Ney revela lavagem de roupa com Lúcio

O técnico Ney Franco enfim vive um momento mais tranquilo na temporada como técnico do São Paulo. Após conquistar o título da Copa Sul-Americana no final de 2012, o treinador viveu fase conturbada no clube com a ameaça de eliminação precoce na Libertadores-2013, mas a vitória sobre o Atlético-MG que culminou com a classificação do time deu novo ânimo para o clube tricolor paulista.

Em entrevista ao jornal o Estado de S. Paulo, Ney Franco diz que houve sim uma lavagem de roupa suja entre ele e o elenco após o ‘caso Lúcio’, em que todos os jogadores do grupo aceitaram muito bem a reunião, e que sua decisão de deixar Ganso no banco até que o meia recuperasse sua melhor forma foi acertada.

“Com Ganso [que chegou a reclamar que queria ser titular] resolvemos de uma forma que o grupo não ficou sabendo. Aí tivemos o caso do Lúcio [que reclamou ao ser substituído em partida da Libertadores], que foi o segundo seguido. Como comandante da equipe, precisei fazer uma reunião com o elenco e houve aquela lavagem de roupa, mas foi uma reunião muito boa, em que coloquei algumas coisas que não aceitaria”, disse Ney.

“O grupo entendeu e, a partir daquele momento, passamos a remar juntos. Ele [Lúcio] é um exemplo e recuperou a posição dentro de campo, se estivesse acomodado não jogaria”, continuou o treinador do São Paulo.

Contratado como principal reforço do São Paulo ainda na temporada passada, o ex-santista Ganso se recuperava de uma longa lesão e ainda estava adquirindo ritmo de jogo no início de 2013, em que começou jogando na equipe titular. Após alguns jogos com baixo rendimento, foi sacado do time e esquentou o banco.

“Foi acertado. Começamos a pré-temporada com ele no time e, no primeiro jogo, nós o retiramos porque não estava acompanhando o grupo fisicamente e sabíamos que era um risco. Aos poucos, foi pegando ritmo e confiança, não só ele, como o elenco. A tendência é melhorar e se manter titular”, explicou Ney Franco.

 

Fonte: O Estado de SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*