Pressionado, São Paulo pega o River para se recuperar na Libertadores

O São Paulo terá que valer seu apelido de “clube da Fé” para renascer na Libertadores nesta quinta-feira, às 19h30, diante do River Plate, no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. Depois de perder para The Strongest por 1 a 0, no Pacaembu, na estreia da fase de grupos do torneio sul-americano, a equipe comandada pelo técnico Edgardo Bauza enfrenta o atual campeão. Uma nova derrota deixará o Tricolor em situação delicada. Isso porque os argentinos iriam a seis pontos, mesma pontuação dos bolivianos, enquanto os brasileiros seguiriam com zero.

O problema é que a equipe chega ao jogo decisivo cheio de problemas. A derrota por 3 a 1 para o São Bernardo, no último sábado, pelo Paulistão, acabou com a paciência da torcida, que xingou os jogadores e o técnico Edgardo Bauza. As principais peças da equipe não estão jogando bem, o que rendeu um cobrança pública da diretoria na manhã da última terça-feira. Para alcançar a reabilitação, o treinador apostará na base das últimas partidas.
Na Libertadores, o River Plate vai muito bem, já que em seu único jogo, goleou o Trujillanos, da Venezuela, por 4 a 0. Mas no campeonato argentino, a equipe também é alvo de críticas. Após seis rodadas, ocupa a oitava colocação, com oito pontos, seis a menos que o líder Rosario Central. Por isso, a ordem é buscar a vitória para acabar com os questionamentos.

O chileno Julio Bascuñan apitará a partida, auxiliado pelos compatriotas Francisco Mondria e Marcelo Barraza. O SporTV transmite a partida ao vivo, com narração de Jota Júnior e comentários de Maurício Noriega. O GloboEsporte.com fará o acompanhamento em tempo real, a partir das 18h30.

HEADER escalacoes 690 (Foto: Infoesporte)

River Plate: o técnico Marcelo Gallardo tem alguns desfalques para a partida. Dois de seus principais jogadores, Maidana e Pisculichi, estão machucados, assim como o zagueiro reserva Balanta. Recuperado de lesão, o meia D’Alessandro ficará como opção no banco de reservas. A equipe jogará com: Barovero; Casco (Mercado), Mercado (Ponzio), Mammana e Vangioni; Nico Domingo, Ponzio (Lucho Gonzalez) e Nacho Fernandez; Driussi, Mora e Alario.

São Paulo: o técnico Edgardo Bauza ganhou um importante retorno para a decisiva partida: Michel Bastos, recuperado de lesão. O meia, porém, ficará como opção no banco de reservas. Na zaga, o treinador optou pela experiência e escalou Maicon e Lugano. O time entrará em campo com: Denis; Bruno, Lugano, Maicon e Mena; Hudson e Thiago Mendes; Centurión, Paulo Henrique Ganso e Carlinhos; Calleri.

header_quem-esta-fora_690 (Foto: Reprodução)

River Plate: Maidana, Pisculichi e Balanta (machucados)

São Paulo: Wesley (estiramento na coxa direita), Renan Ribeiro (realizou cirurgia de apendicite), Breno (tendinite no joelho direito), João Paulo (fratura por stress), além de Daniel e Wilder (não relacionados por opção da comissão técnica).

 

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Pressionado, São Paulo pega o River para se recuperar na Libertadores

  1. Tenho medo de nossa zaga: gostaria de jogar com três zagueiros ou o Rodrigo Caio no Lugar do Carlinhos para dar maior proteção ao meio campo, deixando o Tiago Mendes menos sobrecarregado para poder chegar mais ao ataque com seus chutes de fora da área. Mais, de um jeito ou de outro, é o que temos e ponto. Vamos com a escolha do treinador, como deve ser, e esperemos que ele esteja certo…

  2. joguem com alma , vontade de acertar e organização tática que eu garanto mesmo perdendo hoje a gente se classifica e vai fazer um grande segunda fase e as finais do paulista

    estou de olho para vê se os jogadores vão fazer o que o treinador falou e se o treinador sabe mesmo arma um time .

    de que é a culpa desse futebol ruim do soberano? jogadores ou treinador? hoje teremos a resposta .

    pra sempre soberano

  3. perguntinha para esse jornalista do (globo faz você de bobo)

    porque pressionado ? os outros 12 pontos faz o que com eles ?

    porque você não fala em crise nas frangas ?

    cuidado a (globo faz você de bobo junto com 98% da imprensa nojenta )

    pra sempre soberano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*