Por atrasos, Pato entra na Justiça para rescindir com o Corinthians

O atacante Alexandre Pato recorreu à Justiça do Trabalho para tentar receber cerca de dez meses de direitos de imagem em atraso com o Corinthians. A ação do atacante pede o encerramento do contrato entre ele e o Timão, válido até o fim de 2016. Pato está emprestado ao São Paulo até o fim de 2015 – o clube tricolor também lhe deve três meses de parte dos direitos.

A juíza Maria Alice Severo Kluwe indeferiu a ação porque não poderia prosseguir com o pedido sem ouvir as partes envolvidas. Os dois clubes foram informados sobre a ação e têm um prazo de 72 horas para apresentar provas de que não há atraso nos pagamentos ao jogador. A possível rescisão também encerraria o vínculo de Pato com o São Paulo.

O Corinthians alega que pagou nos últimos dias os dez meses de direitos de imagem em atraso, que totalizam cerca de R$ 4 milhões. O departamento jurídico do clube alvinegro prepara sua defesa afirmando que tais direitos não podem ser reivindicados na esfera trabalhista.

Pato recebe R$ 800 mil mensais, e cada clube paga metade dos vencimentos. A parte do Corinthians é totalmente referente a direitos de imagem. A parcela do São Paulo inclui cerca de R$ 300 mil de salário em carteira, mais R$ 100 mil em imagem. O clube do Morumbi também vai preparar sua defesa.

– O São Paulo foi notificado agora à noite e tem 72 horas para apresentar seus documentos. É o que vamos fazer – disse o diretor jurídico Leonardo Serafim.

O advogado João Henrique Chiminazzo é quem acompanha a ação por parte de Alexandre Pato. Para ele, foi normal a juíza ter indeferido o pedido neste primeiro momento.

– Mais de 60% do salário dele é em direitos de imagem, justamente para burlar direitos trabalhistas. A decisão já era esperada, porque não consigo fazer prova de que os clubes não pagaram. Ela concedeu um prazo para que os clubes apresentem comprovante de pagamento dentro do prazo estipulado, até o ingresso da ação – afirmou Chiminazzo.

A diretoria do Corinthians insiste que pagou tudo o que deve a Pato. Em entrevista ao canal Fox Sports, porém, o presidente Roberto de Andrade alegou que os direitos de imagem do jogador são repassados a uma empresa que cuida de sua carreira.

– O direito de imagem do Pato é de uma empresa, não é dele. Mas está tudo quitado. Estava em atraso, mas está tudo quitado. Pato vendeu os direitos de imagem dele quando tinha 16 anos, para uma empresa inglesa – explicou Roberto de Andrade.

 

Fonte: Globo Esporte

6 comentários em “Por atrasos, Pato entra na Justiça para rescindir com o Corinthians

  1. Se o tricolor oferecer mais de 200 mil para renovação com o Pato, é porque tem outros interesses ocultos. Jogador mediano. Nada melhor do que Joanderson, João Paulo ou Luis Araujo que devem ganhar 5% do que ele ganha e, com certeza, produzirão a mesma coisa, no mínimo…

  2. Acho que não entendemos bem, ele não quer rescindir com o São Paulo, acho que com as Galinhas. Ao São Paulo apenas entra no processo, pois estamos também ligados em partes. Mas se pedir também o desligamento, pode ir sem problemas, aliás é tempo para fecharmos com algum bom atacante sul-americano que resolva de verdade!!!

  3. Uma pena perder um pato cheio de penas. Gosto do seu futebol. Mas, até agora, não convenceu ninguém. Não merece o que ganha. Seu futebol é para 300 mil por mês. no máximo. Ele não pode jogar só com sua fama. Tem de apresentar bom futebol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.