Wesley rasga elogios a Rogério Ceni e pede que São Paulo “aprenda a sofrer”

Em alta com Rogério Ceni e escolhido para ser o lateral-direito em Itaquera, diante da impossibilidade de escalar Bruno (não estava inscrito), Buffarini e Araruna (machucados), Wesley disse que uma das lições a serem aprendidas pelo São Paulo é o sofrimento.

Eliminado da Copa do Brasil e do Paulistão por Cruzeiro e Corinthians, o time voltará a jogar no dia 11 de maio, pela Copa Sul-Americana, contra o Defensa y Justicia, da Argentina, e no dia 14 fará sua estreia no Brasileirão, diante do mesmo Cruzeiro, no Mineirão.

Até lá, Wesley acredita que os treinos vão fortalecer o São Paulo.

– Temos que aprender a sofrer. Time que ganha tem que aprender a sofrer, em alguns momentos durante os jogos isso pode acontecer. Temos que assimilar tudo isso o quanto antes para podermos ter conquistas neste ano – afirmou o jogador.

Wesley disputa bola com Kazim durante o clássico do último domingo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Wesley disputa bola com Kazim durante o clássico do último domingo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Ausente do início da temporada por conta de uma lesão no joelho, o meia aproveitou para rasgar elogios a Rogério Ceni.

– O trabalho do professor é incontestável. É uma filosofia nova, até hoje ele nunca repetiu um treino, isso é a coisa mais difícil de se achar no futebol. Já houve treinadores renomados que não conseguiram objetivos no início de carreira, mas depois conquistaram várias coisas. O professor é inteligente e nós estamos com ele – afirmou.

Internamente, a comissão técnica tem feito muitos elogios a Wesley. Seu conceito no São Paulo mudou no ano passado, quando ele, ao lado de Carlinhos e Michel Bastos, foi um dos alvos da invasão da torcida organizada no CT da Barra Funda. A diretoria elogiou bastante sua reação. Em várias partidas depois daquilo, pressionado, ele atuou fora de posição e ajudou a equipe a se distanciar da zona de rebaixamento.

Embora ainda seja criticado por grande parte da torcida, Wesley tem a dedicação nos treinos reconhecida por Ceni e também pelo inglês Michael Beale, que já o elogiou nas redes sociais.

Com a recuperação dos laterais-direitos, a tendência é que Wesley brigue por uma vaga no meio-campo da equipe. Thiago Mendes e Cícero atuam no setor que hoje abriga as principais características do jogador.

Fonte: Globo Esporte

4 comentários em “Wesley rasga elogios a Rogério Ceni e pede que São Paulo “aprenda a sofrer”

  1. Jogou bem contra Cruzeiro e Corinthians. SeI que o salário dele é alto, mas esse cara mudou depois de tomar uma dura da torcida. Sou contra o que foi feito naquela invasão, mas acho que ela serviu para ele rever sua atitude.

  2. Faz mais ou menos uns dez anos que concluímos o nosso doutorado em SOFRÊNCIA… somos PHD em matéria de sofrimento. Agora a verdade que não pode ser escondida, é que ele – Wesley – é um dos maiores salários do elenco e um dos maiores equívocos como contratação.

  3. A ta aprender a sofrer, para vc e os jogadores pode ser facil, pois estao com a burra cheio de grana vivendo um paraiso que em muitos clubes nao teriam, ai fica facil falar em sofrer alias time que gosta de sofrer se chama Curintias, nos somos time de vencedores, ganhadores e nao de sofredores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*