Para disputar semifinal, Kardec programa tratamento até de noite

O são-paulino Alan Kardec passará por uma radiografia na manhã desta sexta-feira para saber a gravidade do trauma no tornozelo direito. A princípio, as duas duras divididas no jogo em Medellín não resultaram em fratura, mas sim em um entorse de grau 2, o que o deixou confiante na possibilidade de jogar a partida de volta contra o Atlético Nacional.

“Estou muito otimista, melhorou bastante de ontem para hoje”, disse o atacante, que surgiu no saguão do Aeroporto de Guarulhos, no início da madrugada desta sexta-feira, caminhando com apoio de muletas. “Mas, ontem, eu não conseguia nem apoiar o pé no chão. Já consigo apoiar um pouco. O inchaço diminuiu, a dor também. Continuarei o tratamento que iniciei lá e fiz também durante o voo”.

O tratamento (à base de anti-inflamatório, crioterapia e eletroterapia) será intensificado nos próximos dias – e noites, conforme o jogador. “De manhã, de tarde, de noite, na hora que for possível, para estar recuperado o mais rápido possível”, sorriu, a passos lentos.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net

Atacante foi substituído antes até do intervalo, depois de levar a pior em duas divididas duras em Medellín

Kardec machucou o tornozelo em duas faltas no primeiro tempo, a primeira delas cometida pelo goleiro Franco Armani, fora da área, e nem sequer assinalada pela arbitragem. “Foi a mais forte. A segunda foi só para terminar de me tirar do jogo”, ironizou o brasileiro, cuja escalação na próxima quarta-feira, no Morumbi, dependerá de evolução significativa.

Auro Rayel, médico que acompanhou a delegação, voltou da Colômbia satisfeito pela melhora no quadro clínico, porém não soube precisar quando o atleta estará novamente à disposição. ” Não fizemos o raio-X ainda, mas me parece que não tem nada. À primeira vista, foi só entorse mesmo. Agora, nós temos que acompanhar o quadro”, explicou.

Certo é que o camisa 14 não estará em campo em Cuiabá, neste domingo, quando o São Paulo enfrenta o Santos. Além de ter se machucado, ele já não poderia atuar por ter que cumprir suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo no Campeonato Brasileiro.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*