Empate não foi ruim, mas ficou sabor de derrota

Amigo são-paulino, leitor do Tricolor na Web, o empate desta tarde no Morumbi ficou com sabor de derrota para o São Paulo. Afinal, o time jogou muito mais, teve amplo domínio de bola, criou oportunidades, sofreu apenas uma vez, com bela defesa de Rogério Ceni, e teve o pênalti a nosso favor, aos 43 minutos do segundo tempo, perdido por Rogério Ceni.

Essa situação em que nos encontramos tem, nos pênaltis perdidos, a explicação. Assim foi contra a Portuguesa, quando perdíamos o jogo empatamos e, na hora de virar, Rogério perdeu o pênalti. E perdemos o jogo. Contra o Flamengo, em Brasília, pênalti aos 44 minutos do segundo tempo e Jadson perde a cobrança. Se somarmos os pontos destes três jogos, onde fizemos dois, teríamos feito nove e, consequentemente, até pensando em brigar pela vaga na Libertadores.

Mas o time jogou bem. O primeiro tempo foi muito bom, lembrando aquele jogado contra o Cruzeiro na última quarta-feira. Isso mostra que o Z4 é coisa do passado e que vamos continuar subindo. Não podemos nos esquecer que, por mais que tenhamos perdido o pênalti e o adversário esteja em ampla instabilidade e queda, clássico é clássico e no campo todos se superam.

Senti que Muricy demorou um pouco para mexer no time. Talvez se as entradas de Welliton e Lucas Evangelista tivessem ocorrido um pouco antes, as chances no segundo tempo pudessem ter sido maiores e até o gol poderia ter surgido.

O empate em si, para o campeonato que estamos disputando, não pode ser considerado ruim. Vasco e Coritiba perderam e nós conseguimos deixar mais um para trás nesta luta contra o Z4. Tendo o Náutico como adversário na próxima quarta-feira no Morumbi, com vitória obrigatória, conseguiremos um grande respiro para ter mais tranquilidade.

A lamentar a atitude da Torcida Independente, que causou um grande tumulto com a PM. Certamente isso custará alguns mandos de jogos ao São Paulo, o que pode prejudicar, e muito, nossa caminhada. Mas essa pena vai ser colocada na conta desta diretoria nefasta, que acoberta a Independente a ponto de tê-la trazido para dentro do próprio clube. Portanto mais um ponto negativo para esta diretoria.

8 comentários em “Empate não foi ruim, mas ficou sabor de derrota

  1. O que fazer com um centroavante que seu valor se deprecia rapidamente em função da idade, que possui o mercado fechado para a Europa, que ganha um salário alto e não retribui nem 3%do que é pago mensalmente.

    Que moral tem em nosso elenco um centroavante que quer manter a fama de briguento mas faz o papel de um perfeito idiota, além de sempre “deixar” o time na mão nos jogos mais difíceis, além de amarelar ou ser expulso durante esses jogos.

    Se eu estou num elenco desses, vendo um enganador dessa categoria que não coloca a canela em nada e está sempre machucado, que devo pensar? Essa Diretoria não é séria !

    Até quando vamos levar esse encosto que só sabe ir ao banco receber e ir ao REFIS ficar no ar condicionado ?

  2. Na Argentina jogam so com torcedores da casa,
    achei ridiculo, mas e mesmo por ai,
    somos o que somos, apenas irracionais,
    nao temos nada de racionais.
    Por isso temos tantas proibicoes, nao respeitamos
    nada, o direito de ir e vir nao prevalece.
    E por ai mesmo, jogar com uma so torcida.
    ???Quem sera que acaba, com esse disfarce das pseudo-organizadas ???
    Nem a lei, nem os clubes que as financiam, por isso os estadios
    estao cada vez mais vazios.
    Parabens jj, e diretoria maldita e mentirosa, politiqueira e arrogante,
    de maos dadas com esses bandidos, ainda querem se reeleger.
    E claro, o poder, tem que continuar em suas maos.
    Processem esstes bandidos, tem a faccao criminosa que provocou
    esse desastre no caso de punicoes. Perdas de danos.
    Quero ver se tem peito.
    E mais, como podem colocar bandidos em potencial tao proximos
    us dos outros, num estadio tao grande. Bando de idiotas.

  3. Podem ter certeza que o São Paulo vai jogar a 100 km da capital, ou alguem acredita que o TJ D vai amenizar.
    Se fosse uma diretoria com responsabilidade processaria esta torcida na justiça comum, para que se responsabilize pelos prejuizos.

  4. Nao bastassem todos os problemas que ja temos,
    e agora temos um maior ainda para resolver,
    com a familia do jj e sua diretoria maldita,
    que ajuda a custear esses criminosos do futebol.
    Dependente e jj, uma dupla infernal.
    Pura bandidagem.

  5. Tinha a esperança de que o Muricy resolveria esse problema dos pênaltis. Não dá para acreditar que não há um só atleta nesse elenco capaz de assumir essa tarefa.
    Acho que o Muricy poderia ter escalado o Evangelista no lugar do Aloísio ou pelo menos substituído mais cedo. Está muito claro que o Aloísio deve ser utilizado apenas como último recurso, no segundo tempo, para tirar vantagem de seu vigor.

    O saldo dessas duas ultimas partidas é muito positivo. Era a sequencia mais difícil até o fim do campeonato. Como ocorrerão muitos confrontos diretos entre os times ameaçados, o S.Paulo tem ótima chance de ficar a um ou dois jogos de distancia da Z4 se vencer Náutico e Bahia.

  6. O pipokkka nao precisa volta nunca mais,
    sempre que precisamos o cara ta de xinelinho,
    e quando esta em campo e pessimo dos pessimos,
    anda em campo como um ex-atleta,
    e logico que vez ou outra faz um golzinho,
    ja tem SEIS no campeonato, uma grande marca pro Jose,
    voltara com certeza como titular, pois se esconde atras do nome.

  7. Se tivéssemos um centroavante de verdade e principalmente comprometido com o time talvez o Rogério Ceni não precisaria dar a cara para bater, já que atravessa um fase ruim quanto a cobrança de pênaltis.
    Não me venham com LF, pois o nível de adversário que ele faz é gols é outro, times menores e sem expressão e de preferência em crise, aí nosso matador deita e rola.
    Aliás, se fosse ele a bater hoje o pênalti não iria ser diferente, já esqueceram contra quem ele amarelou na última vez que bateu? Talvez por isso o cagão resolveu nem dar as caras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*