São Paulo chega ao Peru e Michel se diz pronto para ‘assumir a bronca’

A delegação do São Paulo já está alocada no Hotel Casa Andina, em Trujillo, no Peru. Após um atraso de uma hora na previsão inicial, o elenco do Tricolor Paulista encerrou a viagem. Michel Bastos foi o único a conversar com a imprensa e garantiu que em nenhum momento da pré-temporada cogitou deixar o São Paulo. Capitão na primeira partida da equipe sem Rogério Ceni, o camisa 7 garantiu estar pronto para as cobranças que virão ao longo do ano.

– Surgiram algumas coisas, mas acho que tanto eu quanto o São Paulo não pensamos na hipótese. Fiquei feliz com as oportunidades, mas a ideia sempre foi de permanecer, não de sair. Nem chegamos a discutir uma saída. Sei o quanto clube conta comigo para esse ano. Nada que tenha deixado minha cabeça embaralhada – disse o jogador, para logo completar:

– Uma honra ser o primeiro capitão depois de tanto tempo. A autoestima fica lá em cima, me ajuda e deixa feliz. Vou pensar no meu trabalho, dar meu melhor. Sei que nesse ano serei bastante cobrado, mas aceito isso, até porque sei que todos esperam muito do meu futebol. Vou fazer uma grande temporada.

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva e Ataíde Gil Guerreiro chegaram à cidade em um carro separado, junto com o técnico Edgardo Bauza. Os jogadores fizeram o processo de imigração ainda dentro do avião para acelerar as tratativas no aeroporto.

– Sobre o time deles, conheço muito pouco. A gente vai ter a possibilidade agora de ver alguns lances, o professor vai nos mostrar vídeos da equipe. O fato de ser capitão, independentemente da faixa, já tendia a ser um líder pela minha experiência e pela minha idade. Tenho que ajudar de alguma forma, mostrando minha liderança para comandar o time e orientar os mais novos – garantiu Michel.

O São Paulo estava preocupado com o desgaste que a longa viagem a Trujillo, no Peru, poderia causar no elenco antes da estreia. Tanto é, que o clube contou com a ajuda da patrocinadora Copa Airlines para fretar um voo e chegar direto à cidade, solução aprovada pelo capitão.

– Muito melhor. Mesmo tendo a possibilidade de vir direto, foram 5h30 e já foi algo muito cansativo. Foi bom ter vindo direto, a gente pôde dormir e descansar no voo. Foi legal, mais tranquilo depois de um jogo em que corremos bastante no fim de semana. Poder descansar no voo é importante, ainda mais antes de um jogo decisivo.

A partida contra o Cesar Vallejo acontece nesta quarta-feira, no Estádio Mansiche, às 21h45.

Fonte: Lance

2 comentários em “São Paulo chega ao Peru e Michel se diz pronto para ‘assumir a bronca’

  1. Problema do michel que ele fala muito e age de menos, reclama muito e tem joga muito, o dia que jogar pra valer vai se transformar em idolo e jogador essencial para o sao paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*