São Paulo e Guarani se enfrentam na possível estreia de Hernanes

Dois clubes grandes, com histórias vitoriosas, que atualmente buscam suas redenções e um reencontro com o caminho das glórias. Nesta quinta-feira, no Estádio do Pacaembu, às 21h (de Brasília), São Paulo e Guarani medem forças pela quarta rodada do Campeonato Paulista a fim de apagarem a imagem negativa deixada na última rodada. O Tricolor, ainda, pode ter a estreia de sua principal contratação da temporada: Hernanes.

Anunciado em janeiro de forma definitiva, o Profeta atuou no primeiro tempo dos jogos contra Eintracht Frankfurt-ALE e Ajax-HOL, pela Copa Flórida. No Paulistão, entretanto, o meia ainda não foi utilizado e segue um planejamento especial para seu recondicionamento físico, a fim de estar 100% na partida contra Talleres-ARG, pela Copa Libertadores. Dessa forma, a expectativa é de que o camisa 15 atue alguns minutos no segundo tempo.

A estreia de Hernanes, aliás, é uma das tantas dúvidas na escalação do São Paulo. Já de olho no duelo pela competição continental, dia 6 de fevereiro, a comissão técnica deve preservas os atletas utilizados nos três jogos do Estadual. Everton, por exemplo, que atuou 90 minutos em todos os jogos até aqui, deve ficar de fora. Outro que também pode ser desfalque é Nenê, também por desgaste.

De certo, o Tricolor não poderá contar com Brenner, que se recupera de uma lesão no bíceps femoral da coxa esquerda. Willian Farias e Biro-Biro, por sua vez, devem retornar depois de desfalcarem o time contra o Santos. O volante se recuperou de uma pancada na panturrilha, enquanto, assim como o atacante, que sofreu com uma indisposição estomacal.

Dentro do São Paulo, o discurso é de resposta rápida depois do revés sofrido para o Santos no clássico do último domingo, quando André Jardine viu seus comandados serem dominados pelo time de Sampaoli. Por isso, Bruno Peres alertou para o foco nos dois compromissos que restam pelo Paulista antes de pensar no duelo da pré-Libertadores.

“Não se pode tratar Guarani e São Bento como times mais fracos que o Taleres-ARG, porque são dois rivais que, em caso de derrota, vão fazer isso virar meio que um inferno. A gente tem que ter consciência que são duas partidas importantes, que precisam da nossa atenção. Depois desses jogos, aí sim, temos que virar a chave para fazer um grande jogo na Libertadores”, disse o lateral.

Do lado do Guarani, as palavras da vez são regularidade e recuperação. Depois de uma estreia com derrota para o Bragantino, os comandados de Osmar Loss superaram o Corinthians em pleno Brinco de Ouro na segunda rodada. No último fim de semana, porém, o Bugre voltou a sair de campo derrotado, dessa vez para o Oeste, por 2 a 1, novamente dentro de seus domínios.

Mesmo com o revés recente, a expectativa é de que Loss permaneça com o time que foi derrotado para o Oeste. E um desses atletas, titular nos três compromissos, é o meia Ricardinho, que concedeu entrevista coletiva e enfatizou o objetivo do Guarani de se classificar para a segunda fase. Sobre o tabu de não vencer o São Paulo desde 1997, o bugrino ressaltou a necessidade de ser quebrado.

”A gente acredita que tem tudo para fazer um grande jogo. É um campeonato muito equilibrado, muito difícil e nosso objetivo é a classificação. Por isso, temos que construir passo a passo”, disse. “Quanto ao tabu, são números. É história. A vitória contra o Corinthians ficou marcada, quebramos um tabu, e se Deus quiser vamos quebrar esse tabu contra o São Paulo. A gente sabe que tem condição”, completou Ricardinho.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X GUARANI

Local: Estádio do Pacaembu
Data: Quinta-feira, 31 de janeiro de 2019
Horário: 21hh (de Brasília)
Árbitro: Douglas Marques das Flores
Assistentes: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Gustavo Rodrigues de Oliveira

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins (Bruno Alves) e Reinaldo; Jucilei (Liziero), Hudson, Nenê (Everton Felipe); Helinho, Diego Souza e Pablo
Técnico: André Jardine

GUARANI: Giovanni; Fabrício, Ferreira, Diego Giaretta e William Matheus; Fernandes, Ricardinho, Inácio; Rondinelly, felipe Amorim e Diego Cardoso
Técnico: Osmar Loss

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.