São Paulo tenta acabar com indisciplina para dar sequência a time

Nos três jogos em que comandou o São Paulo desde seu retorno, há dez dias, Muricy Ramalho ainda não conseguiu repetir a escalação. E também não conseguirá no próximo duelo, contra o Goiás, neste domingo. O treinador não poderá contar com Maicon, suspenso pelo acúmulo de três amarelos. O número de cartões, aliás, tem sido o principal impedimento para que o Tricolor consiga dar sequência a um time titular no Campeonato Brasileiro.

– Quando cheguei, nosso time era muito indisciplinado, então tem muita gente pendurada. Aos poucos, nós vamos limpando os cartões dos jogadores. Recuperamos os machucados, então, daqui a pouco, estaremos tranquilos em relação a isso (desfalques) – declarou o treinador.

Nem tão daqui a pouco assim. Para o duelo no Serra Dourada, o São Paulo conta com sete jogadores pendurados: Antônio Carlos, Douglas, Lucas Evangelista, Paulo Henrique Ganso, Paulo Miranda, Rodrigo Caio e Wellington. Qualquer um deles que receba novo cartão amarelo trará problemas para Muricy escalar a equipe que vai enfrentar o Grêmio na outra semana.

Mesmo com o departamento médico vazio – o volante Wellington e o lateral Douglas se recuperaram de problemas físicos recentemente –, o São Paulo ainda não conseguiu repetir a escalação com o novo técnico. Em sua estreia, contra a Ponte Preta, Osvaldo estava suspenso. Depois Denilson não pôde pegar o Vasco e, por fim, Rafael Toloi ficou fora diante do Atlético-MG. O desfalque da vez é Maicon, também por cartões, confirmando a fama da equipe do Morumbi.

Até a partida contra o Coritiba, a última antes da mudança de treinador, o Tricolor era o time mais indisciplinado ao lado da Portuguesa, com sete expulsões no total. Edson Silva, Denilson, Clemente Rodríguez, Luis Fabiano, Wellington, Antônio Carlos e Osvaldo são os são-paulinos que já receberam o vermelho neste Campeonato Brasileiro.

– O excesso de cartões é reflexo de time instável e inseguro. Quando os jogadores estão distantes entre as linhas do campo começam a chegar atrasados nas jogadas e cometem falta com o objetivo de parar a jogada – analisou Muricy.

Apesar de neste momento o São Paulo viver fase mais tranquila, longe da zona de rebaixamento, o time segue como o mais indisciplinado, agora com oito vermelhos somados. Isso porque, logo na estreia do novo treinador, diante da Ponte Preta, em 12 de setembro, o volante Denilson foi expulso já perto do fim do jogo. Em relação aos amarelos, o Tricolor é o décimo no ranking, com 49.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “São Paulo tenta acabar com indisciplina para dar sequência a time

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.