Perseguido por tricolores, Michel Bastos falha em gol de Pratto

Michel Bastos reencontrou a torcida do São Paulo neste sábado após deixar o clube no fim do ano passado pela porta os fundos. Alvo de duras críticas por conta de sua conduta fora das quatro linhas, o jogador foi hostilizado desde que subiu as escadas do vestiário para fazer o aquecimento em campo e teve de lidar com as provocações vindas das arquibancadas durante os 90 minutos.

Essa foi a primeira vez que Michel Bastos atuou com a camisa do Palmeiras no Morumbi. Ele já havia enfrentado o São Paulo neste ano, na vitória por 3 a 0 válida pelo Campeonato Paulista, no entanto, o clássico foi realizado no Palestra Itália e contou apenas com torcedores palmeirenses.

“Não incomoda, já era esperado. Acho que isso faz parte, até porque é normal torcedor desestabilizar. Faz parte do futebol”, disse Michel Bastos antes do início da partida.

Após os insultos preliminares, Michel Bastos recebeu recorrentes vaias durante o clássico. Toda a vez que o jogador finalizava ou se apresentava para uma troca de passes o barulho vindo das arquibancadas se fazia presente.

Embora tenha tido um desempenho satisfatório no primeiro tempo do Choque-Rei, Michel Bastos acabou falhando no segundo tempo. Depois da torcida pegar tanto em seu pé, o jogador que neste sábado atuou como lateral-esquerdo deixou Lucas Pratto receber a bola livre em suas costas e arrematar a gol, abrindo o placar no Morumbi.

Após a vitória por 3 a 0 do Palmeiras sobre a sua ex-equipe em março deste ano, Michel Bastos se emocionou e fez um desabafo à imprensa por conta do tratamento que recebeu no São Paulo, sendo, inclusive, deixado de fora dos planos do Tricolor em alguns jogos. O jogador também foi agredido na invasão da Torcida Independente ao CT do clube em agosto do ano passado e desde então sua permanência no Morumbi ficou insustentável.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Perseguido por tricolores, Michel Bastos falha em gol de Pratto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*