Pedidos por Ney, Denilson e Luis Fabiano têm futuro incerto no Tricolor

Ney Franco já falou publicamente, já pediu em reuniões com a diretoria e já conversou com a dupla: ele quer contar com Denilson e Luis Fabiano no elenco para o segundo semestre. Até agora, no entanto, nada do que o treinador fez surtiu efeito. O volante e o atacante têm futuro incerto no Morumbi, assim como o técnico.

A dupla vive situações distintas. Denilson vai rescindir seu contrato com o Arsenal (ING) no próximo dia 30 de junho – mesma data em que se encerra o empréstimo ao São Paulo. Ele ainda não tem definido, porém, se ficará no Tricolor. Na última vez em que falou publicamente sobre o tema, mostrou total pessimismo. Disse no último dia 25 que, se ninguém o procurou, é porque não ficará. Nesta semana, o São Paulo irá se reunir com o jogador para definir a situação. Ele já tem propostas de clubes do Brasil e do exterior.

Na avaliação da diretoria, a rescisão de Denilson com o Arsenal tem prós e contras para o São Paulo. Se por um lado poderá contratar o atleta sem gastar nada para adquirir os direitos econômicos, por outro sabe que terá de firmar vínculo por pelo menos três anos – com luvas de contrato – com um jogador que não agrada a todos na diretoria.

No caso de Luis Fabiano, já foi dito ao jogador que o São Paulo aceitará uma boa oferta, e que ele deverá pensar e analisar se este não é o momento de deixar o Morumbi. O camisa 9 se incomodou com a situação, vê a diretoria forçar sua própria saída, e admite que poderá sair do clube.

Publicamente, Ney Franco disse que Denilson é o melhor volante do Brasil, e que o São Paulo não achará um centroavante com a mesma qualidade de Luis Fabiano dentre as atuais opções no mercado. Os argumentos, porém, não convenceram os dirigentes tricolores. Na diretoria, a pressão é grande pela demissão do treinador, que resiste pela defesa do diretor Adalberto Baptista. Em julho, algumas dessas caras podem não estar no Morumbi.

JOGADORES QUE DIVERGEM OPINIÕES ENTRE NEY FRANCO E DIRETORIA

Juan
Ney pediu a reintegração do lateral desde o início do ano, mas só foi atendido após os afastamentos. Antes, diretoria preferiu investir em Cortez e Carleto.

Douglas
Vilão para a torcida, teve de jogar no ataque por conta da falta de opções para o setor. Ney pediu à diretoria mais atacantes, e acabou sem opções para as pontas.

Ganso
Qual treinador não gostaria de tê-lo? Mas Ney teve de encaixá-lo no 4-2-3-1 que já tinha Jadson como protagonista no meio de campo. Camisa 10 teve de ir à ponta.

Fabrício
Contratado para ser um dos líderes do elenco, desagradou ao técnico exatamente por este motivo. Foi incluído entre os sete afastados por pedido de Ney Franco. Diretoria, no entanto, não quer vendê-lo. Procura o empréstimo para aproveitá-lo em 2014.

Denilson
Para Ney, o melhor volante do Brasil. Se fosse assim para a diretoria, já teria acordo firmado para defender o São Paulo no segundo semestre e nos próximos anos.

Luis Fabiano
Está à venda e sente-se forçado pela diretoria a deixar o São Paulo. Ouviu de Ney Franco pela imprensa e em particular que tem aval para ficar. Tem futuro indefinido.

 

Fonte: Lance

4 comentários em “Pedidos por Ney, Denilson e Luis Fabiano têm futuro incerto no Tricolor

  1. Olha só essa do Ney Franco, além de não contente em não ter dado um padrão tático ainda quer que fiquemos sem um atacante de verdade, que jogue bola e NÃO DEIXE O TIME SEMPRE NA MÂO!
    A cada dia grande parte da torcida se convence que Fabuloso só joga com o nome e quando quer! Vira logo essa página!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.