Vaias ao time e aplausos para Renan: goleiro vive contraste no São Paulo

Renan Ribeiro vive situação atípica no São Paulo. O goleiro foi um dos poucos elogiados pela torcida após o empate por 1 a 1 contra o Fluminense, domingo, no Morumbi. Os são-paulinos vaiaram a maior parte do time, mas gritaram o nome do jogador de 27 anos depois do apito final.

Posteriormente, houve forte protesto contra os jogadores e o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, fora do estádio. O Tricolor não vence há cinco rodadas e está a um ponto da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Os elogios têm explicação: Renan fez defesas fundamentais para manter o zero no placar no primeiro tempo. Uma sequência de intervenções, inclusive, levantou a torcida (veja no vídeo). Questionado sobre se havia sido a sua melhor atuação do ano, o atleta respondeu positivamente e foi além:

– Não só a melhor dessa temporada, como de todas no São Paulo. Faz quatro anos e dois meses que estou aqui. Fiquei feliz com as defesas, mas também muito triste pelo resultado. Trocaria toda essa situação para poder sair desse momento ruim e conseguir o resultado positivo, ainda mais em casa. É complicado. Trocaria tudo isso pela vitória – disse Renan.

O goleiro evitou apontar culpados pela situação e falou em trabalhar firme durante essa semana para conseguir uma vitória contra o Flamengo, domingo que vem, na Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro.

– Estamos merecendo a vitória, nos entregando. Mas é um momento que estamos passando. Unidos, vamos reverter tudo. Temos um excelente treinador. Não cabe a mim falar nada do Rogério, ajuda muito nos treinos. Estamos em uma situação em que só a vitória vai dar a resposta.

Depois de sete jogos em 22 dias, o Tricolor terá semana cheia de treinos para evitar a pior sequência sem vencer no ano. Nesta segunda, o elenco está de folga e volta aos treinos no CT da Barra Funda na terça-feira à tarde.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Vaias ao time e aplausos para Renan: goleiro vive contraste no São Paulo

  1. Demorou para a CT desistir do Dênis e dar a chance que o Renan merecia há muito tempo. Aliás, cá para nós, quem tirou o Dênis do time e escalou o Renan foi a torcida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*