São Paulo dá “tchau” ao Morumbi em 2016 contra o Grêmio e ainda sonha

O São Paulo se despede do Morumbi em 2016 no jogo desta quinta-feira, contra o Grêmio, às 19h30, pela 35ª rodada do Brasileirão. Como o estádio será palco do show do Black Sabbath, no dia 4 de dezembro, o Tricolor encara o Santa Cruz no Pacaembu, nessa mesma data. O desempenho em casa nesta temporada é de 13 vitórias, quatro empates e seis derrotas.

Para o duelo de agora, contra os gaúchos, o time paulista chega embalado pela goleada de 4 a 0 sobre o rival Corinthians, no último dia 5, jogo que afastou de vez o risco de rebaixamento. Por isso, há no clube uma esperança, mesmo que remota, de vaga na Taça Libertadores do ano que vem.

– A esperança é a última que morre. Vamos trabalhar para diminuir essa distância e tratar cada jogo como se fosse o último. O empate de Fluminense e Atlético-PR nos deu gás, mas precisamos fazer nosso papel. Não adianta o adversário perder e a gente tropeçar. Vamos fazer o nosso para chegar na colocação que merecemos – afirmou.

A situação agora é a seguinte: o São Paulo tem 45 pontos e aparece em zona intermediária da tabela de classificação. A combinação de resultados para chegar no G-6 é complexa.

Na partida contra o Grêmio, finalista da Copa do Brasil, a equipe de Ricardo Gomes vai apostar mais uma vez nos garotos da base. Como Kelvin se machucou na última partida, Luiz Araújo ganhará uma chance e jogará no ataque ao lado do amigo e também cria de Cotia David Neres. À frente, atuará o argentino Chavez, aliviado pelo final do jejum de gols.

O esquema 4-2-3-1 está mantido e resta apenas uma dúvida para definir a equipe: saber se Cueva joga ou não. O peruano disputou os dois jogos da seleção do seu país pelas eliminatórias da Copa de 2018 e está desgastado fisicamente. Será submetido a exames e só aí sua escalação será definida. Caso ele seja vetado, Ricardo Gomes escolherá o titular entre dois atletas que estão em baixa e que tiveram poucas chances no ano: Daniel e Jean Carlos.

Jean Carlos São Paulo (Foto: Marcelo Hazan)Jean Carlos pode ganhar uma chance na partida desta quinta-feira, contra o Grêmio, no Morumbi (Foto: Marcelo Hazan)

O primeiro, contratado em dezembro de 2014, ficou muito tempo afastado por lesões e, desde que reuniu condições de jogo, não agradou aos treinadores. Com Bauza, chegou a ser titular em quatro partidas consecutivas, mas não foi bem. Já Jean Carlos foi contratado durante o Brasileiro vindo da Série B. Canhoto, até agora praticamente não foi utilizado. A situação é complicada para um atleta que está emprestado até o final do Campeonato Paulista do ano que vem e quer mostrar serviço para ser contratado em definitivo.

Enquanto o time ainda luta por algo de positivo dentro de campo, a diretoria já deu início ao planejamento de 2017. Tanto que anunciou a contratação do atacante Wellington Nem, que atuará por empréstimo de uma temporada. Os planos são audaciosos e a meta é contratar mais três protagonistas.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*