Nos pênaltis, São Paulo é eliminado do Paulista

O Corinthians está na final do Paulistão Chevrolet. Após um clássico morno com o São Paulo na tarde deste domingo, no Morumbi, o Timão contou com a estrela de Cássio na disputa por pênaltis. No tempo regulamentar, o jogo terminou empatado por 0 a 0.

O goleiro alvinegro defendeu a cobrança de Luis Fabiano e viu Paulo Henrique Ganso mandar por cima do gol. No lado do Corinthians, apenas Alessandro desperdiçõu ao mandar na trave.

Na final, o Corinthians enfrenta o Santos, que também se classificou nos pênaltis, no sábado, diante do Mogi Mirim. O primeiro será no próximo domingo e deve ser no Pacaembu, enquanto a decisão deve ser na Vila Belmiro, já que o Peixe terminou a primeira fase na melhor colocação. No entanto, os mandos de campo pertencem à Federação Paulista de Futebol, que terá reunião com os clubes nesta segunda-feira.

O JOGO

O primeiro tempo começou nervoso, com chegadas firmes e, como todo clássico decisivo, não faltou catimba de ambas as partes. Logo no início do jogo, Emerson Sheik dominou a bola perto da linha de fundo, e Carleto, o marcador, ficou ajeitando o cabelo enquanto o adversário pensava o que iria fazer na jogada.

Depois, foi a vez de Romarinho, sempre elétrico nas partidas, se desentender com Wellington. Eles se enroscaram e, quando estavam caindo, o atacante deu um pisão nas costas do são-paulino. Cartão amarelo para o jogador corintiano, que poderia até ter sido expulso.

Rafael Toloi também se desentendeu com Romarinho, e Luis Fabiano chegou a trocar empurrões com Paulo André. O jogo estava quente, mas sem ter lances perigosos aos gols de Rogério Ceni e Cássio.

Com a bola rolando, a etapa inicial foi muito equilibrada e sonolenta. O Corinthians pressionava a saída de bola tricolor, mas não conseguir criar boas chances. O São Paulo, por sua vez, parecia bem organizado taticamente e buscava as jogadas pelos lados.

E quem disse que não teve gols? Um para cada lado, mas ambos anulados corretamente por impedimento. O primeiro, aos 36, Luis Faviano recebeu de Jadson e empurrou para as redes. O outro foi do zagueiro Gil, que aproveitou a sobra após cobrança de falta.

O segundo tempo começou mais amarrado e menos “pegado”. O Corinthians trocava passes na intermediária e não conseguia a infiltração. No Tricolor, o meia Ganso buscava o jogo e tentava achar espaços na bem postada defesa alvinegra. Jadson também se movimentou bem, mas a equipe sentia a falta de Osvaldo, que caiu de mal jeito ainda aos 10 minutos da etapa inicial e foi substituído por Douglas.

O placar quase foi aberto em dois lances. Aos 12, após contra-ataque puxado por Guerrero, Emerson Sheik recebeu livre pelo lado direito e chutou firme. Rogério Ceni fez boa defesa e mandou para escanteio.

Aos 21, foi a vez de Cássio ter trabalho. Jadson cobrou falta e Paulo Miranda cabeceou estranho, mas a bola foi no cantinho. O goleito corintiano pulou para espalmar para escanteio.

E foram só esses dois lances de perigo. Os jogadores trocavam passes e procuravam não arriscar no ataque e deixar a defesa desprotegida. A disputa por pênaltis parecia de bom tamanho para as equipes e também para o juiz, que apitou o final de jogo aos 45 minutos em ponto.

Nos pênaltis, Rogério Ceni, Rafael Tolói e Jadson marcaram para o São Paulo, enquanto Ganso e Luis Fabiano desperdiçaram. Do lado corintiano, Douglas, Romarinho e Fábio Santos converteram antes de Alessandro mandar na trave. Mas Alexandre Pato anotou a última cobrança e garantiu a classificação.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0 (3) X (4) 0 CORINTHIANS

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 5/5/2013 – 16h
Árbitro: Antônio Rogério Batista do Prado (SP)
Assistentes: 
Anderson José de Moraes Coelho e Rogério Pavanelli Lanutto

Renda/Público: R$ 973.500 / 29.475 presentes
Cartões Amarelos: Rafael Toloi (SAO); Romarinho, Alessandro e Emerson (COR)
Cartões Vermelhos: 
GOLS: 

Pênaltis: Rogério Ceni (1-0); Douglas (1-1); Rafael Toloi (2-1); Romarinho (2-2); Ganso (2-2); Fábio Santos (2-3); Jadson (3-3); Alessandro (3-3); Luis Fabiano (3-3); Pato (3-4)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Edson Silva, Rafael Toloi e Carleto; Denilson, Wellington, Jadson e Ganso; Osvaldo (Douglas, 12’/1ºT) e Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco.

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Paulinho, Ralf, Emerson (Douglas, 37’/2ºT), Romarinho e Danilo; Guerrero (Pato, 19’/2ºT). Técnico: Tite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*