São Paulo espera vender a são-paulinos ingressos do Corinthians

Depende apenas do torcedor do São Paulo para o Morumbi estar completamente dominado por são-paulinos no jogo do próximo dia 3, contra o Corinthians, pela Recopa Sul-Americana. A pressão contra o maior rival pode ser uma das maiores da história do estádio, já que até o setor de visitantes pode estar lotado de tricolores.

Punida pela Conmebol, a torcida do Corinthians está proibida de frequentar jogos fora de casa em competições organizadas pela entidade. Com isso, o local onde teriam cerca de três mil rivais poderá ser ocupado pelos são-paulinos.

 

Mas será necessária uma grande venda antecipada para que isso aconteça. Os ingressos começaram a ser disponibilizados no domingo, mas apenas para sócios-torcedores do clube, por enquanto.

– Ainda não mexemos com isso (colocamos à venda o setor visitante). Mas se tivermos o estádio todo lotado, vamos colocar à venda sim esse setor para a nossa torcida – declarou Roberto Natel, vice-presidente social e esportes amadores e administrador do Cícero Pompeu de Toledo.

Já foram dois duelos com o Corinthians nesta temporada, no Morumbi. Em cada um deles, ambos pelo Paulistão, pouco mais de três mil corintianos marcaram presença e ajudar o rival a triunfar na casa tricolor. Na primeira fase, derrota por 2 a 1. Na semifinal, o São Paulo perdeu nos pênaltis após empate em 0 a 0.

A partida de volta da Recopa está marcada para o dia 17 de julho, no Pacaembu. Os tricolores terão direito a 5% da carga total de ingressos, como é padrão para os visitantes.

Até em jogos contra times do exterior, o Morumbi nunca é 100% são-paulino. Um ou outro torcedor sempre aparece para torcer contra o Tricolor. Mas, nesse Majestoso, corintiano só poderá entrar se for disfarçado no meio da torcida da casa.

Com a troca das cadeiras, o Morumbi passou a ser todo vermelho. Depende só dos são-paulinos para o estádio ser 100% tricolor no próximo jogo.

Corinthians ainda sem resposta

A diretoria do Corinthians não tem grandes esperanças de reverter a decisão da Conmebol em tempo de permitir que sua torcida assista ao jogo no Morumbi.

– Ainda não tivemos nenhum tipo de retorno por parte da Conmebol. Nem uma resolução, nem um prazo para isso. A situação segue a mesma – afirma Luiz Alberto Bussab, diretor jurídico do Corinthians.

A punição aconteceu depois da morte do torcedor boliviano Kevin Espada, no primeiro jogo do Corinthians na Libertadores, em Oruro, na Bolívia. Na ocasião, um sinalizador naval lançado pela torcida do Corinthians atingiu o rosto de Kevin.

12 corintianos foram presos na Bolívia acusados de serem os responsáveis pela morte. Duas semanas atrás, sete deles foram libertados e voltaram ao Brasil.

A Conmebol puniu o Corinthians, que teve de jogar contra o Millonarios (COL) com os portões fechados no Pacaembu. Depois, a punição passou para 18 meses sem a presença da torcida fora de casa.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.