Sem caixa, Santos prioriza trocas e estuda negócio com o São Paulo

Com uma dívida de curto prazo na casa dos R$ 40 milhões, a nova diretoria do Santos não pensa em fazer loucuras para reforçar a equipe para a próxima temporada. Exceções feitas aos possíveis repatriamentos de Robinho e Gabigol, que ainda assim só serão contratados sem muito prejuízo aos cofres alvinegros, o clube estuda algumas trocas para fortalecer o elenco. E, neste caso, um dos potenciais parceiros é o São Paulo, com quem o time mantém boa relação.

Já estão em pauta dois nomes que pertencem ao Tricolor, clube pelo qual o novo diretor santista, Gustavo Vieira, sobrinho de Raí, acumula duas passagens. Um é para uma das posições mais carentes do elenco atual: a lateral esquerda, uma vez que Zeca conseguiu recentemente a rescisão de contrato e não deve continuar. Para seu lugar, o Santos estuda o nome de Júnior Tavares, jogador do São Paulo que recentemente ficou perto de acertar com o Corinthians e viu uma polêmica com a própria mãe esfriar as tratativas.

O estafe do jogador chegou a conversar com o departamento de futebol do Santos. Em um primeiro momento, o clube da Baixada Santista ainda estuda outras opções para o setor. Mas caso as negociações com o Tricolor avancem, Victor Ferraz é o favorito para ser usado como moeda de troca. O lateral direito tem contrato com o Santos até 2019, porém o desejo de Dorival Júnior em contar com o seu futebol pode pesar para a sua saída da Vila Belmiro.

Outra opção cogitada pelo Santos é o volante Hudson, que não acertou sua renovação com o Cruzeiro e está na mira do Atlético-MG. O jogador é visto com bons olhos pela diretoria santista. Porém, os mineiros estão muito à frente dos paulistas.

Caso as negociações com o clube tricolor avancem, Victor Ferraz é o favorito para ser usado como moeda de troca. O lateral direito tem contrato com o Santos até 2019, mas o desejo de Dorival Júnior em contar com o seu futebol pode pesar para a sua saída da Vila Belmiro.

Contratações de São Paulo e Santos

Também sem muito caixa, o São Paulo contratou até agora o goleiro Jean e renovou, por quatro temporadas, o acordo com o volante Jucilei. O clube ainda trabalha para definir a contratação de um lateral direito, um meia e um atacante.  Já pelo lado do Santos, ainda pela gestão de Modesto Roma, o único jogador contratado para 2018 foi o lateral esquerdo Romário, do Ceará. Considerado um dos destaques do time alvinegro, ele o ajudou na conquistar do acesso para a primeira divisão do futebol nacional.

Apostar na base também está em pauta

No comando do Tricolor, Dorival Júnior é conhecido por dar oportunidade aos jogadores formados nas categorias de base. Tal política faz parte da gestão do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. O diretor executivo do clube, Raí, também fez questão de destacar a importância de utilizar os jovens do CT de Cotia logo quando assumiu o cargo, neste mês.

Provavelmente, o volante Liziero, os meias Igor Gomes e Gabriel Sara, e os atacantes Brenner, Bissoli e Paulo Boia devem ter mais oportunidades para mostrar serviço no decorrer deste ano.

No Santos, a força da base já faz parte da história do clube. E para reforçar a equipe para 2018, a ideia é intensificar ainda mais essa prática com a ajuda de Jair Ventura, que no Botafogo apostou em alguns pratas da casa – como os zagueiros Igor Rabello e Marcelo, o volante Matheus Fernandes e o atacante Sassá – e teve sucesso.

O Santos tem cartas na manga vindas da base para 2018, como o atacante Rodrygo, de 16 anos, que atua mais pelos lados do campo e demonstra características ofensivas similares a Neymar e Robinho, com muita habilidade. O volante Vitor Yan, o meia Lucas Lourenço e o centroavante Yuri Alberto, artilheiro das equipes sub-15 e sub-17, também são apostas.

 

Fonte: Uol

Um comentário em “Sem caixa, Santos prioriza trocas e estuda negócio com o São Paulo

  1. Fazendo a ressalva que não vejo nada dos outros times…

    Neste ano parecia que o São Paulo era o único “quebrado” do futebol brasileiro e todo o resto estava nadando em dinheiro.

    Parece que não é bem assim, né?!? Para se ter uma idéia, o melhor clube/time do mundo, o time da imprensa e governo petista, está devendo até para a Dona Maria da marmita.

    E, segundo o cara do financeiro Tricolor, vamos entrar o ano devendo cerca de R$ 80mi (muito menos do que qualquer time brasileiro) com previsão de zerar a dívida que irresponsavelmente Juvenal fez com bancos.

    O time terminou muito bem o ano, parece que vai ter um reforço ou outro, a comissão técnica que terminou o ano e base de jogadores serão a mesma.

    ET1: espóiler de comentários sobre meu comentário: “e você acredita nessa Diretoria”? Hehe, aguardemos os números.

    ET2: tem um site por aí que se diz de torcedor sãopaulino, que após publicar uma série de fofocas desprestigiando nosso clube (Nicola, Fox, uola,…), chegou ao cúmulo de colocar fofoca de torcedores de time da imprensa dizendo que esse time saiu na frente do São Paulo por causa da Libertadores em relação ao Scarpa. Pode até ser que se confirme, mas publicar “opinião” dos devedores de marmita? Pelo amor de Deus.

    Saudações Tricolores, Feliz Natal e que ganhemos títulos ano que vem. Time e estrutura para isso temos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*