São Paulo terá quatro mudanças para jogo contra o Mogi Mirim, nesta terça

Em busca da reabilitação no Campeonato Paulista, o São Paulo terá quatro mudanças na equipe para a partida desta terça-feira, contra o Mogi Mirim, que será realizada no estádio do Pacaembu e terá início às 20h30.

Em relação ao time que perdeu para a Ponte Preta por 1 a 0, no último sábado, deixarão a equipe os seguintes jogadores: Lugano, Wesley, Paulo Henrique Ganso e Michel Bastos.

Os três primeiros saem por opção da comissão técnica, e o último se machucou. Michel Bastos sofreu um estiramento na coxa direita e deve ficar pelo menos um mês entregue ao departamento médico.

A comissão técnica segue tomando muito cuidado com Lugano, que ainda não disputou duas partidas seguidas. Já Ganso e Wesley ficarão como opções no banco.

O esquema 4-2-3-1 será mantido. Rodrigo Caio ocupará a vaga aberta na defesa e formará a dupla de zaga com Maicon. Carlinhos assume o lugar de Michel Bastos, enquanto Centurión ganhará nova oportunidade entre os titulares, substituindo Wesley. Já Rogério atuará centralizado no meio-campo, na posição que é ocupada normalmente por Paulo Henrique Ganso.

No treino desta segunda-feira, o técnico Edgardo Bauza deu muita atenção ao jogo aéreo. Foram 15 minutos de trabalhos defensivos e 15 de trabalhos ofensivos. Depois, ele fez um treino tático e parou diversas vezes para dar orientações aos jogadores. Após uma hora e meia, os titulares foram jogar futevôlei para relaxar, enquanto os reservas treinaram finalizações.

Se nenhum problema acontecer de última hora, o São Paulo entrará em campo com: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson e Thiago Mendes; Centurión, Rogério e Carlinhos; Calleri. Vale lembrar que a partida contra o Mogi Mirim é válida pela terceira rodada do Campeonato Paulista. Ela foi adiada para que o Tricolor pudesse jogar contra o César Vallejo, pela Taça Libertadores da América.

Fonte: Globo Esporte

17 comentários em “São Paulo terá quatro mudanças para jogo contra o Mogi Mirim, nesta terça

  1. Eu vi uma reportagem de um jogo onde havia um camisa 10 de 38 anos chamado de Brasília…Cara, como o jogador corre,dribla,cruza chuta e tal….tudo o que um camisa 10 precisa fazer,agora me digam o que o nosso camisa 10 faz? Dar passe pro lado de 2 metros até eu que sou um perneta faço….é pra cabá mesmo

  2. Rogerio, armando jogo, esgotou minha paciencia, agora temos um professor pardal Argentino, estamos evoluindo pardal estrangeiro só nós.
    Pq contrataram o Daniel, tem que por pra saber se serve ou não, pq subiram Lucas Fernandes, pra colocar o Centurion.
    Diretoria incompetente, Conselho deliberativo alienado e comissão tecnica o caus, até quendooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo.

  3. Inconformado , que bom que você entendeu que eu nao critico o treinador do soberano por critica ,apenas cobro nesse momento o minimo de organização já que ele teve um pré- temporada para trabalha com o time .

    abraços para você

  4. Meu Deus porque não poe o Lucas Fernandes p jogar.
    Rogério no meio? É brincadeira…
    Seremos goleados em Buenos Aires!!!
    Vou parar de assistir os jogos e começar a ver novelas..Sofro bem menos.

  5. Concordo beto, mas esse bando de jogadores já tiveram muitos técnicos. impossível um deles, pelo menos, não ter tentado organizar taticamente o time. Mas, como sempre, nada acontece. E já que são indiciplinados, leva tempo para que qualquer técnico façam pensar no coletivo e não apenas no próprio umbigo. Claro que não vai ter tempo algum, pois a pressão por falta de título, a sede ávida da imprensa em fabricar crize no SPFC, e os jogadores, nunca deixarão. Pode vir Mourinho e Guardiola juntos. É preciso um limpa, uma faxina no elenco.

    Esse seu exemplo tático é o básico que aprendemos nos campos de bairro pelos técnicos que são os pais de alguns que tem a bola. E todos sabem disso. Até os técnicos. Mas, quando os jogadores não querem, nada acontece, certo?

