São Paulo vende Tuta, campeão da Copinha, para clube alemão

O São Paulo acertou a venda de Tuta, zagueiro e lateral-direito, ao Eintracht Frankfurt, da Alemanha. O jogador de 19 anos foi titular na campanha do título da Copa São Paulo Júnior e tinha contrato até outubro de 2020.

Os alemães vão pagar 1,8 milhão de euros (R$ 7,6 milhões) por 70% dos direitos econômicos do jogador. Os outros 30% continuarão pertencendo ao São Paulo.

Tuta viaja já nesta terça-feira para fazer exames, assinar contrato e começar a treinar com os novos companheiros. O Eintracht Frankfurt enfrentou o São Paulo recentemente, na Florida Cup, e venceu por 2 a 1.

O garoto chegou a integrar o elenco profissional no fim de 2018 e foi relacionado para algumas partidas, mas não entrou em campo. Ele sempre treinou como lateral-direito, embora tenha jogado as últimas competições de base como zagueiro do sub-20.

O São Paulo acredita que Tuta teria forte concorrência para ganhar espaço no grupo principal, inclusive de atletas vindos de Cotia. Rodrigo e Lucas Kal já integram o elenco profissional e o clube também quer dar espaço a Walce, que está disputando o Sul-Americano Sub-20 com a Seleção Brasileira. Além deles, ainda há Morato, 17 anos, que impressionou na Copinha e é tido como maior promessa da posição na base são-paulina neste momento.

Se não fosse vendido, Tuta se apresentaria na segunda-feira para treinar no CT da Barra Funda ao lado do atacante Antony, outro campeão da Copa São Paulo. O atacante Gabriel Novaes, que foi artilheiro da competição e acaba de renovar contrato por cinco temporadas, pode ser emprestado em breve.

 

Fonte: Lance

29 comentários em “São Paulo vende Tuta, campeão da Copinha, para clube alemão

  1. Bom negócio. SP ficou com 30%, mais o % de formador, caso se torne um bom jogador e seja vendido.

    Que o Tuta tenha sucesso onde jogar.

    Na verdade essa notícia não tem relevância… pois o que importa é o time principal que precisa se acertar em 2 jogos….

    Flamengo hoje jogando com o time B… somente 2 jogadores estão jogando todos os jogos Arrascaeta e Rodrigo Caio (50% nosso se for vendido).

  2. Não sei se Tuta terá futuro. Demonstrou ser meio estourado e um tanto irresponsável. Na comparação com outros zagueiros da base, Walce e Morato parecem muito melhores. Tuta ficaria em terceiro, à frente de Rodrigo. Mas isso não importa. O que importa é que o valor é preço de banana.
    Por que tão pouco? Por que ceder logo na primeira oferta?
    Não me ufano com a base. Acho que já ficou claro que existe um funil natural em que menos de 5% dos jogadores vingam. Mas outra coisa é entregar o investimento de mão beijada.
    Se o clube alemão está comprando o potencial do jogador, que pague por ele adequadamente.

  3. Esquecem q o Tuta é um ser humano que tambem tem desejos e quer um bom salario. É óbvio q ele vai ganhar muito mais do que o São Paulo pode pagar. É obvio que ele quis ir (quem nao iria querer?).

    Nao existe este raciocínio simplista de “poe pra jogar”. Ate pode segurar e por. E ai o jogador vai embora de graca (ou quase de graca como foi o Militao) depois de uma temporada.

    Este assunto é muito mais complicado do que os “entendidos” aqui do site pensam.

