Péssimo visitante, São Paulo tenta reverter currículo contra o Sport

O São Paulo está perto de conquistar uma vaga na Libertadores, mas ainda não encantou no Campeonato Brasileiro. O time luta contra a fraca campanha como visitante, semelhante a de times que figuram na zona do rebaixamento, para embalar no torneio e vencer o Sport, neste sábado, na Ilha do Retiro.

Para se ter uma ideia do quanto o desempenho do São Paulo fora de casa é fraco, seu índice se assemelha ao aproveitamento total das equipes que lutam contra a degola.

Dos 55 pontos que soma na tabela, o São Paulo conquistou apenas 15 fora de casa. São quatro vitórias, três empates e nove derrotas em 16 jogos. O desempenho longe de seus domínios é de apenas 31%.

Palmeiras e Sport, que figuram na zona da degola, têm 33% e 34% de aproveitamento, considerando o desempenho total no campeonato. Apenas o lanterna Atlético-GO e o penúltimo colocado Figueirense têm campanha inferior – 23% e 29% de rendimento, respectivamente.

O técnico Ney Franco demonstrou preocupação com a situação e sabe que e preciso melhorar os números para galgar posições melhores no torneio. Neste sábado, o time já ganhou um alerta do comandante para enfrentar o Sport.

“Poderíamos estar em uma situação melhor no campeonato se tivéssemos um desempenho melhor fora de casa, temos ido muito abaixo do que podemos. Temos três jogos em casa e três fora. Nos nossos mandos de campo precisamos manter a média desse campeonato e longe do Morumbi precisamos pontuar. É assim que precisamos pensar”, disse.

Ney Franco usa como modelo o jogo contra o Vasco. No último dia 10, o Tricolor enfrentou os cariocas em São Januário e teve amplo domínio na partida, conquistando uma vitória por 2 a 0. O resultado foi fundamental para as pretensões do São Paulo no campeonato.

“Nossa referência é o jogo contra o Vasco, especialmente o primeiro tempo. Conversamos muito sobre isso e é assim que queremos ver a equipe contra o Sport. Uma marcação avançada e que tenha a competência de roubar a bola, defender com força e saber jogar com essa transição para o ataque. Até porque o Sport vem de duas vitórias e mudou um pouco sua maneira de jogar e fortaleceu extremamente o lado direito. Precisamos tomar cuidado com isso”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*