    Novamente: Não estou defendendo técnico. O problema maior deste time não é técnico (um pouco, vai, devido sua teimosia com Centurion), é matéria-prima (leia-se jogadores). Tudo que temos está contaminado. Nada vai acontecer. Somente quando alguns (jogadores, diretoria e adjunto) forem embora.

  6. inconformado , tirando o ganso todos que você falou ele tem substituto porque ele não troca se é isso que falta para organizar o soberano é simples de resolver .

    inconformado , eu cobro o básico do bauza que é organização tática já que jogadas trabalhadas leva tempo e eu sei disso ,agora organização não essa e básica de um time profissional ,alias isso é o que diferencia um time amador de um time profissional .

    Exemplo de organização tática : subi apenas um lateral de cada vez ou se subi os dois os volantes ficam , subi apenas um volante e se posiciona atrás dos meias para pegar a segunda bola ou dar opção de um diagonal na bola investida ,os jogadores do meio campo entende o fluxo de jogo do lado que está a bola para antecipar o corredor para fecha a possibilidade de cruzamento ou a invasão de jogo em uma bola longa etc etc etc , ou seja básico do básico do futebol .

    Não sei a sua mais a minha paciência termina na terça feira ou ele organiza o soberano ou então rua .

    Abraços para você

  7. O momento era propício para testar o Lucas Fernandes. Mas ele vai insistir com Rogério no meio…
    Daniel joga pelo lado direito. No máximo poderia ocupar o lugar do Centurion.
    Também acho que o Caramelo precisa ser mais testado.
    Tenho defendido o Bauza, mas a sequência de resultados já sinalizam que está na hora de mexer na estrutura da equipe.

  8. Daniel e Lucas Fernandes nunca terão chances de substituir o “maestro” do sono.
    Parece que alguem, não sei quem no SPFC, que não quer que outro meia entre e se destaque.
    O Sr. Bauza colocar nosso melhor atacante, o Rogério, de meia, é pedir pra ser xingado e cavar a própria cova.
    Não entendo porque SÓ NO SPFC JOGADOR DA BASE COM TALENTO NAO JOGA, era jogo pro Lucas Fernandes jogar, ou o Daniel, mas infelizmente ninguém pode substituir o “gênio” manco do Gansono.

    Bauza, acho melhor vc ir procurando outro emprego porque seus dias estão contados, parabéns por cavar sua própria cova, otário!

  9. A hora de testar o Lucas Fernandes no lugar do Michel Bastos é esta!
    O garoto se dá bem jogando pela esquerda – não acredito que ele seja capaz de substituir o Ganso como principal armador -, e num jogo meia-boca como esse, ele poderia ir ganhando “cancha” pra deslanchar mais à frente. Quem sabe ele tem estrela e marca logo uns dois gols e daí permanece no time. Foi o que aconteceu na semana que passou com o time do Manchester: não tinham quem colocar, chamaram um garoto da base e ele marcou 4 gols em dois jogos (classico ingles e jogo da Copa da Uefa). Só que é preciso colocar pra jogar pra ver oque acontece; coisa que, no SP, não é fácil não…

  10. A resposta é simples, beto: Ele não tem Ganso e nem M. Bastos no elenco. Nem Centurion e nem Bruno. Facilita um pouco.
    PS: Não estou defendendo o técnico.

  11. A saída do Bauza é questão de tempo , ele esta completamente perdido , escala mal a equipe substitui pior ainda , Rogério na armação é piada , porque não testar Daniel?? Rogério tem que jogar no lugar do Carlinhos , muito ruim este técnico , se durar mais 2 meses é muito.

  12. alguém pode me explicar como o treinador da ferroviária consegue organizar o time e o treinador do soberano não consegue organizar o soberano ?

    pra sempre soberano

  13. Aí vc contrata o Kieza e não põe o cara para jogar,tem o Lucas Fernandes que seria o substituto do Ganso e não testa o garoto,tem o Daniel que não tem oportunidade..se machuca em treino…Fica difícil assim mesmo,vamos ganhar de quem desse jeito

  14. Estou tentando sempre defender o Bauza, mas assim fica difícil cara, você tem Lucas Fernandes e Daniel no banco e vai colocar Rogerio na armação? Ai é foda viu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*