Pratto silencia após clássico para dar voz e confiança a jovens do elenco

Nas últimas semanas, após três eliminações seguidas na temporada (Paulistão, Copa do Brasil e Sul-Americana), os jogadores do São Paulo têm insistido em um tema: a união do grupo. No sábado, logo após a vitória por 2 a 0 sobre o Palmeiras, ainda no gramado do Morumbi, Pratto deu uma demonstração de que isso pode estar acontecendo de verdade, e não ser apenas papo de boleiro.

Assim que o juiz apito o fim do clássico, o atacante argentino, de 28 anos, recusou-se a falar com os jornalistas antes de descer para o vestiário. O motivo: ele queria que “os meninos” fossem exaltados.

– Não vou falar, não quero falar. Eu falo quando (a situação) estiver ruim. Agora eu quero que eles falem… Eles jogaram muito – disse Pratto, referindo-se a Marcinho, de 21 anos, autor da assistência para ele no primeiro gol, e Luiz Araújo, de 20, que recebeu dele o passe para o segundo gol.

Pratto comemora o primeiro gol tricolor no Morumbi, no sábado (Foto: Marcos Ribolli)

Pratto comemora o primeiro gol tricolor no Morumbi, no sábado (Foto: Marcos Ribolli)

Pratto foi o capitão tricolor no clássico válido pela terceira rodada do Brasileirão. Nem a volta de Maicon, ausente na partida contra o Avaí e que costuma usar a faixa, tirou do centroavante o símbolo da liderança do grupo tricolor no clássico.

No dia seguinte ao empate contra o Defensa y Justicia, que tirou o São Paulo da Sul-Americana, foi o atacante que deu entrevista coletiva no CT: pediu desculpa à torcida e confessou que os jogadores estavam sem confiança.

Para a diretoria tricolor, Pratto tem o perfil ideal de atleta para o elenco que quer formar: além das qualidades técnicas, dedica-se ao extremo em campo, sentindo os momentos ruins, e exerce uma liderança positiva fora das quatro linhas.

No sábado, ainda no gramado do Morumbi, Marcinho afirmou que a vitória era para “convencer” –.

Na saída do vestiário, quem conversou com os jornalistas foi Luiz Araújo:

– Estou muito feliz por ter voltado a marcar no Morumbi, em dois jogos seguidos. Isso dá moral e renova a confiança para seguir firme no Brasileiro – disse o atacante, que já tinha feito gol contra o Avaí, na segunda-feira passada, após amargar uma seca de mais de dois meses.

Ao deixar o Morumbi, Pratto também não falou com a imprensa, para manter a tática de dar voz aos jogadores mais jovens do elenco. Com experiência e silêncio, parece que a confiança tricolor está sendo retomada.

Fonte: Globo Esporte

6 comentários em “Pratto silencia após clássico para dar voz e confiança a jovens do elenco

  1. Só por causa de um jogo. Grande coisa. Este cara até gol contra fez. De que adianta ganhar do Palmeiras agora? Só míseros três pontos. Quando era para ganhar pipocou. Perdeu em casa para Cruzeiro e Corinthians. São Paulo parecendo time pequeno. Lamentável. Há dez anos atrás estávamos ganhando o bicampeonato brasileiro, quatro anos sem perder do Corinthians e rindo do seu rebaixamento. Hoje só decepção.

  2. Critiquei a compra do Pratto, quando aconteceu. Não critiquei a qualidade técnica do jogador; critiquei o preço pago por ele, num momento de péssimas finanças do clube e porque achava que o problema não era de centroavante; afirmei que, com o time criando, qualquer um colocaria as bolas pra dentro, e não errei quanto a isto, já que o Gilberto, que vinha mal com todo o time, disparou a fazer gols. Agora, entretanto, me penitencio: não é só a qualidade do jogador; é também, e principalmente, pela sua qualidade moral; sua liderança em campo; dedicação ao grupo; transparência nas entrevistas (e agora até por deixar de dá-las). Pode não vir a ser o craque do campeonato, mas é o cara certo para o lugar necessário. Com ele em campo o S.Paulo muda pra melhor seu status…

  3. Concordo, Pratto além de tecnicamente ser um excelente jogador também está mostrando ser um ótimo caráter e comprometido com seu clube e com seus companheiros. Melhor contratação nos últimos tempos, desde de Raí não via alguém com esse tipo de liderança além de Rogério Ceni.

  4. Antes eu achava ele um excelente jogador. ..

    Agora além de um excelente jogador tem meu repeito pelo carácter e espírito de grupo!!!!!

    Jogadores assim que precisamos!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*