Nada feito: São Paulo e Santos põem fim à negociação por Ricardo Oliveira

São Paulo e Santos encerraram, na última quarta-feira, qualquer possibilidade de negociação para que o atacante Ricardo Oliveira trocasse a Vila Belmiro pelo Morumbi em 2017. Uma conversa entre os presidentes Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e Modesto Roma Jr. colocou ponto final nas conversas. O centroavante era um dos preferidos do Tricolor.

Até mesmo o novo técnico Rogério Ceni era um dos entusiastas de sua contratação. Ele tem boa relação com Ricardo, pois atuaram juntos no São Paulo em 2006 e 2010.

Em almoço no mês passado, Leco e Modesto falaram sobre a possibilidade de trocar jogadores. O Santos tinha interesse no meia Michel Bastos e no zagueiro Lucão, mas não topou incluir Ricardo Oliveira no negócio. O clube do Morumbi, por sua vez, não quis nenhum dos atletas que o presidente alvinegro ofereceu. A negociação não prosperou.

Ricardo Oliveira tem mais um ano de contrato com o Peixe, e Modesto avisou ao amigo Leco que o período será cumprido. Não é possível liberá-lo. Uma proposta milionária do futebol chinês foi recusada no início de 2016, e a torcida não aceitaria ver seu ídolo atuando num rival.

Modesto Roma Santos Carlos Augusto de Barros e Silva Leco São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)Presidentes Modesto Roma e Leco têm ótimo relacionamento (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

O São Paulo, então, com participação ativa de Rogério Ceni, vai recorrer a outros planos para a camisa 9, que hoje pertence ao argentino Chavez. A diretoria e a antiga comissão técnica têm apreço pelo centroavante, artilheiro do time no Brasileirão com sete gols, ao lado do peruano Cueva. Mas entende que ele pode ser um reserva competitivo, não um titular que desequilibre.

Ceni quer um camisa 9 de respeito, alguém que ganhe jogos complicados. Sem Ricardo Oliveira, o radar aponta outras opções. Uma delas, apesar de características distintas, é Nilmar. O atacante defende o Al-Nasr, dos Emirados Árabes, mas já avisou à diretoria tricolor que, aos 32 anos, prioriza uma transferência para a Europa. Se isso não ocorrer, a chance de finalmente desembarcar no Morumbi, depois de muitas janelas de interesse, aumenta.

O departamento de futebol ainda procura dois jogadores de meio-campo, e Ceni também pede outro atacante que atue pelo lado do campo. O atacante Wellington Nem, por enquanto, é o único reforço confirmado. O goleiro Sidão tem negociação bastante adiantada para defender o clube.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Nada feito: São Paulo e Santos põem fim à negociação por Ricardo Oliveira

  1. Vcs acham que o Ricardo Oliveira iria trocar o certo pelo incerto, é ruim, o Sao Paulo de 2017 é uma inconigta pode ate dar certo Rogerio Ceni e Cia como pode dar tudo errado e afundar de vez esse time.
    Sao Paulo jamais deveria ir atras do Ricardo Oliveira e nem dessa tal de Nilmar, ou contratata atacante que venha para resolver mesmo ou entao tenta usar o que temos mesmo e treinar mais escalar direito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*