Time titular completo do São Paulo trabalhou dois dias para pegar a Ponte

rês dias de folga, nove de treinos, testes e a definição do time titular. Após o período de atividades sem jogos, o São Paulo definiu a seguinte escalação para pegar a Ponte Preta, neste sábado, às 19h, no Morumbi: Sidão; Éder Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Edimar; Petros; Marcos Guilherme, Jucilei, Hernanes e Lucas Fernandes; Pratto.

Apesar das quase duas semanas de pausa forçada do Campeonato Brasileiro para os jogos das seleções pelas eliminatórias da Copa do Mundo, o técnico Dorival Júnior só pôde treinar os 11 titulares escolhidos juntos em dois treinos: quinta e sexta-feira.

O treinador utilizou diferentes formações durante esse período de testes. Na zaga, por exemplo, Bruno Alves, Lugano e Aderllan foram escalados na vaga do suspenso Arboleda, para formar dupla com Rodrigo Caio.

Desde o início, os favoritos eram Lugano e Bruno Alves, mas o reforço contratado junto ao Figueirense venceu a disputa nos treinos e vai estrear. Aderllan, no entanto, não foi relacionado.

Dorival supervisiona treino dos jogadores do São Paulo (Foto: Marcelo Hazan)Dorival supervisiona treino dos jogadores do São Paulo (Foto: Marcelo Hazan)

Dorival supervisiona treino dos jogadores do São Paulo (Foto: Marcelo Hazan)

Convocado pela seleção de Tite, Rodrigo Caio só voltou aos treinos na última quarta-feira, dia em que Jucilei não estava 100% apto a treinar com bola. Neste dia, o volante fez um exercício físico.

Jucilei e Marcos Guilherme deixaram a atividade de segunda-feira com dores e só ficaram à disposição na quinta, quando Cueva e Arboleda retornaram das seleções peruana e equatoriana, respectivamente.

Em outras posições, Dorival não teve dúvida desde o início. Na lateral direita, como Bruno está machucado e Buffarini não vive bom momento técnico, ele vai usar Éder Militão. O mesmo aconteceu no meio-campo, onde Dorival aproveitou o período de inatividade para trabalhar com Lucas Fernandes, que ganhou a vaga do contestado Cueva.

– O Cueva da seleção e do São Paulo têm uma aproximação grande. É natural que o que aconteça na seleção ocorra dentro do clube. É um jogador diferenciado. Confio muito no Cueva. Apenas é uma situação momentânea para readquirir o que tem de melhor. Ele sabe disso. Sei que ele tem esse sentimento sobre o momento que vive e o que já apresentou. Cabe a ele trabalhar para atingir as melhores condições.

Lucas Fernandes (esq.) vai ganhar a vaga de Cueva no time titular do São Paulo (Foto: Marcelo Hazan)

Lucas Fernandes (esq.) vai ganhar a vaga de Cueva no time titular do São Paulo (Foto: Marcelo Hazan)

Apesar dos imprevistos e das ausências de selecionáveis, Dorival considerou as semanas importantes e viu evolução. A equipe contará com a ajuda da torcida (28 mil ingressos foram comercializados).

– A reação sempre foi de um time guerreiro e vibrante. Não ter resultado não quer dizer que o time não está buscando. Tem de ter paciência. É um time remontado dentro do campeonato. Vamos encontrar o caminho – disse Dorival, descartando falta de comprometimento do grupo.

Vale lembrar que, para deixar a zona de rebaixamento, o São Paulo tem que fazer a sua parte, que é vencer a Ponte Preta, e torcer por uma combinação de resultados. Entre derrota do Coritiba (para o Atlético-PR) e empates de Vitória (com o Fluminense), Chapecoense (com o Cruzeiro) e Avaí (com o Sport), ao menos três desses resultados precisam acontecer.

Veja as informações do São Paulo para a partida contra a Ponte Preta:

Data e horário: sábado, às 19h
Local: Morumbi, em São Paulo
Escalação provável: Sidão; Éder Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Edimar; Petros; Marcos Guilherme, Jucilei, Hernanes e Lucas Fernandes; Lucas Pratto.
Desfalques: Arboleda (suspenso), Bruno (lesão nas costas), Araruna (aprimora a forma física após se recuperar de lesão na coxa esquerda), Morato e Wellington Nem (cirurgias no joelho, só voltam em 2018)
Pendurados: Bruno, Edimar, Hernanes, Júnior Tavares, Lucas Pratto, Lugano, Petros e Renan Ribeiro.
Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (RJ-CBF), auxiliado por Dibert Pedrosa Moisés (RJ-CBF) e Michael Correia (RJ-CBF).

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Time titular completo do São Paulo trabalhou dois dias para pegar a Ponte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.