São Paulo se divide em decisão por Lugano; ídolo não jogará no Brasil se sair

O São Paulo não chegou a um consenso sobre o futuro de Lugano no clube. O contrato do ídolo termina no fim de junho, e a promessa do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, é de definir a questão nesta semana. O agente do atleta de 36 anos, Juan Figer, confirma a informação e espera um desfecho nos próximos dias.

Seja qual for a decisão tomada pelo São Paulo, Juan Figer afirma duas coisas: Lugano não vai se aposentar do futebol e não jogará em outro time do Brasil, em respeito à história no Tricolor.

– Primeiro vamos estabelecer se ele entra nos planos ou não (do São Paulo). Se não entrar, vamos ver outras possibilidades. Esse tipo de jogador sempre tem interessados. Não exatamente no Brasil, porque não quer jogar em outro time brasileiro – disse Figer.

Em conversa com jornalistas no último sábado, Leco admitiu se tratar de um jogador caro. Essa opinião é compartilhada por outras pessoas no Tricolor. Dentro dessa linha, a ideia é de que o uruguaio teria de readequar o atual salário para renovar contrato e continuar no clube.

O argumento é de que a condição técnica e a frequência nos jogos (participou de oito das 29 partidas da temporada, incluindo o Torneio da Flórida) não justificam os atuais valores. Ou seja, não haveria um bom custo versus benefício.

Por outro lado, a idolatria da torcida e a atuação de Lugano nos bastidores são pontos positivos. E levados em conta. O uruguaio é elogiado por ter blindado os mais jovens no momento de crise, após as três eliminações (Paulista, Copa do Brasil e Sul-Americana). Além disso, o jogador não reclamou publicamente em nenhum momento sobre a indefinição do seu futuro no São Paulo.

Diante de tudo isso, não há um denominador comum sobre qual decisão tomar: renovar ou não o vínculo. Há argumentos que embasam as duas opiniões. Entre os torcedores há amplo apoio para a permanência de Lugano. Há alguns meses nos bastidores do clube, a ideia citada era de prorrogar o vínculo até o fim da temporada.

– A decisão sobre o Lugano é da comissão técnica, do presidente e da comunidade são-paulina. Sou apenas um dos pilares dessa decisão – disse recentemente Vinicius Pinotti, ao GloboEsporte.com.

Titular e capitão na vitória por 2 a 0 sobre o Avaí, Lugano foi reserva no Choque-Rei de sábado, no Morumbi. Independentemente de permanecer ou não, a ideia é fazer uma festa de despedida no São Paulo quando o uruguaio encerrar a carreira.

Fonte: Globo Esporte

7 comentários em “São Paulo se divide em decisão por Lugano; ídolo não jogará no Brasil se sair

  1. Eu também gostaria de Miranda, David Luis, Thiago Silva….pensar grande é fácil, o difícil é ter dinheiro para trazer esse pessoal e bancar salários. É melhor enfrentar a realidade e se adequar tirando proveitos da situação em vez de apenas sonhar.
    Gostaria de ver Artur Kal tendo uma chance no elenco principal.

  2. Eu sou do tempo em que o São Paulo pensava grande. O São Paulo Grande neste momento estaria dando um jeito de repatriar o MIRANDA, zagueiro veterano mas que ainda está na seleção e chegaria para mudar o patamar do time. Esse, sim, é reforço para o São Paulo. O resto, Lugano, Breno, Cleber, Douglas… isso é o São Paulo pequeno do Leco.
    PENSEM GRANDE SEMPRE

  3. PP, vc viu essa notícia, se for verdade é uma bomba, emprestar o Breno quase graça e gastar 7 milhões no Cleber, reserva do Santos, tem que mandar prender o Leco. Nem acho o Cleber ruim, mas essa situação é coisa de louco.

    esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2017/05/30/sao-paulo-faz-proposta-oficial-ao-santos-para-comprar-zagueiro-cleber.htm

  4. Sou amplamente favorável a prorrogação do contrato até dezembro, conforme o amigo Guto disse, se o Lugano é caro para o clube imagina o Wesley que ganha mais que o uruguaio ! Sem contar quantas vezes esse Wesley jogou este ano !

    Prefiro mil vezes o Lugano do que esse Douglas, se o caso for diminuir custos, é só mandar esse rapaz procurar outro clube.

  5. Não entendo qual é a demora para renovar?
    Quer reclamar do custo benefício do Lugano???
    Só se mandarem o Wesley embora….. aí teriam o direito de usar esse argumento

  6. Na minha opinião e para o bem do Lugano e do próprio São Paulo é hora de parar, virar um diretor ou até mesmo um assistente, não pode deixar manchar sua idolatria por uma insistência que já está no fim. Assim sempre será um ídolo no Tricolor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*