Sete jogadores, um objetivo: ganhar a primeira chance com Dorival no SP

Até a partida contra a Ponte Preta, em 9 de setembro, no Morumbi, pelo Brasileirão, o São Paulo terá mais sete dias de treinos. Sete jogadores tentam aproveitar esse período para mostrar ao técnico Dorival Júnior que merecem uma vaga no time titular. Quatro deles são zagueiros e três são meias; nenhum deles jamais saiu jogando desde que o treinador chegou ao clube, dia 3 de julho, para substituir Rogério Ceni.

Com a suspensão de Arboleda e a má fase de Cueva, há vaga nos dois setores.

Veja qual é a situação dos sete jogadores:

Diego Lugano

O uruguaio vive situação frustrante. Vinha sendo pouco utilizado pelo técnico Rogério Ceni e a diretoria pensava em não renovar o seu contrato, que terminava em 30 de junho. Mas a pressão da torcida e a situação ruim do time no Campeonato Brasileiro falaram mais alto. O vínculo acabou sendo prorrogado por seis meses, com o atleta aceitando uma considerável redução nos seus vencimentos.

Lugano disputou apenas dez jogos disputados na temporada, o último há quase dois meses (dia 2 de julho, derrota para o Flamengo por 2 a 0). Como Arboleda não pode jogar e o time segue na zona de rebaixamento, a experiência pode ajudar o gringo a ganhar outra oportunidade.

Lugano vai completar a marca de dois meses sem disputar uma partida (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

Lugano vai completar a marca de dois meses sem disputar uma partida (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

Aderllan

Um dos reforços contratados durante a atual janela de transferências, o defensor vem sendo relacionado, mas ainda aguarda a oportunidade de poder estrear pela equipe do Morumbi. Tem contrato até dezembro de 2018. Nos treinamentos, costuma formar dupla de zaga reserva com Lugano. Mostra bom posicionamento, qualidade para sair jogando e força no jogo aéreo. É mais jovem que Lugano e a questão física pode fazer a diferença a seu favor.

Aderllan tem contrato com o São Paulo até dezembro de 2018 (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net )

Aderllan tem contrato com o São Paulo até dezembro de 2018 (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net )

Douglas
Contratado em 2016, ainda não emplacou no São Paulo. Teve poucas oportunidades (seis no total) desde que foi contratado e, quando jogou, não foi bem. Quando Rogério Ceni era o treinador, levava vantagem sobre Lugano por ser mais rápido. Seu vínculo com a equipe do Morumbi vai até julho de 2018, mas pode ir embora na janela de transferências do início do ano que vem.

Douglas disputou seis partidas desde que foi contratado (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Douglas disputou seis partidas desde que foi contratado (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Bruno Alves

Último reforço a ser contratado pelo São Paulo, o zagueiro ainda não foi relacionado pelo técnico Dorival Júnior para nenhuma partida, já que precisava aprimorar sua forma física. Pode ser incluído na relação do jogo contra a Ponte Preta. Tem como principais características ser rápido, firme no um contra um diante do adversário, simples e bom na bolea aérea. Assinou contrato de três temporadas com a equipe do Morumbi.

Bruno Alves assinou contrato de três temporadas com o São Paulo (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

Bruno Alves assinou contrato de três temporadas com o São Paulo (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

Maicosuel

Um dia após ser contrato do Atlético-MG, por R$ 3,6 milhões, estreou no São Paulo sob comando de Rogério Ceni. Atuou por 45 minutos diante do Vitória. Na reapresentação no CT, reclamou de dores e, ao ser examinado, foi diagnosticado que havia um desequilíbrio muscular. Ficou várias semanas afastado dos treinamentos. O jogador, inclusive, pediu para não receber salários enquanto não voltasse aos treinos.

Ele já trabalha normalmente há três semanas, mas a tão sonhada oportunidade com Dorival Júnior ainda não apareceu. Ele vem sendo elogiado pela comissão técnica porque seu rendimento vem crescendo nos treinamentos. Contra a Ponte, tem chance de pelo menos entrar no segundo tempo.

Maicosuel só disputou 45 minutos de uma partida pelo São Paulo (Foto: Érico Leonan / site oficial do SPFC)

Maicosuel só disputou 45 minutos de uma partida pelo São Paulo (Foto: Érico Leonan / site oficial do SPFC)

Thomaz

Reforço contratado a pedido de Rogério Ceni após se destacar pelo Jorge Wilstermann, da Bolívia, na Taça Libertadores, o jogador de 30 anos teve várias oportunidades com o ex-chefe (foram oito partidas) e dois gols marcados. Porém, desde a chegada do novo técnico, não foi usado. Pode atuar como atacante aberto pelas pontas ou mais centralizado. Tem contrato de três anos com o São Paulo.

Thomaz chegou do futebol boliviano a pedido de Rogério Ceni (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

Thomaz chegou do futebol boliviano a pedido de Rogério Ceni (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

Shaylon

Revelado pelo clube, tem estilo de jogo parecido com o de Paulo Henrique Ganso: é um meia clássico, que gosta de organizar o jogo. O que joga contra ele é o momento da equipe, que pede a presença de atletas mais experientes e que possam suportar pressão. Na temporada, disputou sete partidas e marcou um gol, na derrota de 3 a 2 para o Santos.

Shaylon marcou um gol na derrota de 3 a 2 para o Santos (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net )

Shaylon marcou um gol na derrota de 3 a 2 para o Santos (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net )

Fonte: Globo Esporte

5 comentários em “Sete jogadores, um objetivo: ganhar a primeira chance com Dorival no SP

  1. Concordo com o amigo tricolor vamos esquecer do emocional vamos jogar com inteligência não podemos perder dos males o menor jogos clássicos no mínimo empatar times
    considerados pequenos temos por obrigação de vencer ou vencer qualquer lugar que seja aqui em São Paulo ou em qualquer lugar do Brasil isso se tornou uma obrigação

  2. Boa tarde meus amigos assisti o jogo da seleção ontem gostei muito do estilo de marcação sem pressa de fazer gols se o Dorival assistiu ontem teve uma aula de como se marca um time adversário muita paciência pra chegar até o gol adversário que sirva de lição pra ele ontem traçar bem a casa ontem de ser arrombada gol vem naturalmente só não pode sair pro ataque igual um monte de bois desgovernado muita paciência mas porém marcar com muita raça e tem mais pra ganhar jogos pra sair dessa situação vergonhosa tem que jogar mais de 100% sendo que 100% o outro time também pode jogar

  3. Imprensa lixo não faz outra coisa do que falar que o soberano estar rebaixado

    Paulo pontes , faça um editorial falando da importância dos próximos 4 jogos do soberano ,porque se ganhamos 3 adeus rebaixamento e se ganhar os 4 vamos para libertadores para mostrar essa imprensa lixo quem é o soberano .

    Atenção jogadores e treinador

    Esqueçam tudo e principalmente essa palhaçada de crise emocional e concentrem-se nos próximo 4 jogos ele a nossa salvam ou a nosso queda ,por isso garra , força e muita inteligências nesses jogos ,vocês são capazes de ganhar os 4 jogos 20 milhões de são-paulinos estão com vocês .

    juntos para salvar o soberano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.