  4. Bom para o S.Paulo, ótimo para o garoto!
    Pelo tempo que faz que o S.Paulo não consegue ganhar nenhum título, está difícil demais para a garotada firmar-se nos profissionais. O jovens, que ganham tudo nas categorias inferiores; que frequentam em grande número as seleções brasileiras da base; que jogam obedecendo ao esquema montado pelo “professor”, quando sobem têm a obrigação de resolver os problemas da equipe porque, senão, o pau canta nas redes sociais e suas carreiras, de repente, são comprometidas como se eles, de repente, não sabem jogar futebol.
    Nós torcedores temos pouca paciência com eles que vivem jogando 10 minutos aqui; 15 ali e, logo logo, esquecimento.
    Talvez quando o S.Paulo voltar a ganhar títulos as coisas possam mudar. Até lá, melhor pros rapazes esses negócios, principalmente idas para a Europa. Os que tiverem valor, longe da obrigação de resolver problemas antigos, deverão se dar bem; os outros, ao menos ganham um bom dinheiro e melhoram – com certeza – culturalmente e como cidadãos.
    Eu tinha esperança de ver o Tuta na nossa lateral direita já. Quem está no comando espero que saiba o que está fazendo (deixando-o ir e ficando com os laterais que temos).
    Quem viver verá…

  5. O Morato é zagueiro de verdade, já o Tuta considero mediano, subiu pro profissional teve chance e não se fixou. Tá bem vendido. Gabriel Novaes sim é uma judiação sair sem pisar no sacro santo Cícero P de Toledo. Saudações Tricolores!

  6. Como 99% doa garotos que sobem da base não dão certo no profissional, e obviamente não existe no elenco lugar pra todo mundo, tem que vender mesmo e o modelo de permanecer com uma porcentagem é interessante.
    O Lucão na base era craque, o Ademilson, R.Caio, João Schmidt, Henrique Almeida, Joanderson, Lucas Gaúcho , Auro, Sérgio Motta, Alex Cazumba , Mirrai, Lucas piazon e mais uma centena deles que esperávamos alguma coisa, que alguns aficionados pela base diziam ser o futuro do SPFC.
    E o tuta tem apenas mais 1 ano e meio de contrato podendo seguir o modelo do Militão em não renovar.
    Voa sorte e espero que se pr render algum dinheiro pro SPFC.

    • Não seria razoável priorizar a venda dos que subiram e não deram certo, e dar oportunidade aos que ainda não jogaram no profissional?

      O que não pode é enfiar goela abaixo jogador ruim da base no profissional, como fizeram com Lucão e Rodrigo Caio.

      ahh antes das polianas começarem a elogiar o Rodrigo Caio, a torcida do Flamengo já está pegando no pé dele. Como este menino é perseguido.

      • Mas nós não sabemos a conversa do empresário do garoto que é quem decide e tem o garoto como mercadoria.
        Com relação a vender quem já teve oportunidade é complicado, pois se Eu quero comprar uma SUV pq vou querer um sedan que estão me oferecendo?
        Até oq a maioria não vinga mesmo, se testar igual testou o Lucão, nunca mais ninguém compra.
        O Rodrigo Caio mesmo era pra ter saído por 18 milhões sw euros, saiu por 5 e parcelado em 30 anos…

  7. Eu to desanimado com essa situação do São Paulo.

    Nos outros clubes, o objetivo final é ser campeão, no São Paulo ser campeão é mero detalhe, vender é o principal.

    Hoje no Fox Rádio colocaram o desempenho dos clubes de São Paulo em clássicos nos últimos 10 anos. O do São Paulo é o pior, São 50 derrotas, e 26 ou 28 vitórias, um negócio assim.

    Enquanto esse Leco estiver na Presidência, esqueçam títulos, se acostumem com vexames e a longa fila de títulos.

    • Boa João… o nosso time é covarde, só ganha dos pequenos. Toda vez que enfrenta um grande perde e aí o treineiro da vez – agora o estagiário – arruma uma desculpa para nos enfiar goela abaixo. As desculpas utilizadas são tantas, que daria para encher uma página. Elas vão desde dificuldade de fazer uma boa temporada – no ano da copa fizemos uma pré e duas inter-temporada e, mesmo assim, quase caímos para segundona. É pouco tempo para treinar – essa é a mais frequente. Já ouvi que seria falta de ritmo porque estava jogando pouco. Há treineiro que lamenta a alta incidência de jogadores no Dp. Médico e tem até desculpa nova, a do estagiário, que afirmou que “se surpreendeu com a tática e a intensidade do time do Mestre Sampaoli.” Babou ovos para o cara. Deve ter pedido autografo para ele na saída. A verdade é que o nosso futebol se apequenou. Está do tamanho do recém contratado Biro-Biro – que não se perca pelo nome. Depois de mais uma derrota em clássico, dessa vez com direito a um chocolate de brinde, vamos ganhar dos pobres Guarani e São Bento, times de serie B do Brasileirão. É esperar o desempenho na Libertadores e ficar pianinho até o jogo com o Palmeiras, e na boa, aguardar uma nova coça. Obrigado Leco &B Cia. pela competência do trabalho de vocês.

