Supera todos rivais juntos: São Paulo é o grande que mais usou sua lista B

Para esta temporada, o Campeonato Paulista colocou como opção para os clubes utilizar o que chama de lista B, que reúne jogadores mais jovens, vindos da base dos times. E o São Paulo aproveitou mais essa oportunidade do que todos os outros grandes do Estado juntos.

A lista B não tem limite de inscritos, e nenhuma da outras três principais equipes do torneio inscreveu mais atletas do que o Tricolor. Dorival Júnior colocou dez jogadores nesse grupo e, passadas quatro rodadas da competição, não utilizou apenas um: o meia Gabriel, de 18 anos, que chegou a ser liberado para disputar as fases finais da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Como comparação, o segundo grande que mais usou sua lista B foi o Santos: quatro dos oito inscritos foram a campo. Atrás, vem o Corinthians, com dois dos oito atletas do grupo, enquanto o Palmeiras não teve em suas partidas nenhum dos três que figuram em sua lista B. Juntos, os três clubes usaram seis jogadores, bem abaixo dos nove de Dorival Júnior (confira as listas abaixo).

Pesa para a estatística o planejamento inicial que o técnico traçou para o São Paulo, de preparar dois times simultaneamente, mas que abriu mão logo após ficar dois jogos sem vencer no torneio. Na estreia do Paulista, contra o São Bento, Dorival preferiu deixar a maioria de seus principais nomes treinando e escalou como titular quatro da lista B (Rony, Pedro, Paulo Henrique e Bissoli), além de usar durante o jogo Marquinhos Cipriano, também desse grupo.

A lista B tricolor tem ainda dois nomes que tiveram sequência como titular ainda em 2017 e seguem bem cotados no time, como Lucas Fernandes, que já iniciou a partida contra o Novorizontino, na segunda rodada, e vem ficando no banco, e Shaylon, titular da formação que mais vem sendo escalada.

E o São Paulo preferiu não colocar nessa lista secundária o atacante Brenner, de 18 anos e um dos destaques da temporada. A explicação é que o regulamento prevê que sejam escalados, no máximo, cinco atletas ao mesmo tempo da lista B. Dessa forma, mesmo com Brenner em campo, é possível ainda dar oportunidade a outros cinco garotos do elenco.

A presença de duas listas no Paulistão é uma tentativa da Federação Paulista de Futebol de dar mais chance à base, mas sem permitir times completamente desfigurados de seus principais atletas em campo. O regulamento prevê uma lista de inscrição com 26 jogadores e a lista B, sem limitações de número de inscritos e na qual podem estar atletas da base do clube que tenham entre 16 e 21 anos de idade, e 12 meses de registro profissional.

 

Fonte: Lance

Um comentário em “Supera todos rivais juntos: São Paulo é o grande que mais usou sua lista B

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*