No Morumbi, São Paulo e Grêmio duelam para “entrar no campeonato”

O Atlético-MG desgarrou de seus concorrentes na liderança do Campeonato Brasileiro, iniciando a 16ª rodada na ponta com 35 pontos e um jogo a menos em relação aos seus concorrentes. São Paulo e Grêmio, que ainda pretendem brigar pelo título, precisam dos três pontos em confronto entre ambos às 16 horas (de Brasília) deste domingo, no Morumbi, para não começarem a se conformar com uma vaga na Libertadores.

“O líder já abriu dez pontos para nós, agora precisamos dos três pontos para igualar o Grêmio. Temos que dar um jeito de vencer”, afirmou Rogério Ceni. O anseio são-paulino é cumprir uma conta simples para chegar ao quarto lugar: ganhar por, ao menos, dois gols de diferença e torcer para que o Internacional não derrote a Ponte Preta no Beira-Rio.

Na zona que vale a classificação para o principal torneio continental, faixa que a diretora no Morumbi considera ser obrigação para o time ao final da liga nacional, o Tricolor paulista acredita ser possível manter a busca pelo título. A dificuldade está em lidar com os desfalques em mais uma partida decisiva.

Para se recuperar da derrota para o Fluminense, um baque na meta de chegar ao G-4, Ney Franco não poderá contar com Rafael Toloi, suspenso, Lucas e Bruno Uvini, que disputam as Olimpíadas, e Cañete, Fabrício, Wellington, Osvaldo e Luis Fabiano, todos machucados. Jádson ainda é dúvida, mas foi relacionado pelo treinador. O meia sofreu pancada no joelho direito contra o Fluminense, sente muitas dores, mas sua participação na partida ou não só deve ser definida no vestiário.

Luiz Pires/VIPCOMM

Rogério Ceni considera a vitória neste domingo uma obrigação depois da derrota para o Fluminense

Na escalação, uma das opções do técnico é manter o 3-5-2 com a entrada de Edson Silva e, no meio-campo, pode colocar Paulo Assunção, adiantando Denílson e ficando entre Maicon e Cícero na frente, caso Jádson seja barrado. No ataque, Willian José pode voltar caso o chefe abdique da improvisação de Cícero no setor. Uma alternativa menos provável é o 4-4-2 com a entrada de Paulo Assunção no meio-campo.

 

Independentemente da escolha, Rogério Ceni exige vitória em casa. “O Ney Franco no treino precisa encontrar a melhor formação para conseguirmos a vitória. Senão, fica difícil entrar no campeonato”, previu o goleiro.

O Grêmio vai ao Morumbi pensando em vitória, por três motivos. O primeiro é cumprir a meta de fazer quatro pontos nos dois jogos fora de casa (na quinta, a equipe empatou com a Ponte Preta). O segundo é não perder contato com os líderes da competição – tem sete pontos a menos do que o Atlético-MG. Por último, abrir distância para o São Paulo, um concorrente direto na luta por um lugar no G-4.

Para a partida deste domingo, Vanderlei Luxemburgo contará com o retorno do volante Fernando, que não atuou em Campinas devido a uma suspensão automática. Seu retorno vem em boa hora: Vílson, que o substituiu, sofreu uma lesão no ombro e não tem condições de atuar. O atacante Leandro, que não viajara com a delegação para São Paulo, foi chamado de Porto Alegre para compor o banco de reservas.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Vanderlei Luxemburgo projeta a conquista dos três pontos para cumprir a meta traçada na viagem a São Paulo

Mesmo com a baixa de um de seus reservas mais utilizados, o técnico não tem do que se queixar: o Grêmio enfrentará o São Paulo com todos os titulares que vêm fazendo a quarta melhor campanha do Brasileiro. A partida contra a Ponte agradou ao técnico pela atuação, mas não pelo resultado: “Jogamos para ganhar, mas nem sempre você vence quando entra para ganhar. Foram dois pontos perdidos”, lamentou.

 

O objetivo gremista é terminar o primeiro turno com 36 pontos para se manter na briga pelo título. Para tanto, a equipe precisará de mais oito pontos nos quatro jogos que restam até a metade do campeonato. Além do São Paulo, a equipe visita o Internacional e joga em casa contra Portuguesa e Figueirense.

Arte GE.Net

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X GRÊMIO

 

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 12 de agosto de 2012, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Kleber Lucio Gil (SC)
Assistentes adicionais: Marcos Andre Gomes da Penha (ES) e Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; João Filipe, Rhodolfo e Edson Silva; Douglas, Paulo Assunção, Denilson, Maicon (Cícero) e Cortez; Ademilson e Willian José (Cícero)
Técnico: Ney Franco

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Werley, Gilberto Silva e Pará; Fernando, Souza, Elano e Zé Roberto; Kléber e Marcelo Moreno
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*