O que Kaká já fez que Pato e Ganso ainda não conseguem fazer para Muricy

O São Paulo foi derrotado pelo Goiás, mas Kaká agradou tanto a ponto de surpreender o quase sempre turrão Muricy Ramalho. Não foram poucos os elogios do técnico ao novo astro do time após o jogo do último domingo (27). Mais do que o gol no revés por 2 a 1, algumas atitudes do camisa 8 encantaram o treinador. Principalmente ações que ele, Muricy, ainda considera que não viu de outras duas estrelas são-paulinas: Paulo Henrique Ganso e Alexandre Pato.

Abertamente em entrevistas ou em comentários mais velados, Muricy reclama do fato do camisa 10 não entrar na área nem marcar gols. De Pato, as queixas são sobre a falta de atitude e o fato dele não marcar saída de bola ou acompanhar o lateral.

Muricy fez questão de elogiar esses pontos em Kaká. Chegou até a afirmar que o astro, que terá passagem curta pelo São Paulo – menos de seis meses até ir para o Orlando City -, pode ensinar e influenciar os demais jogadores.

Entra na área, Ganso!

Desde quando assumiu o Santos, em 2011, Muricy Ramalho insiste que Ganso deve entrar na área, chutar mais e fazer gols. Que além de arco, precisa ser a flecha dos times que joga. Armar, lançar, mas também aparecer para concluir. Após o jogo contra o Goiás, o técnico elogiou justamente essa característica em Kaká. Na sexta-feira (25), o técnico tinha pedido isso para os dois meias.

“Os meias não podem ser só de transição, eles têm de entrar na área, surpreendendo, porque, quando esses jogadores vêm de trás, não dá para marcar. É nisso que insistimos com o Ganso, e o Kaká tem essa característica. Se o jogador não faz essa infiltração e nem vai para o lado do campo, é marcado. Esperamos que os dois façam o papel de armação e chegada, para fazerem gols, porque isso é importante demais”, afirmou, antes da estreia do camisa 8.

Depois do jogo, ficou claro quem, na opinião de Muricy, cumpriu a determinação. “A gente queria que ele (Kaká) entrasse na área, já que o Ganso tem dificuldade nisso. E quando o Kaká entrou fez o gol”, foi o recado do técnico.

Acorda, Pato!

Foi no banco de reservas do Serra Dourada que Alexandre Pato viu o início do jogo contra o Goiás. No segundo tempo, entrou no lugar de Ademílson. Até participou da jogada do único gol do São Paulo, mas parece não ter agradado tanto assim o técnico.

“Ele entrou até que bem. Finalizou”, disse Muricy, antes de completar. “Sabe que precisa se movimentar mais”.

O técnico cobra um Pato mais participativo. Algo que elogiou nos 90 minutos de Kaká. Segundo o treinador, o meio o surpreendeu justamente pela movimentação em campo, ajudando na marcação da saída de bola do rival.

“Ele mostra para os outros na prática. Ele vai ensinar muitos jogadores nossos nesse sentido. Ele mostra que você tem que marcar, ocupar espaços, se movimentar quando não está com a bola”, disse Muricy.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*