São Paulo desiste de reforços e só contratará em 2016

Os esperados reforços do São Paulo para o resto do Brasileirão não vão existir. A diretoria do clube não encontrou alvos possíveis no mercado e desistiu de contratar, mesmo com o pedido do técnico Juan Carlos Osorio por pelo menos mais um zagueiro e mais um atacante. Agora, o São Paulo dependerá apenas do atual elenco para disputar o campeonato nacional e a Copa do Brasil.

“Não vai trazer ninguém. Ninguém. Não, não tem nenhum jogador previsto. Elenco está fechado, é esse o elenco. Nós só vamos pensar em contratações no ano que vem. Esse ano é esse elenco que está aí, vamos nos virar com o que nós temos”, disse o vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro, ao UOL Esporte.

A insatisfação de Osorio pela desmontagem do elenco do São Paulo ficou nítida há três semanas, quando o treinador cogitou pedir demissão para trocar o Morumbi pela seleção do México. Na ocasião, Osorio foi demovido da ideia em conversa com Gil Guerreiro. O técnico se incomoda porque, quando foi contratado, ouviu que o clube venderia apenas Rodrigo Caio, e em dois meses perdeu oito jogadores. Mesmo assim, hoje afirma que não há possibilidade de sair.

Para Ataíde Gil Guerreiro, hoje o São Paulo ainda tem um bom elenco, que pode competir contra os melhores do Brasil. “Acho que tem um bom elenco, continua sendo forte”. O técnico, no entanto, já afirmou que seria difícil competir depois das movimentações de saída na última janela europeia de transferências.

Foram oito jogadores que saíram, mas Osorio lamenta especialmente cinco deles, que, para o técnico, seriam titulares do time ideal: os zagueiros Paulo Miranda, Rafael Toloi e Dória, e os volante Denilson e Souza. O treinador compreende a saída de Boschilia porque foi a única proposta que de fato trouxe dinheiro ao São Paulo – clube recebeu R$ 24,3 milhões do Monaco, da França à vista – e liberou Jonathan Cafu e Ewandro para saírem. Entende, no entanto, que o prejuízo esportivo das outras cinco saídas foi inferior ao benefício financeiro.

Foram motivos financeiros que causaram o desmanche. O São Paulo chegou a dever quatro meses de direito de imagem para o elenco no início de 2015. Teve de atrasar os pagamentos aos atletas porque paga R$ 8 milhões mensais entre amortizações e encargos de dívidas bancárias.

Para amenizar os problemas de elenco, a diretoria são-paulina contratou o zagueiro Luiz Eduardo, do São Caetano, e o atacante Rogério, do Vitória, por indicações da comissão técnica. Osorio esperava que outros reforços de séries inferiores fossem contratados, mas Ataíde Gil Guerreiro afirma que o clube escolheu não arriscar mais.

“Se tivesse aparecido alguém assim, diferenciado, teríamos ido atrás. Mas não tem ninguém no mercado. Para arriscar, já arriscamos com Luiz Eduardo e com o Rogério, que deram certo”, diz o dirigente.

 

Fonte: Uol

5 comentários em “São Paulo desiste de reforços e só contratará em 2016

  1. Tendenciosas não Valdelino! O clube anda derrapando a anos e desde que o Ganso vestiu a camisa tricolor nunca nos presenteou com nenhum título, custo benefício 0. Esse elenco precisa ser revisto, quanto a saída dos 8 jogadores, nenhum deles deixará saudades, tudo de regular para bom nada mais. Espero que com a saída de mais uma H-lera no final do ano como Pato, Ceni e Luis Fabiano o clube acerte em novas contratações para buscar a Libertadores.

  2. É impressionante a quantidade de matéria criada pela imprensa e sempre vem das mesmas fontes. Temos que parar de ler estas matérias tendenciosas que não traz beneficio algum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*