  8. São Paulo não poderá segurar todos da base, reservou 30% do valor futuro, ocorre que o tricolor tem que fazer primeiro contrato para garantir a venda. Ocorreu que não fazendo o contrato ,o jogador vai de graça e fica pior. Aproveitando dois ou três por ano é muito vantajoso.

    • É .. você tem razão… Realmente, é melhor segurar o Lucas Kal, que já provou atuando pelo Guarani e Vasco, que não tem condições mínimas para vestir nossa camisa, que dar uma chance para o Tuta se firmar, inclusive na lateral direita. Estamos muito bem servidos na posição de lateral com Bruno Peres e Igor Vinicius, que se ficar, custará mais que o arrecadado com a venda do Tuta. Meu caro, eu deixei de acreditar em Papai Noel quando tinha 6 anos… A verdade por trás dessas “negociatas” está escondida nos papeis arquivados nas pastas de empresários. Lucram todos os envolvidos… menos o São Paulo. Peço desculpas pela veemência… mas como disse, sou cético com a pureza de ações dessa natureza.

  9. A linha de produção de Cotia continua a todo vapor. É produzir e vender! Gerar lucro para que a Instituição possa equilibrar o déficit orçamentário gerado, boa parte, pelas contratações equivocadas de jogadores do tipo Trellez, Neilton, Maicossuel, etc.. Esses que a gente empresta e continua pagando salários. Espelho da gestão Leco, pontuada pelo fracasso. São 10 anos de vexame!
    Penso que esse tipo de decisão, ajuda a encaixar as explicação para tanto insucesso. É isso! Segura o Lucas Kal, que já foi emprestado e devolvido por falta de qualificação duas vezes, e vende um jovem da mesma posição e que sequer foi testado.

    • Em tempo: para comprovar a minha tese, que a nossa incompetente diretoria, costuma jogar dinheiro pelo ralo, em jogadores de 3a. linha, acabei de ler no site transfermarkt, que publica as transferências de jogadores vai FIFA, que o São Paulo pagou ao Valência, 800 mil euros pelo empréstimo do “grande” zagueiro Aderlan. Lembram-se dele? Jogou umas 3 partidas com a nossa camisa e pagamos pela sua excelente performance: 800 mil euros! Vem daí a necessidade de vender o Tuta, com 19 anos, por 1.8 milhão de euros, ou seja, 800 mil desse valor para “cobrir” a cagada da contratação do craque ADERLAN… e viva Leco e sua turma!

  10. Aparentemente não sou o único que acha estranho venderem tantos jogadores da base que nem chegam a estreiar pelo profissional. Parece que Cotia serve mesmo para arrecadar dinheiro e não fornecer jogadores ao time principal.

    • Perfeita observação, o militão também zagueiro se deu bem na lateral. Pelo visto entendem que estamos bem servidos no setor. Coisas que não se entende.

    • Olha, eu acho que o mais certo seria não vender, mas emprestar sem passe fixado e ver se o cara se desenvolve.
      Mas sejamos coerentes com o discurso também, não sabemos se ele é um puta craque que vai fugir à regra dos demais moleques que subiram da base e jogar bem.

      Não dá pra falar que ele seria solução melhor que o Bruno Peres sem testar, porque nem todo moleque que sobe de Cotia é um Militão (ao contrário, tendem a ser Helinhos, Brenners e Ararunas).

      • Eu acho assim, se tem gente que subiu da base, e não deu certo até agora, vende e dá oportunidade aos que podem subir, se os que subirem não der certo, a roda gira.

        • Sim, essa forma seria a ideal mesmo. Mas pensando de forma prática, as propostas vão chegando pros moleques mais promissores, os que não deram certo dificilmente tem proposta pra sair.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.