Sub-17 começa a disputa pelo bicampeonato paulista

Começa na manhã deste sábado a caminhada do Sub-17 rumo ao bicampeonato paulista. O Tricolor joga às 11h deste sábado a primeira partida da final contra o Red Bull, na casa do rival. A decisão será no sábado seguinte (26), no mesmo horário, no CFA Presidente Laudo Natel. Como teve melhor campanha no torneio, os são-paulinos têm a vantagem de jogar por resultados iguais.

O técnico Orlando Ribeiro fala sobre a preparação dos garotos para esse jogo tão importante para a categoria. Para o comandante do juvenil são-paulino, os garotos evoluíram muito nos últimos meses e acredita que a equipe chega à final do Paulista mais forte do que estava na última decisão que disputou – em julho, o Tricolor venceu a Taça BH ao golear o Palmeiras por 4 a 1.

“A equipe chega mais forte do que estava em BH, e digo isso porque entendemos que os meninos evoluíram muito depois daquele torneio. Isso aconteceu porque enfrentamos jogos difíceis neste Paulistão, muitos garotos tiveram oportunidade de jogar e ganhar experiência. Então, em relação ao amadurecimento dos garotos dentro e fora de campo, considero que esse time está mais forte”, afirmou o treinador.

Essa experiência vai ser essencial nesses dois próximos confrontos, já que os são-paulinos sabem que vão encarar um rival dificílimo para tentar o bicampeonato estadual. Mesmo sem ter enfrentado o Red Bull nas fases anteriores, os tricolores conhecem a boa estrutura do rival e destacam o fato de o adversário ter feito ótima campanha e derrotado uma equipe tradicional como o Santos na semifinal.

“O Red bull nós ainda não enfrentamos neste ano, mas assistimos a jogos deles e chamou atenção a primeira semifinal contra o Santos. É uma equipe muito tática e com muito merecimento por ter chegado a essa final. Vamos ter que usar tudo o que fizemos durante o ano para conseguirmos fazer uma boa partida”, completou o treinador, que destaca: o São Paulo não vai mudar o estilo de jogo por estar em uma decisão.

“Depois do jogo com o Diadema (segunda semifinal) falei pra eles que achei que tiramos o pé, então ali mesmo chamamos a atenção do grupo e os atletas corresponderam bem durante a semana. Vai ser um jogo difícil, mas não vamos mudar a característica de buscar o gol a todo momento”, explicou Orlando.

Sendo esses os dois últimos jogos da maioria dos garotos na categoria Sub-17, já que no próximo ano eles passam a ficar à disposição do time júnior, o treinador acredita que o São Paulo termina o ano com uma boa safra de atletas nascidos em 1999. Para ele, além de terem faturado taças importantes, eles vão deixar o juvenil com a mentalidade vencedora que é necessário a qualquer atleta do clube.

“Queremos conciliar a formação dos garotos como atletas e campeões, nem sempre isso é possível, mas é o nosso foco. Nessa temporada, nossa equipe conseguiu procurar o gol, chegar na frente, se expor mais, porque não queremos só resultado, queremos um comportamento de campeão. Temos encontrado um balanço com a parte defensiva, e acho que o São Paulo está fortalecido como clube com esses garotos. Eles têm que estar acostumados com finais, e é isso que estão fazendo”, finalizou.

 

Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*