Rodrigo Caio celebra pré-lista e vê reservas à altura em sua ausência

O zagueiro Rodrigo Caio e o meia Paulo Henrique Ganso foram citados na pré-lista de 40 nomes elaborada pelo técnico Dunga para a disputa da Copa América Centenário, em junho, nos Estados Unidos. Contente pela lembrança e na expectativa por jogar tanto o torneio quantos as Olimpíadas, no Brasil, o defensor contou como recebeu a notícia e assegurou ter substitutos à sua altura no elenco tricolor.

“Algumas horas antes vinha conversando com meu pai no carro sobre isso, que poderia ter chance. Fiquei muito feliz, agradeço muito a Deus. Claro que ainda tem a lista final, mas só de ser lembrado é algo muito especial. Acredito que é fruto do meu trabalho e do time também, agora é continuar trabalhando e me dedicando para vir coisas melhores ainda”, contou, colocando como trunfo suas atuações nos amistosos da Seleção Olímpica.

“No momento que a gente estava conversando, eu estava almoçando com meu pai no shopping, comentei que sairia a lista de 40 nomes e ficaria muito feliz se viesse. As convocações para a Olímpica fizeram com que o professor Dunga confiasse em mim. Vou procurar trabalhar, seguir focado no meu clube e acredito que as coisas podem acontecer naturalmente”, observou o atleta.

Caso confirme sua ida aos dois torneios, Rodrigo desfalcaria o Tricolor em pelo menos nove rodadas do Campeonato Brasileiro. Apesar de enxergar como um problema o fato de prejudicar o clube que paga o seu salário, o titular da zaga ao lado de Maicon tratou com naturalidade a possibilidade de abrir espaço aos seus concorrentes.

“Por um lado ficamos tristes, mas Seleção é algo muito imporrtante na carreira de qualquer jogador. Se estiver entre os 23 que vão disputar a Copa América, terão jogadores que podem substituir à altura, podem ter certeza. O nosso grupo é muito qualificado”, explicou Rodrigo. Mesmo com o ânimo por estar na lista, ele deixou claro, no entanto, que sua principal meta é atuar nos Jogos Olímpicos.

“Espero estar, é um objetivo, sempre deixei bem claro. Disputar uma Olimpíada aqui no nosso país para nós jogadores vai ser uma experiencia muito boa”, analisou, sem se empolgar com o grupo sorteado para os brasileiros, formado por Iraque, Dinamarca e África do Sul.

“Se você for ver, realmente é teoricamente mais tranquilo, só que não dá para entrar achando que já ganhou. Estávamos esperando jogos tranquilos nos amistosos com Nigéria (derrota por 1 a 0) e África do Sul (vitória por 3 a 1 e tivemos problemas com isso, principalmente fisicamente. Confiamos, temos jogadores de muita qualidade e esperamos chegar o mais longe possível”, encerrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*