Otimista, São Paulo leva a fé para o caldeirão do Atlético-MG

O São Paulo está bastante otimista para o confronto das 22h desta quarta-feira, no Independência. Mesmo precisando de um resultado que nenhum outro time conseguiu durante o último ano inteiro diante do Atlético-MG jogando no Independência, os paulistas chegam a Belo Horizonte com a confiança em alta e com apostas em Luis Fabiano e no bordão recuperado de “time da fé”.

O atacante volta após cumprir quatro jogos de suspensão e recebeu atenção particular por parte da comissão técnica para poder fazer a diferença em jogo que o São Paulo não contará com Lúcio e ainda não sabe se poderá contar com Osvaldo.

Tamanha confiança vem dos últimos confrontos com o Atlético-MG, quando Ney Franco considerou que sua equipe fez bons confrontos. Segundo ele, o cenário é perfeito para uma guinada são-paulina.

“Eu tenho passado para os jogadores que em algum momento isso (invencibilidade) vai cair no Independência. E a equipe que está mais próxima de conseguir esse feito é a nossa. Pelo recente confronto, por duas experiências de ter jogado aqui, pela forma como disputamos os jogos aqui e pela confiança que vi hoje pelo treinamento. Nós temos a equipe mais próxima de derrotar o Atlético-MG aqui”, disse Ney.
Para avançar, o time do Morumbi precisa vencer por dois gols de diferença ou por um, desde que consiga marcar pelo menos três tentos. Qualquer empate classifica os mineiros às quartas de final da Libertadores.

Do outro lado, o Atlético-MG adota máximo respeito ao São Paulo. Mesmo com a vantagem de poder perder de 1 a 0 para classificar, os jogadores não consideram o confronto encaminhado e não esperam usar o regulamento a seu favor. O discurso é ensaiado por comissão técnica e atletas.

“Mais um grande jogo, complicado, temos a sorte de jogar a favor da nossa torcida, com apoio da nossa torcida a gente acredita muito que pode fazer um grande jogo”, disse Ronaldinho Gaúcho que adota o discurso tradicional político.

Porém, o fator Independência é mais uma vez escalado pelos atletas para fazer o São Paulo sentir a pressão do caldeirão do horto. No estádio, o time mineiro não perde há 32 jogos, com 25 vitórias e sete empates. Já como mandante, são 46 jogos sem perder, com 32 triunfos e 14 empates. Os números mostram a dificuldade que o São Paulo enfrentará.

Nos 46 jogos em que está invicto como mandante, o time comandado por Cuca sofreu dois gols apenas em nove oportunidades, ou seja, 20,45% das vezes. Porém, dessas nove partidas, em seis oportunidades (66,66% do total), marcou dois tentos, situação que definiria a seu favor o confronto contra o São Paulo, na próxima quarta-feira.

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO-MG X SÃO PAULO

LOCAL: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
DATA: 8/5/2013, quarta-feira
HORÁRIO: às 22h (de Brasília)
ÁRBITRO: Roberto Silveira (Uruguai)
ASSISTENTES: Carlos Pastorino e Gabriel Popovits (ambos do Uruguai)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva (Gilberto Silva), Réver e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Diego Tardelli e Ronaldinho; Bernard e Jô.
Técnico: Cuca

SÃO PAULO: Rogério Ceni;  Paulo Miranda, Rafael Toloi, Edson Silva e Carleto; Wellington, Denilson, Jadson e Paulo Henrique Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano.
Técnico: Ney Franco

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*