No jogo 200 de Luis Fabiano, São Paulo tenta embalo contra Botafogo

A vitória sobre o Corinthians levou o São Paulo em alta ao segundo turno do Campeonato Brasileiro. Às 21 horas desta quinta-feira, a equipe recebe o Botafogo, naquele que será o 200º jogo de Luis Fabiano, com a expectativa de tentar o terceiro triunfo consecutivo na competição e se aproximar dos primeiros colocados da tabela.

Luis Fabiano foi o protagonista do clássico do fim de semana, tendo comandado a virada sobre o arquirrival ao balançar a rede duas vezes, chegando à marca de 147 gols, 22 deles neste ano. Artilheiro da temporada, ele terá atenção especial do departamento médico a partir de agora para não sofrer novas lesões – a última o deixou fora de campo por seis partidas.

Confirmado entre os titulares, o camisa 9 terá novamente a companhia do goleiro Rogério Ceni e do meia-atacante Lucas, outros nomes importantes para o último resultado positivo. “São três jogadores de qualidade. Quatro rodadas atrás, a gente olhava para o banco de reservas e não tinha opções. Com a volta desses três, também ganhamos opções no banco”, diz o técnico.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Atacante completará segunda centena de jogos com a camisa do São Paulo na noite desta quinta-feira

A formação titular só não será exatamente a mesma que derrotou o Corinthians por conta da volta de Cortez. O lateral esquerdo retorna de suspensão automática e deixa Paulo Miranda no banco. Sua aplicação nas atuações improvisadas até foi elogiada pelo treinador, contudo o beque deixa a escalação inicial por não haver espaço em seu setor de ofício, no qual Rafael Toloi e Rhodolfo têm sido a dupla de zaga.

 

As demais posições seguem inalteradas, o que dá mais tranquilidade a Ney Franco depois de longo período com desfalques e improvisações. Apesar de repetir o esquema com duas linhas de quatro, ele não descarta utilizar, quando for preciso, um esquema tático com três zagueiros. “Podemos variar, mas a gente espera a equipe jogue bem dessa forma”, avisa.

Por fim, o comandante são-paulino enaltece o adversário desta quinta-feira. “O Botafogo vem sofrendo recentemente com lesões, como é o caso do Andrezinho, mas é uma equipe forte e tem potencial para ir para o G-4 e conseguir vaga na Libertadores. Temos que encará-lo como um adversário direto”, analisa.

Treinador do Botafogo, Oswaldo de Oliveira sabe melhor ainda que o momento vivido por seu time não é dos melhores, porém igualmente confia, na pior das hipóteses, na classificação para o torneio continental. Mas sabe que, para isso, a melhora tem que começar agora.

“Continuo acreditando que podemos conquistar coisas boas. Não vamos encontrar facilidades, a começar por essa difícil partida contra o São Paulo. Só que é um jogo que, se conseguirmos ganhar, pode nos dar moral para a sequência de partidas. Vamos ao Morumbi pensando emvencer”, disse o comandante, acompanhado por Jefferson.

“O São Paulo está vindo de uma boa sequência e vai fazer de tudo para conquistar o resultado positivo. A tendência é que eles tentem tomar as rédeas do jogo e pressionem desde o começo. Vamos precisar de equilíbrio para fazer a leitura correta da partida e procurar ditar o ritmo. Temos que ter inteligência para construir a vitória”, receitou o goleiro.

As baixas na equipe carioca são muitas. O zagueiro Antônio Carlos (estiramento na coxa direita), os meias Fellype Gabriel (lesão na panturrilha direita) e Vítor Júnior (contratura na coxa direita) e o atacante Rafael Marques (entorse no tornozelo direito) seguem entregues ao departamento médico. O lateral direito Lucas (suspenso) e o meia Andrezinho (lesão no tornozelo direito) dão lugar a Lennon e Cidinho.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X BOTAFOGO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 30 de agosto de 2012, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves (RS)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Fábio Pereira (TO)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Paulo Assunção, Denilson, Maicon e Jadson; Lucas e Luis Fabiano
Técnico: Ney Franco

BOTAFOGO: Jefferson; Lennon, Brinner, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Amaral, Renato, Seedorf, Cidinho e Lodeiro; Elkeson
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Fonte: Gazeta  Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*