Reticente quanto à classificação, São Paulo já planejava retiro em Cotia

Pouca gente esperava que o São Paulo iria se classificar para a grande final do Campeonato Paulista. Ciente da superioridade do adversário das semifinais, o treinador Cuca era um daqueles que estavam um tanto quanto reticentes em relação ao possível sucesso de sua equipe no Allianz Parque. Passada a partida, o comandante tricolor revelou que já estava programando uma intertemporada em Cotia caso o elenco não avançasse no Estadual.

A intenção do treinador era promover uma espécie de retiro aos jogadores e fazer a preparação para a estreia do São Paulo no Campeonato Brasileiro, no próximo dia 27 de abril, contra o Botafogo, no Morumbi. O torneio por pontos corridos, inclusive, era tratado como a prioridade de Cuca em 2019.

“Eu já tinha programado na minha cabeça, ia trabalhar três semanas para preparar o jogo contra o Botafogo. Ia dar uma saída para Cotia, já tinha tudo planejado na minha cabeça, porque nosso projeto maior era o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil”, revelou Cuca.

Entretanto, com a classificação para a final, algo que não acontecia havia 16 anos – em 2005 o Estadual era disputado em pontos corridos -, o planejamento mudou, e a comissão técnica garante que o título paulista passa a ser o grande objetivo.

“O projeto maior passa a ser a final do Paulista, que vai te condicionar também a iniciar forte o Brasileiro. É melhor estar competindo do que apenas treinando. Tem jogadores contratados que não vão poder jogar [a final], mas tem o lado positivo, que é o astral desse pessoal. Só estando lá para saber a alegria que esses meninos estão. O torcedor tricolor tem todos os motivos para estar muito feliz com a equipe”, concluiu Cuca.

2 comentários em “Reticente quanto à classificação, São Paulo já planejava retiro em Cotia

  1. A maior preocupação é tornar o time definitivo; isto é, termos um time para jogar vários anos seguidamente; não ficar aquela coisa de, após cada campeonato/temporada, ficar mercadejando, sem nunca criar um vínculo jogador/clube/torcedores.
    Também falta garimpar outros meninos que estão “voando” no sub20 e colocá-los pra jogar. Só assim o S.Paulo poderá pagar suas dívidas e voltar a ser importante no cenário mundial de futebol.
    Quem sabe daqui a 15 dias estaremos todos muito felizes comemorando um título, mesmo que regional? Vai servir para sentir um “gostinho”!!!

  2. Finalmente, a produção MADE IN COTIA começou a justificar todo o investimento que foi feito lá no CT, desde os tempos do Diretor Administrativo, Paulo Elysio de Andrade, o grande idealizador desse projeto. Um abraço grande Paulo Elysio, que “partiu antes do combinado”, mas deixou seu legado como grande são-paulino que foi. Agora torço para algumas outras pratas da casa também tenham oportunidade para mostrar seus talentos. Walce e Toró logo já estarão brilhando… finalmente, temos um time para torcer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.