Presidente da Conmebol elogia Rodrigo Caio por fair play

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, elogiou a atitude que Rodrigo Caio teve durante clássico contra o Corinthians, no último domingo. O são-paulino avisou o árbitro Luiz Flávio de Oliveira que havia sido ele o responsável pelo pisão no goleiro Renan Ribeiro, e não o atacante Jô. Isso levou Oliveira a cancelar o cartão amarelo do corintiano, que ficaria fora da próxima partida, domingo, em Itaquera.

A atitude dividiu opiniões. No São Paulo mesmo, houve quem discordasse da atitude do zagueiro. Já o presidente da Conmebol diz que o que Rodrigo Caio fez deve servir de exemplo.

– O fairplay não é clássico (comum), ainda mais num clássico. Para mostrar àqueles que ainda não são profissionais. Obrigado, Rodrigo Caio – postou Domínguez.

Fonte: Globo Esporte

8 comentários em “Presidente da Conmebol elogia Rodrigo Caio por fair play

  1. Parabéns, Rodrigo Caio: você é um menino bom; um exemplo a ser seguido. Tivesse um filho criança ou adolescente seria você que eu apontaria como o “craque” a ser seguido! Levante a cabeça; você fez o certo! Que gosto fica quando ganhamos desonestamente. O que você fez foi muito diferente de marcar um gol impedido; afinal, o jogador não tem como saber se está impedido no momento da jogada. Neste caso não: você tinha certeza de ter pisado o colega. Parabéns!
    Vergonha, entretanto, deveriam ter o treinador RCeni e seu parceiro de zaga, o Maicon, que se constrangeram em defender o certo: sua atitude de far play. Eles e não você deveriam se sentir envergonhados pela covardia (a menos que sejam daqueles que, pra ganhar, vale tudo: até serem desonestos). A atitude do Maicon me surpreendeu, eu o tinha como mais franco nas suas posições: alguém que assume suas posições independentemente do que pensa a “galera”. O RCeni não me surpreendeu, já que ele nunca foi de assumir erros, como agora, quando o time joga sem nenhum esquema tático e ele vive tentando tapar o sol com a peneira citando a tal posse de bola como se fosse alguma coisa que trouxesse alguma vantagem ao time ao invés de marcar gols.
    Você é o cara Rodrigo Caio! Espero que, caso volte acontecer semelhante fato com você, sua atitude seja a mesma!
    Melhor que ser o grande jogador que você é, é ser o grande homem que você tem demonstrado ser!!!

  2. Lendo e relendo as declarações (talvez insanas) referente ao episódio “Rodrigo Caio/Jo”, me lembrei da famosa citação do grande jurista Ruy Barbosa “De tanto ver
    triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”
    Lembraria outra citação “Um nobre exemplo torna fácil a ação difícil”. Se os declarantes citados assistissem partidas de voleibol e tênis, veriam esse mesmo “fair play” várias vezes e não ficariam “horrorizados” com tal gesto. Parabéns Rodrigo, além de grande zagueiro, um grande caráter.

  3. Não podemos confundir a ética e moral nas nossas vidas privadas com o jogo de futebol. Jogo é jogo e é pra ser jogado. Jogo é pra ganhar. E existe um árbitro para aplicar as regras. O árbitro não foi enganado. Ele aplicou a regra conforme o discernimento dele no lance. Futebol é para jogador “malaco”, não para bonzinho ou bom moço. Rodrigo Caio é jogador de condomínio sim, como já disse o assessor da presidência um tempo atrás. É jogador comum. Esse tipo de atitude explica o comportamento de nosso time já há alguns anos. Falta alma de competição. Espero que nosso rival não ganhe o próximo jogo com gol de Jô. Aliás, o Jô fez falta no lance com RC e no 1º jogo do campeonato nosso rival venceu com penal inexistente sofrido sobre ele. Entende a diferença?

  4. Você agindo corretamente não vai consertar o mundo, mas haverá um desonesto a menos. Não parabenizo o Rodrigo Caio por ter agido corretamente é o mínimo esperado.

  5. O zagueiro de condomínio que ganha e muito para defender o SP, mas dentro de campo defendeu um rival!

    Parabéns pela falta de vontade de vencer! A cara de Cotia, come e dorme e não sente a derrota!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*