar o jogo e gostaria de fazer algumas observações. Primeiro, o SP jogou muito, mas muito mal. Tanto que tivemos 100% de aproveitamento nos contra-ataques. Impressionou-me a apatia que o time mostrou durante todo o jogo. Não dá – e, espero que não aconteça -, do time jogar assim contra o Nacional.

    Segundo, não vi ninguém comentar sobre o assunto, mas não houve qualquer confusão entre as torcidas. Muito pelo contrário. Foi tudo em um clima de diversão, como tem que ser.

    Terceiro e último: o estádio tem um narrador que é insuportável. Flamenguista declarado, narrava os cartões para o SP como se gol do Flamengo fosse. No começo é engraçado, mas ficar ouvindo durante 2 horas um idiota repetindo cada informação 3 x, chega a ser insuportável.

    Grande abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*