Time feminino do São Paulo faz história de novo e ganha Libertadores Sub-16

Campeonato Paulista Sub-17, mesmo com time predominantemente formado por meninas de 15 anos. Liga de Desenvolvimento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). E, por fim, Libertadores. O time feminino sub-16 do São Paulo, formado em parceria com o Centro Olímpico, fez história mais uma vez na noite da última quinta-feira. As garotas golearam o Juan Arango, da Venezuela, por 5 a 0 e conquistaram o título da “Fiesta Sudamericana de la Juventud”, que equivale justamente à Libertadores sub-16.

A partida foi disputada em campo na sede da Conmebol, no Paraguai, e coroou campanha praticamente perfeita da equipe treinada por Thiago Viana. Foram seis partidas, seis vitórias, 33 gols marcados e apenas um sofrido. Milena, com nove gols, foi a artilheira da competição. Marcelle foi eleita a melhor goleira. O clube paulista ainda levou o prêmio “Fair Play” do torneio.

Na final, o placar foi aberto logo aos dois minutos por Giovanna. Sabrina, de pênalti, Larissa, Milena e Jéssica completaram a goleada por 5 a 0. Antes do Juan Arango, as tricolores já haviam derrubado Del Agustino, do Peru, Gauchitos Pilarica, da Argentina, Santa Cruz, da Bolívia, Géneses, do Paraguai, e Palmirense, do Uruguai. O duelo com as uruguaias, na semifinal, foi o mais complicado para o São Paulo, que venceu por 2 a 1 para se classificar à decisão.

A parceria entre Tricolor e Centro Olímpico foi firmada no ano passado e começou com o título histórico do Paulistão Sub-17. A conquista saiu mesmo com uma equipe mais jovem que as rivais. A base desse time já havia ficado marcada por outro feito, em 2016: ganhar um campeonato contra equipes masculinas. No segundo semestre, foi a vez de faturar uma espécie de Brasileirão, que garantiu a vaga na Libertadores deste ano. Os clubes agora conversam sobre quais serão os próximos passos da parceria.

Recorde

Embora tenha sido apresentada como “Fiesta Sudamericana de la Juventud”, a competição conquistada pelo São Paulo e pelo Centro Olímpico representa a Libertadores sub-16 feminina. Assim, com a taça, o clube do Morumbi atingiu um feito inédito na América do Sul: faturar títulos continentais em três categorias diferentes.

Além das taças no masculino profissional, o Tricolor também ganhou a Libertadores Sub-20 masculina em 2016. A competição teve Lucas Fernandes e Luiz Araújo como estrelas, comandadas pelo agora auxiliar técnico André Jardine.

No Brasil, o Santos tem títulos em duas categorias diferentes. Os santistas, tricampeões da Libertadores masculina profissional, também têm taça do torneio no feminino profissional. Já os gaúchos ganharam duas vezes no masculino profissional e uma vez no futsal masculino. O Nacional, do Uruguai, também faturou três troféus no masculino profissional da Libertadores, além da edição deste ano do masculino sub-20.

 

Fonte: Uol

Um comentário em “Time feminino do São Paulo faz história de novo e ganha Libertadores Sub-16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*